9 Técnicas de estudo para orientar os alunos


A aprendizagem é um processo complexo, e muitos alunos apresentam dificuldades para assimilar os conteúdos trabalhados em sala de aula. Porém, as técnicas de estudo podem orientá-los nesse processo e facilitar a construção de conhecimento com autonomia e protagonismo.

Confira no post de hoje quais são as principais técnicas de estudo para compartilhar com seus alunos!

O que são técnicas de estudo?

Técnicas de estudo são ferramentas que favorecem e otimizam a aprendizagem dos alunos, que orientam o processo de receber, organizar e reter novas informações, bem como lidar com avaliações.

Com o auxílio de técnicas de estudo, é possível sintetizar os conteúdos para absorvê-los mais facilmente, o que potencializa a memorização das informações e estimula o raciocínio lógico.

Envolvem habilidades específicas, que permitem aos estudantes o desenvolvimento da capacidade de planejar, organizar e executar as atividades relacionadas aos estudos, a partir da aquisição de um conjunto diverso de conhecimentos.

A ideia é que os alunos possam estudar do modo que seja mais conveniente e adequado ao próprio estilo de aprendizagem. Ao utilizar técnicas de estudo, a compreensão do tema estudado aumenta de forma considerável, bem como o desempenho escolar.

Como orientar os alunos nas técnicas de estudos?

A principal orientação aos alunos sobre as técnicas de estudos é promover o protagonismo, para que compreendam sua responsabilidade no próprio processo de aprendizagem.

Estimular os alunos a se comprometer e a se engajar com os estudos é fundamental para otimizar a aprendizagem, desenvolver a autonomia e ter participação ativa na construção do próprio conhecimento.

Desse modo, os estudantes não dependem totalmente da ação do professor, pois conseguem definir a melhor maneira para aprender e podem construir o próprio ritmo de estudo, com a mediação docente.

As principais habilidades que viabilizam a aplicação de técnicas de estudo, que os professores podem orientar os alunos no desenvolvimento, são:

  • Elaborar planos de estudos (diários, semanais e mensais);
  • Organizar a grade horária semanal, periodizando as atividades de aprendizagem;
  • Otimizar os estudos com base nos objetivos, em que, como e quando estudar;
  • Utilizar as técnicas de estudo adequadamente para facilitar a compreensão dos conteúdos;
  • Desenvolver competências relacionadas à gestão do tempo, à produtividade, à disciplina, ao foco e aos hábitos de estudos;
  • Identificar pontos fortes e fracos, conhecer as dificuldades e buscar formas de evoluir na aprendizagem.

Outras orientações que ajudam na rotina e aplicação das técnicas de estudo, incluem:

  • Buscar um local adequado: de preferência um lugar com privacidade, silencioso, com cadeira confortável e iluminação apropriada;
  • Evitar distrações: esteja totalmente dedicado e focado nos estudos, evite checar o celular e outros hábitos que desviam a atenção;
  • Alimentar-se bem: para conseguir se concentrar, é preciso estar bem alimentado e hidratado;
  • Regular o sono: para manter as funções cognitivas do cérebro saudáveis, é preciso dormir bem;
  • Variar a forma de estudar: alternar entre leitura, áudio, vídeo, exercícios, revisão, resumos, anotações e afins;
  • Garantir o lazer: estudar é cansativo, por isso é importante realizar atividades prazerosas em dias de folga para estar descansado e motivado na hora dos estudos;
  • Distribuir horários: estudar em blocos de 25 minutos por vez, por exemplo, e fazer pausas, pois os pequenos intervalos ajudam a manter o foco na atividade.

Os professores devem aconselhar os alunos a testar cada técnica e rotina, para que possam escolher a que funciona melhor para cada um, bem como criar a própria maneira de estudar, de acordo com suas preferências e necessidades.

Utilizar ferramentas digitais como técnicas de estudo também pode contribuir com a melhora da aprendizagem, pois oferecem recursos interativos que promovem a autonomia no momento de estudar.

Conheça 6 Projetos Escolares Inovadores

Quais são as principais técnicas de estudo?

Uma pesquisa realizada pela revista científica Psychological Science in the Public Interest revela as principais técnicas de estudo, classificadas conforme sua eficiência para a fixação dos conteúdos.

As técnicas de estudo são classificadas como baixa, moderada e alta utilidade, conforme a análise científica. Entretanto, cada aluno tem sua maneira de aprender e pode se beneficiar de todas, caso sejam combinadas.

1) Grifar

Consiste em marcar partes do texto consideradas importantes para compreender o assunto. Essa é uma forma de sintetizar os conceitos mais relevantes e ler somente as partes grifadas depois, ao selecionar e organizar palavras-chave, o que facilita a memorização.

Porém, a pesquisa considera essa técnica de estudo como baixa utilidade, pois não conecta totalmente o leitor com o conteúdo, mas pode ser eficaz se combinada com outras.

2) Releitura

A releitura é uma técnica de estudo que pretende facilitar a memorização e compreensão do conteúdo lido. Sabe-se que quanto mais contato a pessoa tem com o assunto, maiores são as chances de assimilação, visto que a primeira leitura não permite apreender tudo.

É classificada pela pesquisa como baixa utilidade, mas sua eficácia pode aumentar se a releitura for realizada logo após a primeira leitura, fazendo anotações mais simples do que compreendeu do conteúdo.

3) Mnemônicos

O termo mnemônico se refere à memória, assim, essa técnica de estudo tem o objetivo de facilitar a memorização dos conteúdos, ao criar associações dos conceitos utilizando abreviaturas ou frases com as letras iniciais. Por exemplo, utilizar a frase “vovô é ator” para se lembrar da fórmula de física mecânica “V = Vo + at”.

Entretanto, essa técnica só é eficiente se o conteúdo for identificável por palavras-chave. Foi classificada como baixa utilidade, mas pode ajudar em casos específicos ou pouco tempo antes de uma prova.

4) Visualização

Essa técnica de estudo consiste em criar mapas mentais para resumir a ideia central de um conceito, com a utilização de diagramas que associam elementos indicados com flechas, cores, formas e afins.

Visualizar o mapa ajuda a lembrar o conteúdo, mas funciona somente para alunos que possuem esse estilo de aprendizagem, sendo de baixa utilidade a quem não tem esse perfil. Para aumentar a eficácia dessa técnica, uma leitura prévia permite compreender melhor o contexto e facilita a associação.

5) Resumos

Resumir os conteúdos para facilitar a assimilação é uma das técnicas de estudo mais utilizadas, considerada uma forma intuitiva de aprender, pois exprime de maneira objetiva os elementos essenciais do texto.

Os resumos são classificados como baixa utilidade, pois são mais eficazes para as provas escritas do que para os exames objetivos. Para alunos que já têm habilidade em utilizar essa técnica, pode ser bastante útil.

Avaliar no novo ensino médio

6) Interrogação elaborativa

Essa técnica de estudo é considerada como utilidade moderada, pois consiste em criar explicações que justifiquem a veracidade dos fatos apresentados no texto, com base na lógica.

A interrogação elaborativa busca compreender as causas de determinado fato por meio da investigação de suas origens, o que estimula o cérebro e facilita a compreensão do conteúdo.

7) Autoexplicação

Com essa técnica o aluno lê o texto e elabora com as próprias palavras conceitos mais complexos e difíceis de assimilar, ou seja, explica para si mesmo o que compreendeu da leitura.

É considerada como utilidade moderada, se aplicada durante o estudo, para aprender desde o início uma maneira mais simples de compreender o assunto.

8) Estudo intercalado

Alternar entre diferentes assuntos em uma mesma sessão de estudos estimula o raciocínio lógico, desde que estejam relacionados de alguma forma, pois distribui a atenção e não esgota o aluno ao estudar muitas informações sobre um mesmo conteúdo.

Essa técnica é classificada como utilidade moderada, visto que incentiva o estudante a estudar por mais tempo e promove a interdisciplinaridade, o que ajuda o aluno a relacionar duas ou mais áreas do conhecimento – habilidade essencial para uma formação integral.

9) Teste prático

Aprender na prática é uma das técnicas de estudos mais eficazes. Realizar testes práticos do que foi estudado ou simular uma prova ajuda o aluno a praticar e corrigir erros, alcançando melhor resultado posterior.

Por isso, o teste prático é classificado pela pesquisa como alta utilidade, pois a experiência é a melhor maneira para aprender. Fazer exercícios sobre o conteúdo estudado, por exemplo, aumenta o nível de assimilação.

Quais são as melhores técnicas de estudo?

A melhor técnica de estudo, segundo a pesquisa, é a prática distribuída, que otimiza a produtividade e a gestão do tempo disponível para estudar. Consiste em distribuir os horários de estudo em blocos reduzidos de tempo, em vez de concentrar um longo período de estudos.

O ideal é realizar sessões de estudo, distribuindo os conteúdos em horários diversos, por exemplo, estudar uma hora pela manhã, uma hora à tarde e outra à noite.

Para ser eficaz, a prática distribuída precisa ser implementada em pequenos períodos ao longo do dia, intercalados com momentos de descanso. Além disso, o tempo dedicado a cada sessão de estudo deve equivaler de 10% a 20% do período que o conteúdo precisa ser lembrado.

Desse modo, se você quer se lembrar de um conteúdo por cinco anos, deve espaçar seu aprendizado a cada seis meses. Se quer lembrar por uma semana, deve estudar uma vez por dia.

Essa pesquisa nos mostra que estudar por horas seguidas não é tão eficaz quanto muitos alunos acreditam, inclusive, essa prática pode prejudicar a aprendizagem, pois nosso cérebro precisa de pausas e descanso para ser mais produtivo.

___________________________________________________________________

O SAE Digital oferece diversas ferramentas digitais para otimizar a aprendizagem dos alunos. Para conhecer as soluções do SAE, fale com um de nossos assessores agora mesmo!

Nosso objetivo é oferecer uma educação excelente e acessível, por isso as soluções educacionais do SAE Digital estão em constante evolução, transformando a aprendizagem por meio de tecnologias.

Continue acompanhando nosso blog, o maior portal de conteúdos de educação do Brasil! Visite também nossas redes sociais para acessar conteúdos exclusivos!

Catálogo 2023


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos