Avaliação Formativa – O que é? E como ela ocorre?

O que é Avaliação Formativa? Como a avaliação formativa ocorre? Qual a função do professor no processo avaliativo?

Por Bianka de Andrade Silva, Gerente de Avaliação e Produtos Digitais do SAE Digital

 

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional/LDBEN 1996, as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica/DCN 2013 e a Base Nacional Comum Curricular/BNCC 2017 aludem ao papel da educação no desenvolvimento integral dos estudantes, visando a plena participação social e o pleno exercício da cidadania, através da realização do potencial físico, psicológico, intelectual e social de crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Nesse sentido, um dos principais meios de investimento nos alunos visando seu desenvolvimento integral é a Avaliação Formativa, um processo a) transversal, b) não unicamente classificatório, c) sustentado por dados e relatórios e d) dinâmico.

kit retorno das aulas presenciais

O que é Avaliação Formativa?

Avaliação Formativa: Um processo transversal

As DCN 2013 levantam que a avaliação ocorre em todo o processo educacional. A transversalidade é, portanto, um de seus atributos, haja vista que o olhar para as habilidades desenvolvidas, em desenvolvimento e a desenvolver precisa perpassar o cotidiano escolar síncrono e assíncrono, em todos os anos de escolaridade e nas três etapas de ensino, ou seja, desde a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Cabe ao professor, à escola e às redes e sistemas de ensino manter uma atenção contínua para a avaliação, se aproveitando de cada oportunidade verificada no ciclo de ensino-aprendizagem para acompanhar e compor os perfis de desempenho dos estudantes.

Por conseguinte, define-se a Avaliação Formativa como um processo transversal pelo fato de se fazer presente continuamente no dia a dia escolar e em toda a Educação Básica. A aposta essencial dessa perspectiva é, portanto, tornar o aluno ator da sua aprendizagem, com o suporte e atenção adequados da escola e corpo docente, ou seja, a avaliação formativa é interna ao processo de avaliar e caracteriza-se enquanto um meio analítico e mais centrado sobre o aprendente.

Leia também:

 

Como a Avaliação Formativa ocorre?

Um processo não unicamente classificatório

Para que a experiência com a avaliação, por parte de todos os atores envolvidos no ciclo educacional, seja formativa é fundamental que se ressignifique o papel da classificação gerada a partir de notas. Hierarquizar alunos do melhor ao pior desempenho pode ser potencialmente lesivo aos estudantes se isso for feito apenas para criar um ranking.

O mapeamento das dificuldades dos alunos deve ser feito e, em última instância, convertido em notas, porém, com o objetivo de investir no desenvolvimento de habilidades não consolidadas pelos estudantes e não para gerar uma lista constrangedora de premiáveis e excluídos.

A forma contínua, cumulativa e qualitativa de fazer esse mapeamento também é fundamental para que ele de fato reflita o ponto em que o aluno se encontra quanto a suas competências.

A classificação dos alunos por nível de desempenho acontecerá como uma consequência natural do processo de avaliação. O problema não se encontra nela em si, mas de reduzi-la numa hierarquia taxativa de bons e “maus” alunos. Diferentemente, é importante que o professor e a escola analisem essa classificação e mapeiem os estudantes que estão prontos para os próximos passos e aqueles que ainda precisam de seus investimentos. Não se trata, assim, de descartar as notas, mas de compô-las de forma mais complexa e qualitativa e de usá-las para contribuir com a formação dos alunos.

Assim, define-se a Avaliação Formativa como um processo que apura com cuidado a classificação, valendo-se dela para realizar o potencial dos estudantes.

 

Qual a função do professor na avaliação?

Um processo sustentado por dados e relatórios

Professores da Educação Infantil têm em sua rotina as tarefas de gerar pareceres objetivos e descritivos de seus alunos, que ao mesmo tempo fujam de perspectivas globalizantes e tenham o potencial de apontar necessidades e potenciais particulares. A partir do Ensino Fundamental, apesar de os docentes seguirem precisando registrar dados de desempenho, essa tarefa de assinalar informações dos seus estudantes vai se tornando menos frequente. É importante, todavia, que se persista nesse propósito.

E, além desse cotidiano de registro feito pelo professor, relatórios gerados através da aplicação de avaliações e de tarefas de acompanhamento da aprendizagem também são um rico material para estruturar do modo mais fidedigno possível o mapa de desempenho dos discentes.

Em suma, cumprindo com seu intuito de ser assertiva para não comprometer o ciclo de ensino-aprendizagem, a Avaliação Formativa deve se valer de dados e relatórios obtidos através do registro feito pelo professor e de recursos automáticos e processuais ofertados pelo sistema de ensino, tais como os resultados de tarefas, provas e simulados.

 

Como utilizar a avaliação formativa?

Um processo dinâmico

A avaliação precisa ser tangibilizada por meio de instrumentos e práticas os mais variados possíveis. Como um processo transversal, que acontece cotidianamente na escola, não seria razoável que se desse de modo uniforme. A aprendizagem é intrassubjetiva, ou seja, acontece no interior do sujeito, de modo que, para verificá-la, é necessário extrair respostas dos alunos que confirmem em que ponto de seu desenvolvimento eles estão.

Essas respostas precisam se manifestar de formas variadas, afinal, as pessoas têm diferentes maneiras de demonstrar suas competências e aplicá-las em seu contexto particular. Isso significa que apenas uma prova final com questões de múltipla escolha será absurdamente insuficiente para que os alunos demonstrem sua evolução.

O processo é dinâmico também porque não são somente os alunos que estão sendo avaliados, mas a prática pedagógica de professores e da escola, bem como as metodologias e materiais de que se valem. O olhar para os resultados da avaliação precisa ser amplo e se dirigir a todos e a tudo envolvido, afinal, não são unicamente os estudantes que precisam evoluir e redirecionar seus caminhos. Uma vez que todos estejam comprometidos com o desenvolvimento integral dos discentes, será muito mais natural perceber que visar a melhoria contínua de procedimentos, métodos e materiais será valioso e necessário.

Ferramentas digitais para o Ensino Remoto – Clique aqui

 

Por esse motivo, a Avaliação Formativa acontece através de diferentes práticas e recursos e refere-se a todos os agentes envolvidos no ciclo de ensino-aprendizagem, dentre os quais exemplificam-se as clássicas provas objetivas e discursivas; a observação do professor; a autoavaliação pelos alunos de seus desempenhos e pelos professores de sua prática pedagógica; seminários e rodas de conversa; participação; apresentação de trabalhos etc.

 

Quais são os benefícios do Sistema de Ensino?

 

Sobre Bianka de Andrade Silva

Com experiência de mais de dez anos nas áreas de Avaliação e Currículo e coordenação pedagógica, Bianka de Andrade Silva é doutoranda em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Já atuou na formação e supervisão de equipes para a execução de trabalhos na área de educação, como docente na educação de jovens e adultos e nos ensinos fundamental anos finais, médio técnico e superior, bem como na elaboração de materiais pedagógicos e de avaliações para a Educação Básica, vestibulares e concursos.

Sobre o SAE Digital

O SAE Digital é um sistema de ensino que conta com soluções educacionais completas para escolas conveniadas desde a Educação Infantil ao Ensino Médio e Pré-vestibular, que incluem materiais didáticos atualizados, assessoria pedagógica efetiva, tecnologia educacional relevante e avaliações formativas. Os produtos e soluções do SAE Digital atendem às necessidades educacionais de gestores, professores e estudantes em todas as regiões do país. Mais que um sonho, transformar a educação move o SAE Digital todos os dias.

Para ajudar gestores e educadores a encontrarem as melhores práticas e caminhos para conduzir os aprendizados dos seus alunos nesse período de quarentena, O SAE Digital antecipou sua transformação digital e já iniciou a aplicação de avaliações digitais. Mais de 30 mil avaliações já foram aplicadas na primeira etapa do projeto.

Quais são os benefícios do Sistema de Ensino?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos