Páscoa na Escola: Confira 8 atividades incríveis


Confira nesta matéria algumas sugestões de atividades e brincadeiras para fazer com os alunos na semana da Páscoa na escola. Recomendamos também a leitura da matéria com atividades para o dia das crianças. 

A palavra Páscoa possui origem do termo hebraico “pessach“, o qual pode ser traduzido para o português como “passagem”. Para o povo hebreu, a data representa um marco importante de quando este realizou a travessia do Mar Vermelho após se libertar da escravidão. Até mesmo antes disso, habitantes do Mediterrâneo aproveitavam esse dia para agradecer aos deuses pela colheita obtida.

Assim, independentemente de credo ou nacionalidade, a Páscoa tem um significado muito maior do que apenas a troca de ovos de chocolate – costume tão comum atualmente entre as famílias brasileiras. É papel da escola trazer o significado e a diversidade de tradições e símbolos encontrados em diferentes países para o entendimento dos alunos.

Mas, além desses conhecimentos, é preciso promover atividades que engajem os estudantes. Afinal, essa é uma data muito esperada e festejada pelas crianças, principalmente entre as pequenas. Vamos lá?

planejamento anual

Leia também:

Solidariedade na Escola – Confira 4 exemplos de projetos!

Especialistas comentam sobre as tendências de educação

Confira 8 atividades para a Semana da Páscoa na escola:

1. Coelhinho da Páscoa mandou…

Essa brincadeira nada mais é do que uma adaptação de “O Macaco Mandou” – é bem possível que você já tenha brincado dela quando estava na escola. É uma atividade bastante simples, mas que geralmente ganha a atenção das crianças com facilidade.

O primeiro passo é espalhar os alunos pelo ambiente escolhido, seja a sala de aula ou o pátio da escola. O professor tem o comando de voz e as crianças devem executar o movimento indicado. Por exemplo:

  • O Coelhinho da Páscoa mandou: pular em um pé só!

Após o comando do educador, as crianças devem pular em um pé só. Aí é só usar e abusar da criatividade, alternando com orientações para girar, deitar, sentar, pular, caminhar, andar de costas, imitar um gatinho, andar como um cachorrinho, cantar uma música, entre muitas outras ações. Quem determina o fim da brincadeira é o cansaço das crianças.

2. Caça aos ovos de Páscoa na escola

Para essa atividade de Páscoa na escola são necessárias duas dúzias de ovos, que podem ser de plástico (encontrados nas famosas lojas de R$ 1,99), aqueles modelados com gesso (importante aguardar o tempo de secagem) ou os comuns de galinha (nesse caso, é necessário esvaziá-los e higienizá-los muito bem).

Com os ovos devidamente decorados – o que já pode ser uma atividade em sala de aula, a turma deve ser dividida em quatro grupos, sendo que cada um desses grupos receberá um recipiente vazio, que pode ser uma caixa, uma cesta ou um ninho.

Os ovos são escondidos em vários lugares da escola, incluindo pátio, quadra, parque e demais espaços onde a atividade possa ocorrer em segurança. Ao comando do professor, com um apito ou buzina, os alunos devem sair em busca dos ovos, que, depois de encontrados, serão armazenados nos recipientes até então vazios.

O ideal é que essa atividade seja temporizada – tempo esse que deve ser informado aos alunos antes do início da “caçada”. Com o término da contagem do cronômetro, as equipes devem se reunir novamente e contabilizar os ovos encontrados. Vence o grupo que coletou mais ovos. Aqui pode-se, ainda, no momento da contabilização, explorar outros conteúdos dos alunos, questionando-os sobre cor, tamanho e material dos ovos encontrados.

3. Coelhinho sai da toca

Para começar esta atividade de Páscoa na escola, os alunos devem formar trios e se dispor pelo ambiente de maneira circular. Observação: uma criança precisa “sobrar”, ficando no centro desse círculo. Entre os trios, dois dos estudantes dão as mãos e as erguem, formando assim a toca. A terceira criança do trio é o coelho e deve aguardar agachada dentro da toca.

O aluno no centro da roda é quem dá o comando de início da atividade. Ele deve dizer: “Coelhinho sai da toca!”. Nesse momento, todos os coelhos devem trocar de toca e é a chance da criança que deu o comando tentar ocupar uma toca vazia. O aluno que ficar sem toca vai ao centro do círculo e inicia uma nova rodada com o mesmo comando, e assim a brincadeira acontece sucessivamente.

4. Mímica de Páscoa

Em resumo, a ideia aqui é a brincadeira de mímica com a temática da Páscoa na escola. O professor deve confeccionar cartões coloridos com gravuras e nomes de símbolos pascais, como coelho, ovo, cenoura, cestinha, sino, círio pascal, cordeiro, ramos de palmeira, colomba pascal, entre outros.

No dia planejado para a atividade, os alunos podem ser dispostos em um semicírculo para uma conversa sobre a Páscoa. De acordo com as explicações sobre a data e seus símbolos, o professor deve ir mostrando os cartões e deixando-os virados para baixo no chão.

A ideia é que um aluno de cada vez escolha um cartão e realize a mímica. Os demais precisam adivinhar o símbolo correspondente. Essa dinâmica pode se repetir até todos da turma realizarem uma mímica ou até as crianças se cansarem.

Páscoa na Escola: Confira 8 atividades incríveis

5. Mural de Páscoa na escola

Nossa quinta sugestão de atividade para a Páscoa na escola é pedagógica e promove o envolvimento da família. A tarefa de casa dos alunos é responder algumas perguntas com a ajuda dos pais, irmãos, avós, responsáveis ou de quem mais conviva no lar. O professor pode questionar, por exemplo:

  • Qual é o significado da Páscoa para vocês?
  • De que forma a família celebra a Páscoa?

O propósito com essas respostas é criar um mural de Páscoa contando como cada aluno e seus familiares costumam comemorar a data. O formato do mural pode ser livre, dando liberdade para que cada estudante escolha a maneira que prefere se expressar, seja por meio de textos, desenhos, fotografias ou o que mais surgir na cabecinha deles.

Com isso, as crianças poderão perceber as diferenças de significado e formas de comemorar uma mesma data, instigando a curiosidade e promovendo a tolerância. O resultado final, o mural completo, pode ficar em exposição em alguma área comum da escola.

6. Páscoa na escola com a mão na massa

Outra proposta para sair da rotina de sala de aula e que tem tudo a ver com a Páscoa na escola é associar a culinária com o aprendizado dos alunos. Depois de ensinar a história da data e os diferentes significados que ela vem recebendo ao longo dos anos, chegando ao símbolo do ovo de chocolate, é possível fazer com que a criançada coloque a mão na massa, literalmente.

Com uma pesquisa rápida na internet, é possível encontrar inúmeras receitas de doces com poucos ingredientes, muito práticas e que sequer precisam ir ao fogo. Escolha uma dessas receitas de brigadeiro, bombom ou outro quitute, e planeje a quantidade de determinado ingrediente que cada criança deve levar.

O envio de bilhete para os responsáveis é essencial para que estejam cientes do motivo desse pedido de material, além de saber se algum aluno não pode consumir determinado tipo de alimento e assim preparar algo específico para ele no dia da atividade. Dependendo da receita escolhida, pode-se até dar a forma de um ovo. Se viável, vale a pena criar uma embalagem decorada por cada aluno. No fim, as crianças podem levar seus doces para casa e dividir com os familiares.

7. O pulo do coelho

No pátio ou na quadra esportiva, os alunos devem formar uma ou duas filas. Com um giz, o educador deve fazer uma linha no chão a determinada distância do início dessas fileiras. Uma a uma, as crianças devem tentar pular e ultrapassar essa marcação.

Se não conseguir, ela deve aguardar um pouquinho ao lado. Caso ultrapasse, deve prosseguir para o fim da fila até que chegue a próxima rodada. Quando o primeiro coelho saltador voltar para o começo da fila, o professor deve fazer uma nova marca, um pouco mais distante. E assim a atividade prossegue sucessivamente até que apenas um aluno consiga saltar a marca.

8. O rabo do coelho

Outra adaptação de uma clássica brincadeira conhecida como “o rabo do burro”, mas aqui as crianças precisam acertar o rabo no coelho. Em uma cartolina ou qualquer outro tipo de material semelhante, faça um desenho de um coelhinho sem o rabo e cole em uma parede. Com um pedaço de algodão e fita adesiva, produza aquilo que será o rabinho do orelhudo.

Uma de cada vez, as crianças devem ser vendadas e giradas de maneira comedida, para então colocar o rabo do coelho no seu devido lugar. Os alunos que não estão jogando naquele momento podem ajudar o colega vendado, indicando a orientação correta de onde está o coelho.

Que tal testar essas sugestões de atividades na sua escola? Depois conta para gente como foi.

páscoa na escola

Vale ressaltar que os materiais didáticos e projetos pedagógicos ofertados pelo sistema de ensino do SAE Digital já trazem propostas divertidas, contextualizadas e adequadas para cada nível a serem trabalhadas em sala de aula, não só para a Páscoa, mas para várias outras datas comemorativas e sazonalidades.

Quer saber mais sobre as soluções educacionais do SAE Digital e sobre todas as possibilidades de melhoria que eles podem proporcionar para a sua escola? Então fale com um dos nossos consultores.

Além disso, não deixe de acompanhar nosso blog para ficar por dentro das novidades e tendências da área da Educação. Até a próxima!

páscoa na escola


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos