Nobel da Paz – Redação Enem Nota 1.000

O Prêmio Nobel da Paz foi idealizado pelo cientista sueco Alfred Nobel em 1895, mas a primeira premiação ocorreu em 1901. De acordo com estudiosos sobre o assunto, seu intuito ao criar essa categoria foi compensar suas invenções como engenheiro químico de materiais utilizados em guerras, como a dinamite e a balistite. É um dos seis prêmios que compõem o conjunto de prêmios internacionais concedidos anualmente para cada categoria (além de Física, Química, Literatura, Fisiologia/Medicina e Ciências Econômicas), sendo considerado o mais prestigiado prêmio entre eles. É promovido por instituições suecas e norueguesas, sendo realizado na Noruega pelo Comitê Norueguês do Nobel.

Hoje, o intuito da premiação é reconhecer pessoas ou instituições que realizaram pesquisas, descobertas ou contribuições notáveis para a humanidade no ano imediatamente anterior ou no curso de suas atividades, e é concedido àqueles que fizeram o melhor trabalho pela fraternidade entre as nações, pela abolição ou redução de exércitos permanentes, e pela realização e promoção de congressos de paz, sendo assim uma pauta relevante para o tema da redação do Enem.

Questões Enem

Prêmio Nobel da Paz 2020

O Comitê Norueguês concedeu o Prêmio Nobel da Paz de 2020 para o Programa Mundial de Alimentos da ONU, que foi idealizado para impedir o uso da fome como arma de guerras e conflitos. A escolha pelo programa como vencedor deste ano se deu pela necessidade de solidariedade internacional e cooperação multilateral mais evidente do que nunca, afirmou o Comitê Norueguês do Nobel.

Outros candidatos que foram destaque incluem a Organização Mundial de Saúde, pelo trabalho realizado no enfrentamento do novo coronavírus, a ativista ambiental sueca Greta Thunberg e o Cacique Raoni, um dos líderes indígenas de maior prestígio no mundo.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU foi criado formalmente em 1961, a partir da iniciativa do presidente dos Estados Unidos na época, Dwight Eisenhower, que chegou à conclusão de que usar o sistema da ONU para distribuir alimentos seria uma maneira eficaz de combater a fome, com o objetivo de oferecer alimento às vítimas de conflitos, enchentes, secas, terremotos e também pandemias. Tem sua sede em Roma e possui escritórios em mais de 80 países. É a maior agência humanitária do mundo de combate à fome, e fornece a cada ano, em média, alimentos a 90 milhões de pessoas, entre elas 58 milhões de crianças. O órgão tem um corpo de 17 mil funcionários. Em 2018, conseguiu arrecadar 7,2 bilhões de dólares e atendeu 86,7 milhões de pessoas.

O número de pessoas em situação de insegurança alimentar aguda em 2019 era de 135 milhões, o índice mais alto em muitos anos, tornando urgentes ações voltadas para atender essa população.

Essa ação do programa é muito importante para a humanidade, pois vai ao encontro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para a erradicação da fome no mundo, que tem como segundo objetivo erradicar a fome, garantindo o acesso a uma alimentação de qualidade, nutritiva e suficiente durante todo o ano, para todas as pessoas, em particular os mais pobres e pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças. Os ODS também fazem parte da ONU e representam um plano de ação global para eliminar a pobreza extrema e a fome, oferecer educação de qualidade ao longo da vida para todos, proteger o planeta e promover sociedades pacíficas e inclusivas até 2030.

Nobel da Paz: A pandemia e a falta de alimentos

A pandemia do novo Coronavírus contribuiu muito para o aumento do número de vítimas da fome, mas, mesmo em meio a este cenário de emergência sanitária, o programa conseguiu realizar suas ações de maneira eficaz, relata o Comitê. Estima-se que o número de pessoas em situação de insegurança alimentar aguda em 2020 já é o dobro com relação ao ano passado, de acordo com o chefe do programa, o economista Arif Husain. Segundo ele, o cenário já não era favorável no início do ano e, com a pandemia, o mundo está em território desconhecido. “Nós nunca vimos algo assim antes”, afirmou ao New York Times.

Só no Líbano o programa levou 12,5 toneladas de farinha de trigo para estabilizar a oferta do produto e reduzir o preço do pão, que devido ao cenário atual precisou de atenção especial. O país enfrenta uma crise econômica, os efeitos da COVID-19 e ainda sofreu uma explosão em agosto deste ano em um terminal do Porto de Beirute, que deixou cerca de 300 mil pessoas desabrigadas.

Com as dificuldades decorrentes da pandemia, o transporte dos alimentos foi afetado, fazendo com que o programa ajudasse os governos dos países atendidos a elaborarem estratégias para continuar fornecendo comida às pessoas em situação de fome. Uma das alternativas encontradas em 68 países com a ajuda do órgão para oferecer merenda escolar foi a criação de programas de transferência de dinheiro em espécie, vale-alimentação e entrega de refeições.

Mesmo antes da pandemia, o programa já seria merecedor do prêmio, mas com a Covid-19 a comida está menos disponível, tornando os motivos mais evidentes. De acordo com o comitê, “o programa da ONU demonstrou uma habilidade impressionante de intensificar seus esforços (…). O mundo corre o risco de sofrer uma crise de fome de proporções inconcebíveis se o Programa Mundial de Alimentos e outras organizações de assistência alimentar não receberem o apoio econômico do qual necessitam”.

O Nobel da Paz de 2020, assim como as demais categorias, foi entregue no dia 10 de dezembro, como ocorre todos os anos em memória ao aniversário de seu criador, Alfred Nobel. Entretanto, devido à pandemia e às restrições sanitárias, o evento, que tradicionalmente acontecia na sede da Prefeitura de Oslo, foi transferido para um local menor, o salão nobre da Universidade.

amostra pv

Como o prêmio Nobel da Paz pode ser tema da redação do Enem?

Pautas humanitárias que envolvem todo o mundo são bastante relevantes para compor o tema da redação do Enem, portanto, é fundamental estar atualizado sobre as principais questões sociais mundiais. Estar familiarizado com pautas humanitárias, como o Programa Mundial de Alimentos da ONU e todos os vencedores do Prêmio Nobel, é fundamental para garantir uma redação nota 1.000 no Enem, caso seja o objeto do tema. A fome é um problema humanitário há muito tempo existente em nossa sociedade, e sempre será uma preocupação de todos buscar formas de resolvê-la. Motivar os jovens a pensar a respeito disso é fundamental para construir um futuro em que a fome não seja mais a causa do sofrimento de muitas pessoas.

___________________________________________________________________

Chegou a hora da preparação final! Participe do Aulão de Véspera para o ENEM do SAE Digital!

Inscreva-se já! Dias 13 e 14 de janeiro – 17h – Super Aulão Enem

Desmatamento na Amazônia – Redação Enem Nota 1.000

 

Quer saber como o SAE Digital pode ajudar a sua escola e seus alunos a garantirem uma nota 1.000 na redação do Enem? Então fale com um dos nossos assessores e saiba mais!

 

Confira tudo para realizar uma Redação Nota 1.000:

É fundamental estar atento aos temas atuais para não ser pego de surpresa na hora da prova, e o SAE Digital busca ajudar os alunos a alcançarem uma redação nota 1.000 no Enem!

 

Confira outros temas trabalhados na Série Especial Redação Enem Nota 1.000:

Black Lives Matter – Redação Enem Nota 1.000

Lockdown é eleita a palavra de 2020 – Redação Enem Nota 1.000

Temas quentes do Professor Noslen – Redação Enem Nota 1.000

Desmatamento na Amazônia – Redação Enem Nota 1.000

Refugiados da Síria – Redação Nota 1.000

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos