13 datas comemorativas escolares para trabalhar na Educação Infantil

É um costume comum para as escolas trabalhar algumas datas especiais com os alunos, especialmente na Educação Infantil. Celebrar datas comemorativas escolares é importante para ensinar e conectar as crianças sobre o significado delas. Também é uma oportunidade de abordar e desenvolver temas importantes para a formação e conscientização dos alunos.

As datas comemorativas escolares podem ser desde feriados nacionais até dias menos conhecidos, mas com significados importantes para o aprendizado.

Neste post vamos sugerir algumas datas comemorativas escolares para os gestores e professores incluírem no calendário da Educação Infantil, e mostrar como trabalhá-las com os alunos. Também iremos abordar discussões sobre algumas celebrações, que mudaram ao longo do tempo, como as datas religiosas e Dia dos Pais/Dia das Mães.

plano de aula sae digital

A importância das datas comemorativas escolares na Educação Infantil

 A Educação Infantil é a primeira conexão da criança com o mundo e a sociedade fora do círculo familiar e comunitário. Voltado para as crianças de zero a seis anos, o ensino infantil ajuda a promover o desenvolvimento das crianças em diversos aspectos. Desde o motor, até o social, passando também pelo desenvolvimento emocional e cognitivo.

Por ser uma fase de formação, é recomendado já abordar alguns temas importantes para o conhecimento e desenvolvimento pessoal das crianças. As datas comemorativas escolares tornam-se uma ótima oportunidade de trabalhar esses temas de forma leve e contextualizada. Eventos e atividades relacionados a tais datas podem promover o desenvolvimento dos aspectos citados acima, além de proporcionar momentos de lazer e, em alguns casos, promover a aproximação com os familiares.

Atividades lúdicas na Educação Infantil: dicas para pais e professores

Dia dos Pais e Dia das Mães

O Dia dos Pais e o Dia das Mães, tradicionalmente, eram as principais datas comemorativas escolares. A comemoração de ambos os dias sempre foi realizada em grande estilo pelas instituições de ensino. As escolas preparam eventos grandiosos para pais e alunos. Em muitas ocasiões, há apresentações especiais das crianças em homenagem ao pai ou mãe – a depender da data. Outra parte da comemoração especial é a execução manual dos presentes para serem entregues aos pais.

De uns tempos para cá, no entanto, a realização dessas comemorações entrou em discussão e muitas escolas já mudaram a programação para essas datas. O que motivou essa transformação foi a mudança na estrutura familiar. Hoje em dia, é mais habitual ver famílias em que não há o arranjo tradicional de pai e mãe.

Nesses casos, pode haver o desconforto por parte da criança que não tem a figura paterna ou materna em casa. Para não transformar o que deveria ser uma comemoração feliz em uma situação desconfortável para alguns, muitas escolas já substituíram os eventos especiais de Dia das Mães e Dia dos Pais em apenas um, o Dia da Família.

Trata-se de uma data mais inclusiva, que engloba quaisquer tipos de arranjos familiares. Também é um momento de celebrar a diversidade na escola, no qual as crianças podem homenagear as pessoas que desejarem nessa data especial.

Nos tempos atuais é relevante ter essa discussão sobre a celebração das datas comemorativas escolares em suas instituições de ensino previamente, para adequar o calendário escolar.

Datas religiosas

Outro ponto que merece atenção na hora de construir o calendário de datas comemorativas escolares em sua instituição é a celebração das datas de cunho religioso. Apesar de ser um país laico, o Brasil é essencialmente cristão, por isso muitos feriados e datas comemorativas importantes são religiosas. Exemplos dessas são: Páscoa, Dia de São João – que trazem as festas juninas – e o Natal.

São ocasiões tradicionalmente comemoradas na escola, mas também é importante refletir sobre o assunto antes de decidir por mantê-las no calendário de datas comemorativas escolares.

Por ser um assunto complexo, a decisão sobre a inclusão dessas datas deve passar por toda a comunidade escolar. Além de discutir internamente, levando em consideração a opinião dos educadores e coordenadores pedagógicos, é importante pedir a opinião dos pais sobre o assunto. Esta é, também, uma ótima oportunidade para estreitar a relação família e escola e desenvolver o melhor plano educativo. 

Ao discutir o assunto de forma conjunta é possível desenvolver um senso comum a respeito de como todos os envolvidos no processo educacional se sentem em relação à abordagem dessas datas, e suas possíveis mudanças. Podem, também, surgir novas possibilidades de lidar com as questões culturais e religiosas, que vão além dos princípios da própria instituição.

Como escolher as datas comemorativas escolares

A decisão de quais datas comemorativas escolares incluir no calendário faz parte do plano pedagógico das escolas. Como elas têm a função de abordar temas importantes para o conhecimento das crianças e a formação delas como pessoas é importante incluir a discussão na reunião de planejamento, antes do início do ano letivo.

Reunião pedagógica: tudo o que você precisa saber

As escolas precisam estar sempre conectadas com o mundo, permitindo que as crianças e jovens possam fazer uma reflexão sobre a sociedade. Pensar sobre as tradições e o que elas significam é o primeiro passo para esse caminho.

O que deve permear a seleção das datas comemorativas escolares como um todo são os valores da escola. Com base neles é possível escolher que tipos de dias especiais celebrar na escola, e como fazer isso.

Deve-se, também, avaliar como cada data reforça o plano pedagógico da instituição, e qual a importância de tais celebrações para a formação intelectual e cultural dos estudantes. 

Datas relacionadas a acontecimentos históricos, por exemplo, ajudam a abordar e ensinar sobre o fato e assuntos relacionados às crianças. Datas com significados culturais servem como objeto de reflexão e diálogo.

Mesmo com os pequenos, na Educação Infantil, o significado de algumas datas trazem conhecimento e ajudam em sua formação desde cedo. Ainda assim, é preciso diferenciar como será a abordagem das datas para cada faixa etária, para que elas façam sentido, sejam compreendidas por todos e contribuam para o desenvolvimento social, cultural e emocional das crianças.

A seguir sugerimos algumas datas comemorativas escolares, divididas por cada mês do ano letivo, com sugestões de como celebrá-las.

Projeto político pedagógico sae digital

FEVEREIRO

  • Carnaval (data variável)

O Carnaval é conhecido por ser uma data de festas populares. Sua comemoração varia entre os meses de fevereiro e março, começando em um sábado e terminando, oficialmente, na quarta-feira de cinzas.

Apesar de ser um evento de origem cristã, suas festividades diferem em cada região ou estado do Brasil, de acordo com questões culturais. Entretanto, no geral, a celebração da data conta com desfiles, música e fantasias.

É uma ótima oportunidade para realizar uma festa à fantasia na escola e reproduzir o clima da data comemorativa. Também é interessante abordar temas culturais, como a variedade de comemorações da data por todo o Brasil, as músicas, danças e manifestações que embalam a festa em cada localidade.

Além de abordar as questões culturais e promover diversão para os pequenos com a festa à fantasia, outra atividade interessante é promover oficinas. As crianças podem construir máscaras ou instrumentos musicais, por exemplo. A tarefa une o lazer com os temas culturais e ainda é uma forma de trabalhar a coordenação motora dos alunos.

MARÇO

  • Dia Internacional da Mulher (08 de março)

O Dia Internacional da Mulher é uma data com raízes históricas e visa reivindicar a igualdade de gêneros. O dia 08 de março é celebrado em todo mundo como um dia de luta, com homenagens à mulheres fortes e protestos para exigir o respeito e ampliação aos direitos femininos.

A celebração dessa data na Educação Infantil é uma oportunidade para abordar o tema de igualdade de gêneros. Por mais que possa parecer precoce, é interessante inserir esses temas de forma didática e divertida desde cedo no dia a dia das crianças.

Vale falar de mulheres importantes na história, explicando seus feitos e suas conquistas. Peças audiovisuais e livros podem ajudar os educadores a apresentar o tema e as figuras femininas históricas às crianças.

Como atividade prática, uma ideia é pedir às crianças para nomearem e contarem um pouco da história de alguma mulher que elas admiram. A figura pode ser alguém da família, por exemplo. Além de trabalhar a criatividade e a linguagem dos alunos, esta também é uma forma de incentivá-los a reconhecer e inspirar-se em mulheres fortes.

Também é possível pedir para a criança fazer um desenho para entregar à mulher inspiradora escolhida. Já na fase de alfabetização, o presente pode ser uma cartinha.

Como apoiar a criança no processo de alfabetização

  • Dia Mundial da Água (22 de março)

O Dia Mundial da Água foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992, visando ampliar as discussões acerca da preservação desse recurso natural essencial para a vida.

Celebrar essa data comemorativa na escola é importante para conscientizar as crianças sobre a importância da água. Por isso o primeiro passo é abordar, de forma didática e interativa, o quão presente a água está em nossas rotinas, para que eles compreendam sua necessidade. Vale pedir para as crianças nomearem atividades que precisam de água para serem realizadas e criar uma lista conjunta.

Depois da conscientização, é interessante levantar e debater maneiras de economizar água, com atitudes simples no dia a dia. As atividades podem ser transpostas para a prática já na escola. Os professores podem ensinar como lavar as mãos ou escovar os dentes, sem desperdiçar água. E ainda demandar, como tarefa de casa, a execução de outras formas de economizar água, seja sozinho ou com a família.

Assim, na aula seguinte, os alunos continuam debatendo o tema ao trazer o que foi feito em casa e compartilhando com a turma.

ABRIL

  • Dia do Índio (19 de abril)

A celebração do Dia do Índio no Brasil tem como propósito promover a preservação da memória dos indígenas e a reflexão crítica sobre o passado brasileiro, com dominação e exploração realizadas por civilizações europeias. Há outros países do continente americano que também celebram essa data no dia 19 de abril.

A discussão acerca da relação entre os europeus e os índios pode ser um pouco avançada para ser abordada na Educação Infantil. Então, vale usar a data para ensinar às crianças sobre os índios.

É importante falar dos povos indígenas com toda a sua diversidade de etnias, trazendo seus hábitos culturais como um todo. Linguagens, forma de vida e hábitos culinários são apenas alguns exemplos do que pode ser abordado para celebrar essa data comemorativa na escola.

Deve-se tomar cuidado para não reforçar estereótipos com as atividades propostas. Por isso promover fantasias de índio para as crianças não é recomendado. Nos exercícios práticos, a sugestão é propor a execução de artesanatos ou itens de culinária tipicamente indígenas, o que ajuda a reforçar a memória da cultura destes povos aos alunos.

  • Dia do Descobrimento (22 de abril)

O dia 22 de abril de 1500 marcou oficialmente a chegada dos portugueses ao território brasileiro, que ficou conhecido como o “Descobrimento do Brasil”. Apesar do nome, a data traz uma polêmica, já que é preciso ressaltar que já havia indígenas habitando o país antes de ele ser “descoberto” pelos portugueses. 

Para explicar isso, sugere-se o uso de imagens e até mesmo pinturas sobre as grandes navegações. É necessário explicar o contexto histórico de forma bastante leve para as crianças. Pode se fazer uma relação com a comemoração do Dia do Índio, no mesmo mês, e abordar as diferenças culturais e primeiros contatos nesse período.

MAIO

  • Dia do Trabalho (1º de maio)

O Dia do Trabalho — ou do trabalhador — é celebrado internacionalmente no dia 1º de maio. O objetivo é celebrar as conquistas no âmbito dos direitos dos trabalhadores ao longo dos anos.

Apesar de ser considerado um dia de luta, essa pode ser uma ótima oportunidade para trazer o tema trabalho e profissões para os alunos da Educação Infantil. É possível introduzir o assunto perguntando as profissões dos pais e familiares e também o que eles gostariam de exercer quando adultos.

É uma boa oportunidade para conhecer mais os alunos e fazê-los trabalharem as ideias e linguagem na hora de reproduzir seus desejos em sala de aula.

Como atividade prática pode ser realizada uma feira de profissões, de forma simplificada, para que as crianças conheçam outros trabalhos, que vão além dos realizados pelos familiares, por exemplo.

  • Dia da Família (15 de maio)

Como dito anteriormente, o Dia da Família virou uma tendência nas escolas para celebração frente às novas estruturas familiares, muitas vezes substituindo as comemorações do Dia dos Pais e Dia das Mães.

Há também divergências sobre a data de comemoração. Em 15 de maio é celebrado o Dia Internacional da Família, já o Dia Nacional da Família acontece no dia 8 de dezembro. Há ainda outra data que pode ser utilizada nas instituições: 24 de abril, que é o Dia da Família na Escola.

Decidido o dia de comemoração, a ideia é celebrá-lo como uma ocasião para reunir a família na escola. Vale investir em um evento para os alunos e seus familiares.

Entre os assuntos abordados dentro da sala de aula é interessante incluir a importância da família e aproveitar para, mais uma vez, falar sobre a diversidade. É possível também fazer presentes para os familiares, mas é importante não destacar apenas o viés comercial desta e outras datas comemorativas escolares.

JUNHO

  • Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho)

O Dia Mundial do Meio Ambiente é mais uma data instituída pela ONU. Seu objetivo é chamar a atenção de toda a população para o meio ambiente e seus problemas, destacando a importância da preservação dos recursos naturais.

Esta é uma oportunidade para apresentar às crianças o conceito de meio ambiente e as diferentes formas como ele se apresenta. Assim como no Dia Mundial da Água, é preciso destacar a importância do meio ambiente na vida humana e todos os recursos que são oferecidos.

Em um segundo momento é importante conscientizá-los sobre o esgotamento dos recursos naturais e como ajudar a preservá-los no dia a dia. Mais uma vez, vale fazer uma roda de conversa com as crianças para elas mesma sugerirem formas de ajudar a proteger o planeta. Propor mudanças de rotina individuais ou familiares como reciclagem ou economia de água, por exemplo, é uma ótima ideia.

AGOSTO

  • Dia do Folclore (22 de agosto)

No dia 22 de agosto é celebrado internacionalmente o Dia do Folclore. No Brasil o objetivo da instituição da data foi a preservação do acervo que forma o folclore brasileiro e incentivar os estudos na área. O folclore é definido como o “saber tradicional de um povo”, ou cultura popular, de forma mais resumida.

O folclore brasileiro traz lendas, canções, danças, contos, vestuários e até comidas típicas. São conhecidas algumas lendas e contos como do boitatá, curupira ou mula sem cabeça. No âmbito das danças e músicas, vale lembrar do frevo, maracatu e forró, por exemplo.

Primeiramente, é preciso trazer o conceito de folclore para as crianças, apresentando a diversidade cultural do Brasil. Peças audiovisuais podem ajudar muito nesse processo.

Depois, como exercício prático e de lazer, é possível promover um festival folclórico na turma ou na escola. Assim, os alunos podem apresentar o que aprenderam sobre as manifestações do folclore brasileiro para os colegas e até mesmo aos familiares.

SETEMBRO

  • Independência do Brasil (7 de setembro)

O dia 7 de setembro de 1822 é considerado o Dia da Independência do Brasil, tendo como marco o grito da independência que foi dado por D. Pedro I nesta data. Trata-se de um dia com comemorações por todo o país, por isso, é interessante também ser trabalhado na escola.

É importante introduzir o assunto da independência do Brasil em relação a portugal, mas também é uma ótima oportunidade de apresentar às crianças os símbolos nacionais e seus significados. 

A Bandeira Nacional é o mais conhecido deles. Além de apresentar outros símbolos, é possível trabalhar a criatividade para fazer artes com base nas cores e na construção da bandeira.

  • Dia da Árvore (21 de setembro)

O Dia da Árvore é mais uma data criada com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a preservação do meio ambiente. Nesse caso, mais especificamente sobre as árvores e o papel que elas exercem na manutenção do meio ambiente.

Em primeiro lugar é importante falar sobre as árvores como símbolo da natureza, apresentando sua função e importância no meio ambiente. Vale também abordar o tema de desmatamento e preservação.

As atividades práticas podem ser variadas, em manifestações artísticas como desenhos, pinturas, esculturas e até apresentações de árvores ou sobre o tema em geral. Outra forma bem legal e produtiva de trabalhar a data comemorativa na escola é promover o plantio de árvores junto com as crianças.

OUTUBRO

  • Dia das Crianças (12 de outubro)

Comemorada em diversos países, em datas diferentes, o Dia das Crianças tem como propósito ser um dia para que a população lembre de suas crianças. É legal que a data seja de comemoração e alegria para os alunos da Educação Infantil.

Como o dia 12 de outubro também é feriado no Brasil por conta do Dia da Nossa senhora Aparecida, muitas escolas realizam comemorações diferentes ao longo de toda a semana.

Brincadeiras, fantasias e dias temáticos são algumas ideias para divertir as crianças nesta data, tirando um pouco o foco de uma data comercial.

Veja 8 atividades para incluir em sua programação do Dia das Crianças na escola

  • Dia do Professor (15 de outubro)

O dia 15 de outubro é uma data para homenagear os professores, os grandes responsáveis pela educação dos estudantes. Por isso é importante trabalhar essa data também com as crianças.

A ideia é trazer como assunto a importância do papel do professor não só para os alunos, mas também para toda a sociedade. Mais uma vez, vídeos e animações podem ser interessantes para abordar o tema com os pequenos. Além disso, vale promover um momento de troca entre os alunos e professores.

Como exercício prático, é interessante promover a construção de cartinhas criativas para os professores.

Dia dos professores: curiosidades sobre a profissão mais numerosa do Brasil

NOVEMBRO

  • Dia da Consciência Negra (20 de novembro)

O Dia da Consciência Negra é celebrado no dia de 20 de novembro, por ter sido a data de morte de Zumbi dos Palmares, importante líder quilombola brasileiro. O dia é marcado pela luta contra o racismo e a desigualdade racial.

Esta é uma ótima forma de começar a tratar o tema da diversidade desde cedo com as crianças. Lembrando que o assunto precisa ser trazido de forma leve e lúdica. Vídeos e filmes podem ajudar a contar a história do povo negro para as crianças e, então, conversar sobre o assunto em sala de aula. 

Já com os estudantes mais velhos, é possível aprofundar as questões pertinentes à data.

Veja também como abordar o Dia da Consciência Negra também com alunos no Ensino Fundamental e Médio

O SAE Digital oferece ainda outros materiais que ajudam os professores e gestores na Educação Infantil, veja:

Como organizar a primeira reunião pedagógica do ano letivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos