Bullying na escola: saiba como identificar


A intimidação sistemática, mais conhecida como bullying, é discutida constantemente em seriados, filmes, nas redes sociais e também nas instituições de ensino. Infelizmente, o bullying na escola faz parte da realidade de muitas instituições e os esforços para combatê-lo são enormes.

Você sabia que 1 em cada 10 estudantes brasileiros é vítima de bullying? Esse dado foi revelado no último relatório do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). Já uma pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU) mostra que 50% das crianças e dos jovens do mundo já sofreram algum tipo de bullying.

Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), esse número chega a 43% no Brasil. E mesmo estando abaixo da média global, esse dado indica a gravidade da prática no país. As escolas – como espaços formativos – são essenciais para combater o bullying e prevenir novos casos.

bullying na escola

Você já sabe como identificar o bullying na escola e como combatê-lo? Ainda não? Nesse texto respondemos à essas questões. Vamos ler?

Afinal, o que é bullying?

“Considera-se intimidação sistemática (bullying) todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo que ocorre sem motivação evidente, praticado por indivíduo ou grupo, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, causando dor e angústia à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.”

  (Lei Nº 13.185, de 6 de novembro de 2015)

Ou seja, o bullying é uma agressão intencional, repetitiva e que acontece somente entre pares, (de alunos para alunos) que estão normalmente em desigualdade de poder. O termo surgiu da palavra inglesa “bully” que significa:

 “brigão, valentão, arruaceiro. O termo é hoje amplamente utilizado no Brasil para identificar as ações daqueles que têm o desejo consciente e deliberado de maltratar outra pessoa mais fraca, ou colocá-la sob permanente tensão, impondo-lhe sofrimento físico ou psicológico.”

 (Brenda Morrison)

Essa prática é caracterizada, de acordo com a Lei Nº 13.185 – mais conhecida como Lei Antibullying – por meio de ataques físicos, comentários sistemáticos, apelidos pejorativos, ameaças, expressões preconceituosas, isolamento social (consciente e premeditado), entre outros.

Quais são as causas do bullying na escola?

As causas para o bullying acontecer são inúmeras e envolvem alguns fatores psicológicos. As intimidações começam quando existem diferenças e quando há uma disputa pelo poder entre os alunos. Frequentemente, a vítima é oprimida por sua aparência, pelo seu tipo físico e pelas diferenças socioculturais em relação aos outros. Até mesmo tirar uma nota mais alta pode motivar o bullying.

Dessa forma, é imprescindível que a escola combata o preconceito, estimule o respeito à diferença e à colaboração para tornar o ambiente pacífico e agradável para todos.

Bullying na escola: saiba como identificar

Como identificar o bullying na escola?

Normalmente, em casos de bullying escolar, as vítimas se sentem acuadas e não contam para seus pais ou professores sobre a violência que sofrem. Isso acontece principalmente porque a  maioria sofre ameaças dos agressores para que fiquem em silêncio, além de se sentirem culpados e de não quererem parecer covardes.

Por isso, é muito importante que diretores, coordenadores, professores e demais colaboradores da instituição estejam atentos para poder identificar o bullying na escola. Mas o que observar? Os sinais mais comuns são:

  • tristeza e irritabilidade;
  • falta de vontade ou medo de ir à escola;
  • faltas frequentes;
  • queda de rendimento na escola;
  • isolamento ou poucas amizades;
  • irritabilidade;
  • perda de apetite e insônia;

Esses são apenas alguns sinais que podem ser apresentados. Portanto, é preciso que as escolas estejam atentas aos possíveis sintomas. Além disso, é fundamental estar em alerta aos sinais que os agressores podem apresentar. Os principais são a agressividade e a visão de superioridade em relação aos colegas.

Leia também:

Como escutar, ver e observar as crianças?

Saúde mental na escola – Conheça mais!

Acolhimento socioemocional para o retorno das aulas

Quais são as consequências?

Ao entender que bullying na escola compreende indivíduos em formação é evidente que os danos causados por essa prática podem persistir até a vida adulta. Além de uma possível agressão física, o bullying também traz prejuízos ao psicológico das vítimas.

Em muitos casos não há como comprovar se a violência está mesmo acontecendo, o que faz com que a vítima fique em silêncio e com medo de não acreditarem nela. De acordo com Gabriel Chalita, em seu livro ‘Bullying: o sofrimento das vítimas e dos agressores’, em situações assim, a descoberta da violência sofrida é demorada, o que dificulta e prejudica o processo de aprendizagem e a socialização.

Como combater o bullying na escola?

O bullying na escola não pode ser considerado apenas uma brincadeira ou uma fase. Como já explicamos nesse post, ele traz inúmeras consequências negativas para a vítima e também para o agressor.

Por isso, é imprescindível que a escola conscientize seu corpo docente, os demais colaboradores, os alunos e pais por meio de palestras, informativos e debates. Mas o que trabalhar com cada um deles?

1.       Professores e demais colaboradores da instituição

A escola como agente formativo tem papel fundamental na prevenção do bullying, portanto deve estar preparada para lidar com ele e resolvê-lo. Diante disso, é importante capacitar seu corpo docente e demais colaboradores para que todos entendam a gravidade da intimidação sistemática e contribuam para acabar com a prática e possam prevenir novos casos.

2.       Alunos

Além de discutir com todos alunos o bullying na escola e suas consequências, é imprescindível deixar claro para todos que quem o pratica será punido e que as agressões não serão entendidas como uma simples brincadeira. Outro ponto importante é fazer com que as vítimas saibam que podem ser ouvidas e que a escola pode ajudá-las.

3.       Pais

Pais presentes na rotina escolar dos filhos são grandes aliados da escola no combate ao bullying. Por isso, é importante que eles estejam sempre cientes do comportamento de seus filhos e que sejam incentivados a dialogar em casa sobre o tema.

Fique atento ao cyberbullying!

O cyberbullying – a intimidação virtual – é outro ponto que as escolas e pais devem ficar em alerta. Quando a intimidação deixa de acontecer somente no espaço escolar e ganha o espaço virtual, a sensação de impotência e de insegurança da vítima pode aumentar.

Não deixe de observar o comportamento de seus alunos e de combater o bullying na escola. Conte para a gente como sua instituição está trabalhando contra esse tipo de violência. Deixe seu comentário!

bullying na escola

Conheça as soluções do SAE Digital para a sua escola! Fale com um de nossos assessores agora mesmo e saiba mais!

O blog do SAE Digital tem o objetivo de levar informações relevantes sobre educação para educadores, famílias e alunos. Continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos como este.

Visite também as nossas redes sociais para saber mais novidades e acompanhar conteúdos exclusivos!

 


13 respostas para “Bullying na escola: saiba como identificar”

  1. Parabéns pelo seu artigo! O Bullying ainda é muito negligenciado no Brasil. Muitas vezes ele é minimizado ao ser chamado de “brincadeira”.

    Um abraço,

    Claudio Pacheco

  2. David disse:

    Muito legal seu artigo.
    Sou aluno, nunca sofri bullying, mas sei que todas as pessoas não são assim, mas esse artigo me ajudou a entender sobre o bullying, suas causas e principalmente como evita-lo

    Obrigado e novamente, parabéns pelo artigo

  3. Jessica disse:

    Muito obrigada pelo artigo,resumiu bem sobre o que é o bullying..Vale ressaltar que ele é um dos Principais motivadores da depressao entre jovens e em alguns casös a vitimia sofrendo varias crises internas entre elas o bullying pode cometer Suicidiö.

  4. Marisa disse:

    amei seu aviso sobre o Bullying, aprendi mais obrigada, Marisa 26/09/2019 obrigada.

  5. raquel disse:

    Obg ajudou muito eu peguei essa pagina porque dia 07/10/2019 eu tenho que entregar um trabalho onde eu estudo ai mim ajudou muito mesmo obg!!

  6. olinda disse:

    Muito obrigada, por ter me esplicar bem sobre o significado do bullying. nós trabalhamos com as crianças, adoleçentes e jovens que sofreram muito de ameaças dos outros amigos na escola. agora que eu entendo como pode ajudar esses pessoal que estão sofrendo o bullying. mais uma vez obrigada.

    olinda

  7. maria do carmo disse:

    gostei muito da matéria muito bem explicada ajudou-me a desenvolver uma palestra sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos