Blog

Gestão financeira nas escolas particulares: qual a importância?

  • Fernanda Andreazzi
  • 4 meses atrás
  • Atualizada em 27/03/2019
  • 5 min. de leitura
  •  
  • 187 visualizações

Muitas escolas nascem do sonho de implementar uma metodologia de ensino diferenciada, que converse tanto com o propósito dos mantenedores quanto com as expectativas e necessidades daquela comunidade escolar. O projeto pedagógico da instituição de ensino pode até ser um diferencial competitivo, mas sozinho ele não é capaz de garantir a sustentabilidade do negócio e o sucesso da escola.

Por isso, é preciso dar importância a todas as dimensões da gestão escolar – inclusive àquelas que parecem muito distantes do propósito educacional da instituição, como a gestão financeira. Quer saber qual é a importância da gestão financeira para a sua escola particular? Te mostramos tudo neste texto, confira!

Gestão escolar

A gestão escolar possui muitas dimensões, que podem ser sintetizadas na parte pedagógica e na parte administrativa – na qual se insere a gestão financeira. Todas essas dimensões visam atender os grandes objetivos de uma escola particular: oferecer um ensino de qualidade e gerar retorno financeiro para garantir a sustentabilidade e a evolução contínua da instituição.

Banner E-book O guia essencial do gestor escolar

Neste outro post, falamos sobre cada um dos 7 pilares da gestão escolar. Você sabe quais são eles?

Pilares

  1. Gestão pedagógica
  2. Gestão administrativa
  3. Gestão financeira
  4. Gestão de recursos humanos
  5. Gestão da comunicação
  6. Gestão do cotidiano escolar
  7. Gestão da tecnologia educacional

Gestão financeira

Agora que você já conhece os pilares da gestão escolar, vamos nos aprofundar na gestão financeira da escola. Por ser um desdobramento da gestão administrativa, ela é essencial para garantir a sustentabilidade da instituição de ensino a longo prazo, gerando retorno financeiro e abrindo possibilidades de expansão para a escola (como melhorias estruturais, abertura de novas turmas, investimento em recursos e equipamentos mais modernos etc). Mas… Como fazer isso?

Atribuições

Os responsáveis pela gestão financeira da escola têm inúmeras atribuições – tarefas que dependem diretamente da sua atuação e fazem parte da sua rotina de trabalho. Vamos conhecer algumas delas?

  • Fazer o planejamento financeiro e definir, em conjunto com outros membros da equipe gestora, o investimento dos recursos financeiros da escola.
  • Administrar o orçamento da instituição.
  • Organizar o fluxo de caixa de forma que a escola não sofra nenhum impacto devido à sazonalidade.
  • Atuar em conjunto com outros membros da equipe gestora para garantir a captação e retenção de alunos.
  • Estabelecer uma rotina de pagamentos dos colaboradores e fornecedores da instituição.
  • Organizar a folha de pagamento dos colaboradores da escola.
  • Manter um bom relacionamento com fornecedores.
  • Realizar a prestação de contas dos gastos da escola.
  • Realizar cobranças e envio de boletos (para pagamento das mensalidades, por exemplo).
  • Executar medidas para o controle da inadimplência escolar.

Temos um texto que fala só sobre a inadimplência escolar, com várias dicas importantes. Se a sua escola já passou – ou está passando – por este problema, vale a leitura! 😉

Inadimplência escolar: como prevenir e acabar com este problema em sua escola!

Quem é responsável pela gestão financeira?

Dependendo do porte da sua instituição de ensino, pode ser que essas tarefas sejam responsabilidade de uma ou de várias pessoas – ou até mesmo de uma empresa terceirizada. Em geral, uma estrutura de gestão financeira escolar envolve os seguintes atores:

  • Diretor
  • Equipe administrativa
  • Equipe financeira
  • Secretaria

Como obter ajuda na gestão financeira da minha escola particular?

Muitas instituições, especialmente aquelas de menor porte, que estão no início de sua trajetória, não possuem processos e fluxos de trabalho estruturados, ou uma equipe inteiramente dedicada a cuidar da gestão financeira. Por isso, reunimos algumas dicas para que você possa obter ajuda na gestão financeira de sua escola particular. Confira!

Terceirização/automatização

Vários serviços, como o envio de boletos e cobranças, agendamento de pagamentos ou controle da folha de colaboradores podem ser automatizados ou terceirizados a uma empresa especializada. Se o volume de trabalho em sua instituição ainda não é suficiente para manter uma equipe interna realizando essas tarefas, a terceirização desses serviços ou a contratação de um software para automatização pode ser uma boa alternativa para reduzir o volume de trabalho nessa frente.

Consultoria especializada

Se você está pensando em formar uma equipe financeira em sua escola ou treinar um funcionário para assumir essas responsabilidades, pode ser uma boa ideia contratar uma consultoria especializada. Em um primeiro momento, essa orientação pode ajudar a estruturar os processos e a organizar a sua instituição para que, em breve, a equipe esteja atuando de forma independente.

Sistema de ensino

Alguns Sistemas de Ensino do mercado possibilitam a venda direta dos materiais didáticos às famílias dos alunos. Esta modalidade de venda isenta a escola da responsabilidade de cobrança e evita que a mesma adquira materiais em falta ou em excesso, o que previne tanto problemas financeiros quanto logísticos. Além disso, o repasse direto para a instituição evita situações como a inadimplência escolar. A parceria com um Sistema de Ensino também pode ser uma boa ideia para impulsionar a sua estratégia de captação.  

Neste texto, você vai descobrir como o Sistema de Ensino pode contribuir para sua estratégia de captação e retenção de alunos.

Banner Catálogo 2020 SAE Digital

E então, o que achou deste post sobre a gestão financeira da escola? Como esse processo está organizado em sua instituição? Conte pra gente nos comentários!

Tags

Fernanda Andreazzi

Ver todos os artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *