O valor da escola e a importância para alunos e famílias

O valor da escola deve sempre ser considerado, pois a educação é um dos pilares da sociedade e permite o desenvolvimento de um mundo melhor para o futuro. Em nossa vida, seu papel é inquestionável, já que sua contribuição vai muito além da transmissão de conhecimento teórico das disciplinas curriculares, formando cidadãos e contribuindo com a transformação do meio social para o bem comum.

A escola impacta a vida dos alunos, dos familiares e da sociedade. Vamos refletir sobre sua importância em cada uma dessas esferas.

Qual é o valor da escola para os alunos?

É na escola que se adquire os conhecimentos acerca do mundo, a partir das disciplinas principais, que são divididas em áreas do saber e essenciais para conhecer as características básicas da vida.

Ela constrói os repertórios intelectual e acadêmico no âmbito cognitivo, ensina a conviver em sociedade ao explorar o contexto social e molda as experiências emocionais.

Por se tratar de um ambiente social, onde as crianças vivenciam suas primeiras relações com seus semelhantes, a escola permite a formação das primeiras amizades. O valor da escola na construção de vínculos, afetividade e identidade é essencial para os desenvolvimentos pessoal e social dos alunos, pois essa identificação com seus pares também ajuda o desempenho acadêmico.

Sendo assim, para o aluno, a escola não é só o lugar onde se aprende as disciplinas curriculares, é o lugar onde se encontra os amigos, se diverte e experimenta as possibilidades que a vida lhe apresenta. É na escola que as crianças e jovens estimulam suas habilidades e descobrem suas potencialidades, de modo a se desenvolverem nos âmbitos pessoal, social e acadêmico.

Quais são os benefícios do Sistema de Ensino?

Competências Socioemocionais

As competências socioemocionais são uma das principais exigências do mundo contemporâneo, auxiliam no desenvolvimento integral do estudante e garantem boas relações sociais, pois se referem às dimensões comportamental e relacional dos indivíduos. Estão também relacionadas às inteligências múltiplas, teoria inovadora que pretende mudar a forma como o desempenho dos alunos é avaliado, ao considerar a inteligência interpessoal e intrapessoal como essenciais no processo educativo.

A inteligência interpessoal é a capacidade de compreender os outros, exercer empatia e se relacionar bem, com postura de liderança e capacidade de resolver problemas, mediar conflitos, identificar as necessidades alheias e ajudar. Já a inteligência intrapessoal envolve o autoconhecimento e a capacidade de reconhecer as próprias emoções e lidar com elas de modo assertivo, permitindo ao indivíduo maior autonomia para direcionar a própria vida e se desenvolver segundo seus objetivos.

Habilidades do Futuro

A escola também é o ambiente em que é possível desenvolver as habilidades do futuro para construir uma sociedade com profissionais que atuem em prol da evolução e do bem comum. Essas habilidades não são boas só para a sociedade, mas para o próprio indivíduo, pois o capacita mais para lidar com a própria vida de forma assertiva, abordando aspectos profissionais, pessoais, emocionais e sociais, que influenciam a vida de modo geral.

Elas podem ser integradas no dia a dia da sala de aula, pois envolvem pensamento crítico, aprendizagem ativa, criatividade, originalidade, resolução de problemas, flexibilidade cognitiva, inteligência emocional, trabalho em equipe, gestão de pessoas, negociação, tomada de decisões e orientação a serviços. As atividades escolares podem e devem contemplar desafios para estimular essas habilidades, com métodos ativos de aprendizagem que proporcionem aos alunos a ação e a autonomia no processo educativo.

Leia também: Escolas inovadoras: Tudo sobre a educação inovadora

Competências Gerais da BNCC

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estabelece também Competências Básicas que os alunos precisam desenvolver ao longo do curso escolar, visando uma formação integral que o capacite a atuar na sociedade de modo satisfatório.

A proposta de ensinar essas competências é que o aluno atenda às necessidades sociais e se conecte com a realidade do contexto em que está inserido, proporcionando o sucesso na vida pessoal, consequentemente, já que elas garantem aos alunos o desenvolvimento de habilidades importantes, como conhecimento, pensamento científico, repertório cultural, comunicação, cultura digital, projeto de vida, argumentação, autoconhecimento, empatia e cidadania.

Projeto de Vida

Uma das competências que merece destaque no valor da escola para os alunos é sua contribuição no projeto de vida, pois ajuda os alunos a entenderem quem eles são e quais opções existem no mundo, permitindo que experimentem um pouco dessas opções para então escolherem a melhor e traçar o seu futuro.

Trabalhar o projeto de vida na escola é importante porque envolve três dimensões da vida do aluno:

  • Pessoal: autoconhecimento, a construção de identidade e valores, o reconhecimento da própria origem e a forma de lidar com os sentimentos.
  • Social: relações interpessoais, cidadania, responsabilidade, empatia, cooperação, ética, trabalho em equipe, resolver problemas comuns e ajudar seus semelhantes.
  • Profissional: desenvolvimento de habilidades, competências e conhecimentos formais para exercer uma profissão, criatividade, uso da tecnologia e empreendedorismo.

O professor, enquanto integrante da escola, também é essencial para a formação dos alunos, já que transmite todas essas habilidades, tem uma relação afetiva importante e é visto como exemplo a ser seguido.

Para se aprofundar nesse assunto, confira nosso post sobre A importância do professor na formação dos alunos.

Novo Ensino Médio

Qual é o valor da escola para a família?

A escola atua como complementar na educação que os alunos recebem em casa, pois, além de suprir as necessidades acadêmicas, auxilia no desenvolvimento pessoal do aluno. O ambiente escolar permite o contato com experiências que não ocorrem no contexto familiar, ampliando as possibilidades de conhecer coisas novas e descobrir habilidades.

Não podemos deixar de considerar o valor da escola como sendo um ambiente seguro para as famílias confiarem seus filhos para realizarem suas atividades cotidianas, como trabalhar. Todos os dias, pais e responsáveis deixam os alunos na escola e vão atrás de seus compromissos, pois acreditam na missão de educar e formar cidadãos, suprindo as necessidades pessoais, sociais e educacionais.

Família e escola atuam juntas na formação das crianças e jovens, dando o suporte e incentivo necessários para se desenvolverem de forma integral e alcançar todo o potencial que possuem. Vale lembrar que estabelecer uma boa relação entre Família e Escola é fundamental para que isso ocorra, sendo assim, é preciso engajar a participação dos familiares no dia a dia escolar.

Qual é a importância e o valor da escola na formação de cidadãos?

Cidadania é o conjunto de direitos e deveres que os membros de uma sociedade precisam se basear para viver e atuar dentro dela, para que funcione a convivência entre os cidadãos.

O valor da escola é essencial, considerando que sempre foi um dos principais ambientes de crianças e jovens, e que a educação formal é direito de todos, de acordo com o Ministério da Educação. Tendo em vista que é um dos primeiros ambientes sociais que participam, é nela que aprendem a se relacionar com os outros, portanto, vão desenvolvendo a cidadania no cotidiano escolar.

A educação é um processo formativo que se desenvolve na escola com o objetivo de preparar o indivíduo para o mundo do trabalho, exercendo uma profissão, e para a prática social, exercendo a cidadania.

É dever da família e do Estado proporcionar, desde a infância, o desenvolvimento do educando para alcançar esses objetivos, garantindo sua participação no processo escolar.

A Educação Básica é obrigatória e gratuita dos 4 aos 17 anos de idade, e é organizada da seguinte forma: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Alguns dos princípios da educação que se apresentam na escola e que promovem a cidadania nos alunos, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei n.º 9 394/1996), são:

  • Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber.
  • Pluralismo de ideias, de modo a respeitar e considerar as opiniões dos outros.
  • Respeito à liberdade e apreço à tolerância.
  • Vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
  • Consideração com a diversidade étnico-racial.

O Art. 22. da Sessão I do Capítulo II diz que “a educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores”.

Uma das competências da BNCC também enfatiza a importância da escola no desenvolvimento da cidadania nos alunos, devendo proporcionar atividades que acompanham o desenvolvimento dos alunos da Educação Infantil até o Ensino Médio.

A décima competência geral “Responsabilidade e cidadania” propõe “agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários”.

O valor da escola está no fato de que ela possibilita entrar em contato com todas essas atribuições, ao interagir com os colegas, cumprir o currículo, respeitar as normas, resolver problemas cotidianos, entre outros. Além disso, um tema atual que permeia a educação e faz parte da cidadania é o respeito à diversidade. Confira nosso artigo sobre o assunto: Diversidade na Educação.

valor da escola

Qual é o valor da escola e do professor em tempos de pandemia?

O fechamento das escolas alterou toda a rotina da comunidade escolar, sobretudo dos alunos e familiares, que tiveram dificuldades e precisaram se adaptar para dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem em casa, já que são os professores os profissionais mais capacitados para ensinar e a escola a instituição responsável por organizar e oferecer os recursos para esse processo.

Mesmo à distância, as escolas e os professores se reinventaram para conseguir realizar o ensino remoto e garantir a continuidade do desenvolvimento dos estudantes. A estrutura que o ambiente escolar oferece foi paralisada, os planos de aula precisaram ser reformulados, os métodos de avaliação precisaram ser repensados, as atividades tiveram que ser adaptadas, a comunicação digital foi adotada como exclusiva, videoaulas foram implementadas, ou seja, toda a dinâmica educacional foi alterada.

Os alunos, por sua vez, passam o tempo todo dentro de casa sem interagir com os colegas, brincar ou praticar esportes nos espaços de entretenimento da escola. Além disso, precisaram ficar o período integral dentro de casa com os responsáveis, que precisam dedicar mais atenção e tempo a eles, e ajudar nas atividades escolares. Vale ressaltar que as relações familiares foram abaladas, pois passar mais tempo juntos muitas vezes gera mais conflitos e desgastes para todos.

Diante desse cenário, a escola continua sendo um dos pilares da sociedade, sendo responsável por oferecer suporte aos estudantes e familiares no enfrentamento das dificuldades do ensino remoto. Por mais preocupante que seja, essa situação permite perceber e valorizar a importância da escola na vida de todos, pois a falta que as aulas presenciais estão fazendo é bastante significativa.

___________________________________________________________________

valor da escola

O SAE Digital reconhece o valor da escola e oferece um sistema de ensino voltado às necessidades de toda a comunidade escolar. Nossas soluções educacionais estão em constante evolução, transformando a aprendizagem por meio do uso de tecnologias.

Quer fazer parte dessa evolução? Fale com um dos nossos assessores e saiba como!

Continue acompanhando nosso blog para ter acesso a mais conteúdos como este. Visite também nossas redes sociais para se manter atualizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos