Como está a qualidade de ensino durante a pandemia?

Diante da pandemia do Coronavírus, a alternativa para dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem nas escolas foi oferecer o ensino remoto, o que se aplicou às instituições de todo o país, tanto da rede pública quanto privada. Entretanto, surge a dúvida sobre a qualidade do ensino na pandemia, devido às dificuldades que muitos alunos têm para acompanhar o processo, seja por questões de acessibilidade, desigualdade social, entre outros.

Quais são as opções de aprendizagem oferecidas durante a pandemia?

O isolamento social fez com que as escolas precisassem ser fechadas, assim, para não interromper a aprendizagem dos estudantes, alternativas tiveram que ser pensadas e aplicadas.

Desse modo, os órgãos superiores da educação autorizaram a realização do ensino remoto em todo o país para todas as etapas, de acordo com diretrizes específicas durante a pandemia, objetivando não prejudicar a aprendizagem dos alunos e garantir a conclusão do ano letivo, através de aulas e atividades virtuais, bem como contabilização da carga horária cumprida à distância.

A responsabilidade das escolas é cumprir todas as diretrizes da maneira que considerar melhor, considerando, por exemplo:

  • Videoaulas.
  • Atividades e conteúdos interativos em Ambiente Virtual de Aprendizagem.
  • Programas de televisão ou rádio que disponibilizem conteúdos escolares.
  • Materiais didáticos impressos fornecidos aos responsáveis para repassar aos alunos.

O Conselho Nacional de Educação (CNE), em parceria com o MEC, delimitou diretrizes específicas a cada etapa para as escolas aplicarem o ensino remoto e garantir a qualidade de ensino durante a pandemia.

Para a Educação Infantil deve-se considerar que:

“Os gestores busquem uma aproximação virtual dos professores com as famílias, de modo a estreitar vínculos e fazer sugestões de atividades às crianças e aos pais e responsáveis. As soluções propostas pelas escolas e redes de ensino devem considerar que as crianças pequenas aprendem e se desenvolvem brincando prioritariamente.”

Para os anos iniciais do Ensino Fundamental, o Conselho sugere que:

“As redes de ensino e escolas orientem as famílias com roteiros práticos e estruturados para acompanharem a resolução de atividades pelas crianças. No entanto, as soluções propostas pelas redes não devem pressupor que os “mediadores familiares” substituam a atividade do professor. As atividades não presenciais propostas devem delimitar o papel dos adultos que convivem com os alunos em casa e orientá-los a organizar uma rotina diária.”

As orientações para os anos finais do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio são:

“A supervisão de um adulto para realização de atividades pode ser feita por meio de orientações e acompanhamentos com o apoio de planejamentos, metas, horários de estudo presencial ou on-line, já que nesta etapa há mais autonomia por parte dos estudantes. Neste caso, a orientação é que as atividades pedagógicas não presenciais tenham mais espaço. Entre as sugestões de atividades, está a distribuição de vídeos educativos.”

Sendo assim, as opções de aprendizagem oferecidas durante a pandemia, de modo geral, envolvem o uso da tecnologia, que já faz parte das competências essenciais previstas pela BNCC, mas que as escolas ainda não se adequaram totalmente.

Fica sob responsabilidade dos estados, dos municípios e das instituições de ensino a reformulação do calendário escolar e dos planos de aula, e tratando-se da rede privada de educação, é preciso buscar meios para oferecer esse serviço.

O SAE Digital se reinventou para atender as escolas durante a pandemia, para realizarem o ensino remoto de forma adequada e com qualidade, em total acordo com as competências da BNCC, utilizando nossa tecnologia educacional.

Dentre as ferramentas tecnológicas disponibilizadas estão:

  • Livro Digital: com o mesmo conteúdo dos materiais impressos para acompanhamento das videoaulas.
  • Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): oferece um ambiente virtual de aprendizagem com videoaulas, atividades de reforço, plataforma para aulas ao vivo, canais de comunicação, entre outros.
  • Mecanismo de geração de relatórios: ferramenta para as escolas acompanharem o desempenho de alunos e professores.
  • Aplicativo SAE Notifica: canal de comunicação entre a escola e a família.
  • Aplicativo de Realidade Aumentada: com conteúdos interativos e muito mais divertidos.
  • Escola Digital: uma central com videoaulas de todos os componentes curriculares para todos os anos da Educação Infantil ao Ensino Médio.
  • Plataforma para realização de aulas ao vivo.
  • Plataforma para avaliações on-line.
  • EducaSAE: Webinários, formações e encontros exclusivos para tirar dúvidas das escolas e ajudar na formação e no aprimoramento de gestores e professores.

Com o SAE Digital, a qualidade do ensino durante a pandemia é garantida! Nossos alunos estão sempre conectados e preparados para as aulas remotas, principalmente no AVA. Na plataforma do SAE Digital, os alunos têm acesso às videoaulas e aos roteiros de atividades de ensino, aulas ao vivo e trilhas de aprendizado, com questões e vídeos para complementar, revisar e reforçar o aprendizado adquirido em sala de aula, além de relatórios de desempenho, plataforma literária e muito mais! Por isso, nossos alunos estão sempre ON!

O valor da escola e a importância para alunos e famílias

A plataforma registra 83% de engajamento, ou seja, a cada 100 alunos, 83 acessam diariamente o AVA. As horas contabilizadas de uso da ferramenta registram mias de 1 milhão e 246 mil horas, desde março/2020. Sabe o que isso quer dizer? Que nossos alunos já estudaram o equivalente a mais de 142 anos!

Desde o início da pandemia, só no mês de março, o AVA apresentou um crescimento de 398% de acesso diário, em julho já acumulou mais de 1704%. As interações realizadas através da plataforma, registraram em março 30 milhões, em julho já estavam com mais de 110 milhões.

Esses números sugerem que o ensino remoto durante a pandemia tem sido proveitoso para nossos alunos, sendo possível mensurar a qualidade do ensino nesse período.

Qualidade de ensino durante a pandemia: como os professores e as escolas se adaptaram?

Esse cenário pegou a todos de surpresa, sobretudo a Educação, que ainda não estava totalmente integrada às novas práticas de ensino proporcionadas pela tecnologia. Com isso, as escolas e os professores tiveram que realizar um replanejamento de aulas e atividades acadêmicas, para serem realizadas virtualmente, buscando estratégias para engajar os alunos.

A contabilização da presença dos alunos e carga horária bem como as formas de avaliação precisaram ser reestruturadas para atender as necessidades do momento. O uso da tecnologia precisou ser explorado de modo mais amplo, tanto para oferecer aulas e atividades on-line quanto para a comunicação entre a comunidade escolar.

Foi preciso repensar o modo de ensinar a aprender, desenvolvendo novas possibilidades e habilidades para que fosse possível realizar a educação a distância, principalmente para a Educação Básica, que tinha pouco contato com esse formato de ensino.

A ideia é trabalhar tudo o que foi planejado de forma adaptada ao ensino remoto, para que os alunos não percam os conteúdos que precisam aprender e as habilidades que precisam desenvolver. É possível manter os dias e horários que seriam as aulas presenciais, realizando o encontro virtual, os componentes curriculares e as atividades a serem propostas.

Muitas escolas não tinham os recursos tecnológicos adequados e precisaram providenciá-los, e a maioria dos professores não tinha familiaridade com determinadas ferramentas digitais, então foi preciso aprender a utilizá-las.

Para saber como realizar um plano de aulas remotas, confira nosso post clicando aqui.

Você também encontra algumas orientações para professores da Educação Infantil durante a quarentena aqui.

O valor da escola e a importância para alunos e famílias

Como avaliar a aprendizagem e qualidade do ensino remoto durante a pandemia?

Com relação às avaliações durante esse período, o CNE propõe:

  • Realizar a reorganização dos calendários do sistema de ensino, para depois estabelecer novos cronogramas de avaliações em larga escala.
  • Garantir uma avaliação equilibrada, considerando as diferentes situações que serão enfrentadas em cada sistema de ensino e assegurando as mesmas oportunidades a todos os estudantes que participam das avaliações.

As avaliações são essenciais para acompanhar o desempenho dos alunos durante o ensino remoto, bem como a eficácia desse método. Assim como as demais atividades, as avaliações são realizadas on-line. Para isso, deve-se considerar todo o ciclo de aprendizagem, de modo qualitativo, contínuo e cumulativo, para então avaliar e estabelecer uma nota.

Podem ser utilizados vários formatos para avaliar o aluno, a partir de instrumentos variados, por exemplo:

  • Seminários: apresentação on-line de trabalhos sobre os assuntos estudados em casa.
  • Observação: acompanhar a participação do aluno nas aulas remotas e atividades propostas.
  • Provas: objetivas, discursivas e orais realizadas em plataforma digital.
  • Autoavaliações: dependendo da etapa de ensino, o próprio aluno pode medir seu desempenho.
  • Atividades: propor exercícios de perguntas e respostas com consulta ao material didático pelo AVA.

Confira algumas dicas de como realizar avaliações no ensino remoto, acessando o post aqui.

 

Avaliação diagnóstica será essencial para acompanhar o aprendizado dos alunos na retomada das aulas presenciais

Procedimento auxilia na medição do desempenho dos estudantes durante o período de ensino remoto e a planejar o retorno às aulas de acordo com o mapeamento das habilidades não desenvolvidas

A avaliação diagnóstica sempre foi uma ferramenta importante para mensurar os conhecimentos, habilidades e competências adquiridos pelos alunos durante o ano letivo. A partir daí, e de acordo com o desenvolvimento de cada estudante, é possível planejar de forma adequada o programa de ensino que será adotado ao longo do ciclo.

Normalmente, esse instrumento é aplicado no início do ano letivo, porém, levando em consideração o fechamento das salas de aula em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, adotar essa ferramenta diagnóstica já na retomada das aulas é imprescindível. Com ela, será possível verificar se o ensino remoto foi eficaz, identificando as dificuldades de aprendizagem a serem superadas.

Saiba mais sobre como aplicar a avaliação diagnóstica no retorno das aulas, clique aqui!

qualidade de ensino durante a pandemia

Qualidade de ensino durante a pandemia: como se preparar para o regresso das aulas no formato híbrido?

O plano de retorno às aulas previsto pelas autoridades propõe a combinação entre ensino presencial e a distância, estabelecendo um ensino híbrido para garantir maior segurança a todos.

Além de implementar os recursos tecnológicos necessários, as escolas devem focar nas metodologias ativas de aprendizagem e trabalhar as competências socioemocionais, tudo de acordo com a BNCC.

As medidas de segurança deverão ser rigorosamente seguidas, bem como as propostas de recuperação e continuação do processo de ensino e aprendizagem

Sua escola pode contar com o Sistema de Ensino do SAE Digital para implementar o ensino híbrido! Além de um sistema de ensino na sua escola, oferecemos assessoria pedagógica e os materiais necessários para aplicar o ensino híbrido com qualidade. As ferramentas que disponibilizamos são:

  • Ambiente Virtual de Aprendizagem: plataforma adaptativa que permite ao aluno estudar de forma autônoma, mas com a supervisão do professor quando precisar tirar dúvidas e pedir orientações.
  • Realidade Ampliada: promove a proximidade do conteúdo à realidade do estudante, utilizando animações em 3D, jogos e simuladores.
  • Sala de Aula Invertida: o aluno tem contato prévio com o conteúdo a ser estudado de forma digital e a distância, e depois discute o que aprendeu em sala de aula com os colegas e o professor.
  • QR Codes: os materiais didáticos impressos contêm QR Codes para acessar pelo smartphone ou tablet, e conferir as questões do Enem comentadas por vídeos.
  • Projetos: metodologia ativa de aprendizagem com a elaboração de projetos que incluem recursos digitais, interação e colaboração entre os alunos, por exemplo, com a criação de um blog.
  • Gamificação: atividades escolares em jogos digitais lúdicos, disponibilizados no material ou por aplicativos.
  • Mapas Mentais: construção do conhecimento através de um esquema de ideias visualizadas por multimídias.
  • Livro Digital: todo o conteúdo do material impresso é disponibilizado em formato digital e pode ser acessado a qualquer momento e em qualquer lugar.

Para saber mais detalhes sobre a implementação do ensino híbrido, confira esse post completo que preparamos!

Por fim, uma boa maneira de avaliar a qualidade do ensino durante a pandemia é realizar uma pesquisa com os alunos e responsáveis, para saber se a sua escola está oferecendo recursos que sejam eficazes para garantir a aprendizagem.

Saiba como aplicar a pesquisa, acessando o post aqui.

 

kit retorno das aulas presenciais

Com o SAE Digital, a qualidade do ensino durante a pandemia é garantida! Confira o que uma de nossas escolas parceiras diz:

“Desde o início da Pandemia fomos muito bem amparados pelo nosso parceiro SAE Digital. O desenvolvimento de um plano de aulas remotas foi o momento ideal para colocarmos em prática novas ideias e fomentar as aprendizagens ativas. Essa inserção da tecnologia na sala de aula já estava entre os principais benefícios do nosso sistema de ensino SAE Digital, que dispõe de ferramentas e novas estratégias de ensino que se fazem necessárias para estimular e engajar os alunos, trazendo novas possibilidades para a prática pedagógica”.

Ana Paula Ferreira — Coordenadora do Colégio Ápicys de Bragança Paulista.

__________________________________________________________________

Os alunos do SAE Digital estão sempre ON! Não precisa nem comparar, é só conectar.

Quer conectar seus alunos também? Saiba mais!

Para ter acesso a mais conteúdos como este, continue acompanhando nosso blog e nos conte o que gostaria de ver por aqui! Até a próxima!

qualidade de ensino durante a pandemia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos