Negociar mensalidade com os pais: como entrar em acordo?

Especialmente em momentos de crise financeira, com altos índices de desemprego, uma das primeiras atitudes dos pais é negociar mensalidade com a escola dos filhos. 

Os pais pedem descontos, mas nem sempre é possível oferecer o que eles querem. Para evitar conflitos, escola e familiares precisam entrar em um acordo.

Negociar mensalidade com os pais é uma situação complicada para os gestores escolares. Ao mesmo tempo em que é preciso dar atenção à demanda dos clientes, também tem que se preocupar com a saúde financeira da instituição. 

Com a evolução da pandemia e as restrições às aulas presenciais, as negociações com escolas tornaram-se mais comuns. Por isso, neste post, vamos mostrar a importância de negociar mensalidade com os pais e como fazer isso sem prejudicar as finanças da escola.

Gestão financeira nas escolas particulares: qual a importância?

Qual a importância de negociar mensalidade?

Quando os pais procuram a escola para negociar mensalidade, esse deve ser um momento de atenção. Afinal, a instituição não quer perder um ou mais alunos, especialmente em momentos de crise. 

São três os principais motivos pelos quais os gestores escolares devem se preocupar em negociar mensalidade com os familiares dos alunos:

  • Evitar a inadimplência escolar

Negociar mensalidade com os pais, quando solicitado, é um meio de evitar a inadimplência escolar. Se o valor é muito alto para a família naquele momento, pode ser que eles deixem de pagar as próximas parcelas.

A inadimplência escolar traz diversos problemas às escolas. Os impactos negativos são percebidos no planejamento financeiro, na manutenção do fluxo de caixa e na operação da instituição em geral. 

Ao conseguir negociar a mensalidade, seja conversando ou oferecendo descontos e condições especiais, reduz a chance dessa família ser inadimplente, contribuindo com a vida financeira da escola. 

  • Evitar a evasão escolar

Outro motivo para os gestores buscarem negociar mensalidade é evitar que os pais troquem o filho de escola. A evasão escolar em escola particulares, quando recorrente, pode trazer problemas financeiros.

Diante disso, a negociação da mensalidade com os pais é uma forma de reter o aluno, não só para o restante do ano letivo, como para o próximo.

  • Manter o bom relacionamento com os pais

Por fim, mas não menos importante, é preciso manter um bom relacionamento com os pais. A boa relação e comunicação entre família e escola é fundamental por diversos motivos. 

Para a escola, além de ajudar na retenção dos alunos, também tem um potencial de colaborar para a captação de alunos, graças à indicação e divulgação boca a boca, uma das melhores formas de propaganda.

Há também diversos ganhos para a educação e desenvolvimento dos alunos. Quando a escola nutre um bom relacionamento com os pais, eles participam mais da vida escolar dos filhos. Essa atenção maior dada aos estudos e à área socioeducacional traz benefícios para o desempenho e desenvolvimento das crianças e jovens.

Saiba como melhorar a comunicação entre família e escola

Como negociar mensalidade com os pais

Uma grande dúvida das escolas é o que fazer quando os pais pedem para negociar mensalidade. O primeiro passo é ouvir e tentar encontrar um cenário que seja vantajoso para ambos os lados. Não é um momento fácil, pois exige jogo de cintura dos gestores escolares. 

As dicas abaixo irão te ajudar a agir da melhor forma e ter sucesso ao negociar mensalidade com os pais:

  • Conversar e acolher

A primeira atitude que os gestores escolares precisam ter ao serem procurados pelos pais para negociar mensalidade é marcar uma conversa amigável. 

Nesse momento é preciso entender os motivos que os fazem pedir descontos ou condições especiais para, posteriormente, discutir as condições especiais que podem ser oferecidas. Lembre-se: esse também pode ser um momento difícil para eles. Por isso, a conversa precisa ser amigável e de muito acolhimento. 

A compreensão oferecida e o bom relacionamento cultivado já são motivos que farão os familiares repensarem a possibilidade de trocar o aluno de escola, caso não consigam o desconto desejado. 

  • Enaltecer os diferenciais da escola

Antes de aceitarem a condição ou desconto propostos pelos pais, os gestores precisam mostrar quais são os diferenciais da escola. Nessa conversa, é interessante lembrá-los os motivos que fizeram escolher aquela instituição de ensino para os filhos, frente às outras opções.

Os mesmos atributos da escola que são exaltados anualmente na campanha de matrículas ou na captação de alunos, em geral, devem ser enaltecidos nessa conversa. 

Enfatize os valores defendidos pela escola, como o que é prezado na educação e formação dos estudantes e cidadãos. Mas vale também citar os diferenciais oferecidos em infraestrutura física, salas e laboratórios, currículo escolar, tecnologias educacionais e outras facilidades.

Por que a tecnologia digital na educação melhora o desempenho dos seus alunos?

Em qualquer momento em que o preço for questionado, ou considerado muito alto pelos pais dos estudantes, é preciso agregar valor aos serviços que a escola oferece. Essa é uma recomendação que vale, especialmente, com relação a serviços custosos, como professores bem capacitados ou o uso de tecnologia nas aulas.

É preciso se preparar e mostrar aos pais todos os investimentos que a instituição realiza e como esses interferem de forma positiva na educação dos estudantes, melhorando o aprendizado e desempenho socioeducacional deles.

Como organizar a primeira reunião pedagógica do ano letivo

  • Oferecer condições especiais de pagamento

Antes de dar descontos é possível oferecer condições especiais de pagamento que onerem menos a escola. Essas condições são válidas principalmente por serem medidas pontuais, não de longo prazo. 

Elas funcionam quando a situação difícil dos pais também pode ser passageira, como um período de desemprego, por exemplo. Essas condições dão um tempo maior de margem na relação entre família e escola, antes de possivelmente precisar praticar o desconto fixo na mensalidade. 

Veja algumas condições especiais que podem ser oferecidas para os pais antes do desconto:

  • Cancelamento da taxa de rematrícula: no segundo semestre, período de rematrículas para o ano letivo seguinte, as escolas costumam cobrar uma taxa de matrícula, que deve ser deduzida do ano seguinte. Em momentos de crise, ou quando os familiares procuram a escola em busca de negociar mensalidade, o cancelamento dessa taxa pode ser oferecido. Na prática o valor ainda será pago, mas apenas no ano seguinte.

  • Desconto por um período específico: antes de dar um desconto fixo na mensalidade para os pais, é possível oferecer um valor reduzido por um período de tempo. Vale não apenas para os meses de ensino remoto, mas como uma proposta para os pais que vivem um período difícil financeiramente, mas passageiro. É uma opção que custa menos para a escola e pode ser o suficiente para manter o bom relacionamento com os familiares e reter o aluno.

  • Desconto para pagamento antecipado: outra prática que pode ser adotada pelas escolas é o desconto para os pagamentos da mensalidade de forma antecipada. Por exemplo, se a mensalidade vence no dia 10, ofereça um desconto para pagamentos até o dia 5. Essa é uma medida mais ampla, que pode ser aplicada para toda a escola, mas também pode funcionar em situações especiais, com descontos maiores, se for de interesse dos pais.

  • Parcelamento do saldo devedor: no caso de já haver inadimplência por parte dos pais uma sugestão é oferecer a o parcelamento do saldo devedor. É preciso lembrar que a conversa, mesmo em casos de inadimplência, deve ser empática, buscando uma solução que contemple tanto família, quanto escola. Também é recomendado valorizar a instituição e oferecer as possibilidades anteriores, com o objetivo de manter o aluno na escola.

Dar descontos

A última alternativa é, de fato, confirmar a possibilidade de dar descontos nas mensalidades para os pais que solicitaram. Ainda vale negociar o valor do desconto, até chegar a um preço final que não seja prejudicial para a escola, mas facilite o pagamento pela família. A negociação, nesse caso, é a tradicional: com base nas propostas de ambos os lados, buscar chegar a um acordo.

Nesse momento, vale também lembrar aos pais dos descontos que já são oferecidos normalmente pela instituição — seja por pagamento antecipado, ou por mais de um aluno matriculado na escola. Essa, inclusive, é outra ideia que pode ser praticada, especialmente quando há mais alunos da mesma família matriculados. 

Caso sua instituição ainda não trabalhe com esse tipo de política, em um momento de negociação, é interessante oferecer o desconto em conjunto.

O SAE Digital é um sistema de ensino que oferece facilidades não só para a educação dos estudantes, mas também na gestão escolar. Veja outros conteúdos que podem te ajudar:

Como organizar a primeira reunião pedagógica do ano letivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos