Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?


O Novo Ensino Médio passa a valer neste ano de 2022 e traz consigo diversas mudanças na estrutura curricular dessa etapa da educação, conforme a alteração da Lei n.º 13.415 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Sendo assim, escolas, alunos, pais e responsáveis precisam se adaptar a essa nova organização do Ensino Médio, visto que ela envolve o aumento da carga horária e a escolha do projeto de vida dos jovens. Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?

No post de hoje, vamos falar sobre o que os pais precisam saber a respeito dessas mudanças para se adaptarem e ajudarem os seus filhos a conseguir um pleno desenvolvimento nessa que é a etapa final da Educação Básica.

Cabe a cada instituição orientar os pais sobre as mudanças e apresentar como será a nova organização, pois as escolas têm autonomia para definir como irão implementá-las para atender às necessidades do Novo Ensino Médio.

Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?

Objetivos do Novo Ensino Médio – Como orientar os pais?

A proposta do Novo Ensino Médio é oferecer um ensino de maior qualidade que considere o estudante como protagonista do seu aprendizado e autor do seu projeto de vida.

Por meio dele, busca-se permitir que os estudantes se voltem aos seus interesses e escolham as disciplinas que condizem com a carreira que desejam seguir. Dessa maneira, acredita-se que eles podem se preparar melhor para o futuro.

Outro importante objetivo é diminuir a evasão escolar, , que leva muitos jovens a não concluir a Educação Básica, geralmente por desinteresse, baixo rendimento e falta de expectativa em relação ao futuro.

Desse modo, o Novo Ensino Médio propõe uma educação com mais significado, cujos aprendizados se relacionem com a realidade e os interesses dos jovens. Com uma abordagem mais humana, o novo modelo atenta ao desenvolvimento socioemocional e à formação de indivíduos capazes de exercer a plena cidadania, além de despertar maior motivação para estudar.

Os currículos do ensino médio deverão considerar a formação integral do aluno, de maneira a adotar um trabalho voltado para a construção de seu Projeto de Vida e para sua formação nos aspectos físicos, cognitivos e socioemocionais” (Lei n.º 13.415/2017, artigo 3.º § 7, grifo nosso).

“O Novo Ensino Médio pretende atender às necessidades e às expectativas dos jovens, fortalecendo o protagonismo juvenil na medida em que possibilita aos estudantes escolher o itinerário formativo no qual desejam aprofundar seus conhecimentos. Um currículo que contemple uma formação geral, orientada pela BNCC, e também itinerários formativos que possibilitem aos estudantes aprofundar seus estudos na(s) área(s) de conhecimento com a(s) qual(is) se identificam ou, ainda, em curso(s) ou habilitações de formação técnica e profissional, contribuirá para maior interesse dos jovens em acessar a escola e, consequentemente, para sua permanência e melhoria dos resultados da aprendizagem” (MEC, Novo Ensino Médio – Perguntas e respostas).

Cabe aos pais incentivar e apoiar os seus filhos na construção do projeto de vida e na formação integral deles, visando o seu futuro profissional e pessoal com o pleno desenvolvimento de suas habilidades, neste novo modelo do ensino médio.

Aumento da carga horária

Com o Novo Ensino Médio, os estudantes passarão mais tempo na escola. De fato, o tempo mínimo aumentou de 800 para 1.000 horas anuais em cada série do Ensino Médio, o que totaliza, portanto 3.000 horas ao final da etapa.

A nova carga horária é obrigatória para contemplar todos os componentes curriculares do Novo Ensino Médio, divididos entre a formação básica (1 800 horas) e a específica (1 200 horas).

Com esse aumento, a rotina familiar pode sofrer alterações e precisar de adaptações por parte dos pais, conforme a organização da escola em que o filho está matriculado.

pais novo ensino médio

Novo currículo – Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?

O currículo do Novo Ensino Médio está dividido em duas partes, a formação básica e a específica. A proposta desse currículo é abordar os conteúdos de maneira mais ampla e integrada, organizados por áreas do conhecimento. Deve-se ressaltar, porém, que há a obrigatoriedade da Língua Portuguesa/Inglesa e da Matemática em todos os anos.

Os demais componentes curriculares serão abordados nas competências específicas e nas habilidades da BNCC, trabalhados de forma convencional ou em outros formatos de organização.

A BNCC propõe a superação da fragmentação radicalmente disciplinar do conhecimento, o estímulo à sua aplicação na vida real, a importância do contexto para dar sentido ao que se aprende e o protagonismo do estudante em sua aprendizagem e na construção de seu projeto de vida” (BNCC, 2018, p. 15).

Formação básica

Reúne as competências e as habilidades essenciais ao aprendizado dos alunos durante todo o Ensino Médio, definidas pela BNCC. Elas devem ser desenvolvidas nas seguintes áreas de conhecimento:

  • Linguagens e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

A formação geral básica poderá ser organizada de diversas maneiras, desde que contemple os estudos de Língua Portuguesa/Inglesa e Matemática, somando até 1.800 horas.

Formação específica

Composta por itinerários formativos, que permitem a oferta de diferentes possibilidades de escolhas aos estudantes. A formação específica substitui o currículo único por um mais flexível e diversificado, capaz de atender aos interesses e às necessidades educacionais dos estudantes.

Nesse tipo de formação, os estudantes poderão escolher um conjunto de disciplinas, projetos, oficinas, núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho que permitem o aprofundamento em áreas e conhecimentos específicos. Os estudantes podem então escolher entre duas ou mais áreas, incluindo a Formação Técnica e Profissional (FTP).

Os itinerários formativos a serem ofertados podem ser definidos pela própria escola, que tem um papel autônomo nessa tarefa, mas ela deve envolver toda a comunidade escolar e os pais ou responsáveis nesse processo.

A carga horária será dividida entre as disciplinas obrigatórias e os itinerários formativos. As primeiras compõem 60% do tempo e o restante é direcionado para a formação à parte, escolhida pelo estudante de acordo o itinerário de sua preferência e com as suas intenções de carreira.

Confira nossa playlist especial sobre o novo Ensino Médio: 👇

 

Foco no futuro profissional

Com a alteração no currículo escolar, o estudante terá a oportunidade de realizar uma formação profissional e técnica inclusa na carga horária regular. Ao final dos três anos, os sistemas de ensino deverão certificá-lo no Ensino Médio e no curso técnico ou nos cursos profissionalizantes que o estudante escolheu.

A proposta é desenvolver programas educacionais inovadores e atualizados para promover a qualificação profissional dos estudantes de forma efetiva, pois assim eles estarão mais preparados para atuar no mercado de trabalho. Para isso, deve-se considerar o contexto local e as possibilidades de oferta pelos sistemas de ensino.

O objetivo da habilitação profissional é o desenvolvimento do projeto de vida e da carreira do estudante, bem como a adaptação às exigências do mundo do trabalho e suas transformações, em condições de competitividade, produtividade e inovação.

Projeto de vida – Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?

O projeto de vida é um componente curricular obrigatório do Novo Ensino Médio, pois, com base no autoconhecimento, permite que os estudantes desenvolvam habilidades essenciais para o mundo do trabalho.

A proposta é proporcionar aos alunos experiências para que conheçam quais projetos de vida são possíveis e então possam escolher o seu com base em suas preferências, exercendo, assim, o protagonismo sobre as suas vidas.

Para atender às necessidades de formação geral, indispensáveis ao exercício da cidadania e à inserção no mundo do trabalho, e responder à diversidade de expectativas dos jovens quanto à sua formação, a escola que acolhe as juventudes tem de estar comprometida com a educação integral dos estudantes e com a construção de seu projeto de vida” (BNCC, 2018, p. 464, grifos no original).

A BNCC também contempla o projeto de vida entre as suas 10 competências gerais, expressa em “Trabalho e Projeto de Vida”, que diz:

Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais, apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu Projeto de Vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade” (BNCC, 2018, p. 9, grifo nosso).

Novo Enem

A proposta é que os alunos se preparem para o exame e os vestibulares desde o 1.º ano do Ensino Médio. Além disso, o próprio Enem deverá se adequar às diretrizes estabelecidas pela BNCC.

Para atender às mudanças do Novo Ensino Médio, o Novo Enem tem como proposta uma nova divisão, conforme os interesses dos estudantes e os dias de aplicação:

  • Prova geral — 1.º dia: formação básica conforme a BNCC;
  • Prova específica — 2.º dia: itinerário formativo escolhido pelo candidato.

Como os pais podem ajudar com o Novo Ensino Médio?

A construção dos projetos de vida são um grande desafio para os estudantes e as famílias e responsáveis podem contribuir muito nesse processo. Seguem algumas dicas:

  • Tenha em mente que o projeto de vida é do ESTUDANTE, ou seja, deve ser ele o ponto central dessa construção;
  • Auxilie o estudante a identificar suas aptidões, potencialidades e interesses;
  • Explore com os estudantes as possibilidades de profissões e carreiras que conversem com as aptidões deles e com os interesses identificados;
  • Aproxime-se da escola para conhecer em maior profundidade a oferta de eletivas e itinerários formativos;
  • Auxilie o estudante, então, a fazer as escolhas, dando início à construção do seu projeto de vida;
  • Tranquilize o estudante a respeito das inseguranças, explicando a ele que esse é o momento para conhecer, experimentar, testar e, se for o caso, mudar de ideia. É importante que os estudantes se sintam seguros e acolhidos em suas escolhas, bem como em suas indecisões.

Como o SAE Digital pode ajudar?

O SAE Digital desenvolveu uma proposta completa para Novo Ensino Médio, uma solução para a sua escola se adequar aos novos currículos que contempla a organização da carga horária, os itinerários formativos e o projeto de vida.

Para saber mais sobre as nossas soluções, fale com um de nossos especialistas agora mesmo!

Para continuar atento às novidades da Educação, não deixe de acompanhar o nosso blog e de assinar a nossa newsletter. Visite também as nossas redes sociais e confira conteúdos exclusivos.

Como orientar os pais sobre o Novo Ensino Médio?

Imagem: freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos