Evasão escolar: Como prevenir e reduzir a saída dos alunos?


Evasão escolar

Com a chegada do mês de julho, um tema volta à tona para gestores e diretores de escolas privadas: a evasão escolar.

O cenário acontece porque, além de uma instituição de ensino, a escola particular também é uma empresa que precisa apresentar resultados financeiros positivos. Por isso a retenção escolar é um assunto que merece a atenção dos envolvidos. 

A importância do tema foi potencializado pelos desafios que a pandemia impôs para toda a Educação Básica, trazendo ainda uma maior necessidade de saber como se destacar da concorrência.

Aproveite e confira o webinário que realizamos sobre o assunto.

Evasão escolar: Como prevenir e reduzir a saída dos alunos?

Dados do último Censo Escolar apontam que o Brasil possui cerca de 40 mil escolas privadas no ramo da Educação Básica. Nesse contexto, o desafio de manter a evasão escolar em níveis satisfatórios é grande.

A seguir, vamos trazer os fatores primordiais que os pais consideram ao matricular ou manter o filho em uma determinada escola, apontar as principais causas que fazem com que os responsáveis tirem seus filhos de uma instituição de ensino, bem como indicar soluções aos gestores e diretores para evitar a evasão escolar.

Qual é a estratégia ideal para combater a evasão escolar?

Em muitos casos, os gestores dão pouca atenção à prática de retenção escolar. Esse cenário traz um erro estratégico, uma vez que de nada adianta trazer muitos alunos se a escola não conseguir mantê-los. Por isso é importante destacar que a retenção dos alunos inicia-se desde o momento da captação e da matrícula. 

Os gestores devem expor com clareza, objetividade e máximo de detalhes todas as informações referentes ao percurso e à instituição, tais como: método e sistema de ensino, infraestrutura, equipe, políticas de pagamento, entre outros temas pertinentes. Feito esse processo, é possível alinhar a expectativa do estudante e dos familiares à realidade da escola.

Mas o trabalho não para por aí. A retenção escolar é uma atividade contínua e exige dos gestores uma grande capacidade de planejamento e entrega.

A estratégia ideal para combater a evasão escolar é aquela em que o gestor insere o tema no planejamento pedagógico no início de cada ano letivo e monitora, de forma regular, os alunos com maior propensão à evasão.

A partir do momento que o gestor adota esse trabalho de investigação, a escola consegue construir estratégias adequadas para mitigar os problemas, o que pode gerar resultados satisfatórios na permanência dos alunos a médio e longo prazo.

O que leva os pais a tirar seu filho da escola?

É de conhecimento geral que as constantes mudanças de escola podem prejudicar o desempenho do estudante, tanto do ponto de vista da interrupção do seu ciclo de aprendizagem, como também da socialização e da convivência com a comunidade escolar.

Em escolas particulares, as razões mais comuns da evasão escolar estão relacionadas ao descontentamento com a instituição de ensino, seja da parte dos estudantes ou das próprias famílias.

Confira 4 dicas de ações que podem ajudar no combate a evasão escolar durante a quarentena

Esses desapontamentos podem surgir por diversos motivos. Os principais são:

1. Qualidade do ensino

Os pais esperam boas notas nos exames nacionais e aprovação em vestibulares. Se esses indicadores estão abaixo de outras instituições, eles questionam a qualidade da escola. Outro caso comum é quando o aluno tem boas notas, mas acredita que é pouco desafiado. Quando ele sente que poderia render mais, o pedido para a troca parte do próprio estudante, e os pais quase sempre atendem.

2. Baixo rendimento

Mais do que um problema do aluno, as notas baixas são vistas pelos pais como indicativo de que a escola não está conseguindo atender às necessidades daquela criança ou adolescente para uma aprendizagem significativa.

3. Aumento da mensalidade

Aumento de preço sem melhoria no serviço faz os pais se questionarem. Afinal eles consideram que podem ter o mesmo nível de ensino em outra instituição, sem precisar pagar mais.

4. Bullying escolar/problemas de relacionamento

Quando há bullying na escola, a primeira atitude dos pais é pedir ajuda aos professores e direção. Caso a família perceba que a escola não dispõe de ferramentas para combater o problema, a família tende a descartá-la. O mesmo cenário acontece quando verificam que o filho tem poucos amigos, não se enturma ou não se dá bem com os professores.

5. Desmotivação para ir à escola

Quando a criança ou adolescente começa a demonstrar resistência e desejar faltar alguns dias, os pais acabam ligando o sinal de alerta. Em caso de persistência, eles tendem a procurar outras instituições para resolver a situação. 

Com a pandemia, outro item ganhou força no quesito descontentamento: a tecnologia na escola. Como o cenário impôs uma transição do ensino presencial para o ensino remoto ou à distância de forma abrupta, muitas escolas tiveram dificuldade na adaptação para o ambiente virtual.

Veja como o SAE Digital se reinventou para atender as escolas na pandemia

Os colégios que já mantinham parceria com um sistema de ensino focado no universo digital, como o SAE Digital, acabaram se saindo melhor. A adaptação foi mais rápida e fez toda a diferença no momento de realizar a transição. 

Sem dúvida, neste momento, a escola que não tiver êxito no uso da tecnologia pode sofrer com o aumento da evasão escolar da instituição no próximo semestre.

evasão escolar

Quais as soluções para evitar a evasão escolar?

Uma vez que os problemas que envolvem a evasão escolar estejam mapeados, a instituição deve elaborar estratégias para modificar o cenário e, com isso, fidelizar os alunos.

Quando o baixo rendimento dos alunos e a qualidade de ensino são os principais motivos da evasão, a instituição tem a possibilidade de implantar um sistema de ensino mais eficaz, além de investir em programas e incentivos para qualificação dos professores e até mesmo organizar um cronograma de aulas de reforço para estudantes com baixo desempenho.

Saiba porque a tecnologia digital na educação melhora o desempenho dos alunos.

Já quando há dificuldades de retenção por conta da mensalidade é possível programar reuniões com os pais dos alunos para verificar se existe alguma maneira de chegar a um acordo financeiro.

No caso de problemas de relacionamento e bullying escolar, a dica é manter uma comunicação constante e próxima com alunos e famílias. Com essa atuação mais direta, a instituição tem maior controle da situação e aumenta a possibilidade de evitar a evasão.

Nos últimos anos, os assessores pedagógicos do SAE Digital também presenciaram vários casos de êxito na retenção de alunos das escolas conveniadas. Na maioria das vezes, as estratégias estão atreladas ao uso das tecnologias disponibilizadas pelo sistema de ensino.

Evasão escolar – Razões que levam os pais a matricular ou manter seus filhos na escola

Uma maneira de reduzir a evasão escolar é fazer com que a escola seja mais atrativa para os estudantes. Para isso é importante que os pais enxerguem na instituição diferenciais competitivos sobre a concorrência.

Sem dúvida, esses atributos fazem com que os pais pensem duas vezes antes de trocar seus filhos de escola, o que reflete na queda da evasão escolar. Já no caso da captação, essas ferramentas são decisivas na tomada de decisão em favor da instituição. A seguir, confira os principais diferenciais que podem reduzir a evasão escolar:

1. Utilização de tecnologias em sala de aula

Podemos concordar que as crianças nascidas a partir dos anos 2000 já vieram ao mundo conectadas. Isso ocorre porque muitas delas convivem com um smartphone ou tablet desde pequeno.

Com essas características, é impossível imaginar que o modelo antigo de escola possa estimular esses alunos. Hoje o uso das tecnologias é essencial para o engajamento dos alunos em sala de aula, além de deixarem os pais satisfeitos por perceber que o colégio oferece tudo o que há de mais atual para o desenvolvimento da educação do filho. 

Saiba como fazer um plano de aula para engajar os alunos das novas gerações.

evasão escolar

Por isso, o SAE Digital criou e disponibilizou de maneira mais abrangente e ágil todas as suas tecnologias educacionais, buscando atender a uma das competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que é usar a tecnologia no ambiente escolar a favor do aprendizado.

Dentre as ferramentas tecnológicas disponibilizadas, estão:

  • Livro Digital para acompanhamento das aulas.
  • Plataforma SAE Digital, ambiente virtual de aprendizagem.
  • Mecanismo de geração de relatórios para as escolas acompanharem o desempenho de alunos e professores.
  • Aplicativo de comunicação entre a escola e a família.
  • Aplicativo de Realidade Aumentada com conteúdos interativos e muito mais divertidos.
  • Escola Digital, uma central com videoaulas de todos os componentes curriculares para todos os anos do Ensino Fundamental e Ensino Médio.
  • Plataforma para realização de aulas ao vivo.
  • Plataforma para avaliações on-line.
  • Webinários para tirar dúvidas das escolas e ajudar na formação e no aprimoramento de gestores e professores.

2. Infraestrutura da escola

Outro item relevante é a infraestrutura da escola. Quando o espaço oferece conforto e segurança aos alunos durante sua permanência, isso acaba se refletindo em melhor desempenho dos alunos. Por isso, é importante investir não somente em carteiras boas e ar-condicionado nas salas de aula.

Laboratórios bem equipados, quadras de esportes e espaços destinados ao lazer são essenciais para disponibilizar a melhor experiência possível aos estudantes. Tais locais proporcionam tanto a interação entre alunos, como entre alunos e professores. Isso não incentiva apenas o aprendizado, como também a ocupação do espaço escolar.

3. Participação e interação dos alunos

Outra vantagem a favor da escola é quando a direção encoraja a participação e interação dos alunos. Atualmente não cabe mais tratar a sala de aula como um ambiente onde os estudantes são apenas ouvintes e o professor seja o único detentor do conhecimento. É necessário que o espaço incentive a troca de ideias.

Quando isso ocorre, os alunos sentem-se estimulados a buscar mais conhecimento e estudar mais, uma vez que percebem que as suas contribuições são reconhecidas pelo professor e pelos colegas. Esse tipo de ação invariavelmente chega ao conhecimento dos pais e é extremamente valorizada por eles

4. Clima escolar

Não existe estratégia mais eficaz para escolas particulares do que desenvolver um bom relacionamento com alunos e famílias. Ao estabelecer uma comunicação próxima, é possível conhecer aquilo que eles mais valorizam na sua instituição. 

Quando você se aproxima do seu público e valoriza essa interação, oferecendo uma boa experiência, as pessoas se tornam naturalmente defensoras da instituição.

Vale ressaltar que as indicações feitas no método “boca a boca” ainda é uma das melhores estratégias de marketing, especialmente quando falamos de uma decisão tão complexa quanto escolher uma escola. Conheça mais cinco estratégias de marketing para escolas particulares. 

Além de serem mais propensos a indicar o seu colégio para alguém, alunos e famílias satisfeitos também têm grandes chances de disseminar seu conteúdo nas redes sociais e deixar avaliações positivas para a sua escola.

Acesso gratuito

Conteúdos adicionais

Existem outros elementos que podem estimular os estudantes e pais a se manterem fidelizados à escola. Por isso, listamos alguns conteúdos voltados aos gestores que podem auxiliar diretamente na diminuição da evasão escolar em suas instituições. Veja abaixo algumas sugestões:

Inscreva-se na nossa Newsletter se quiser receber mais conteúdos como este.

O que achou das nossas dicas para evitar a evasão escolar? Existe outra ação que já deu certo na sua escola? Compartilhe conosco nos comentários!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos