Educação 4.0 – Tudo o que você precisa saber

O termo Educação 4.0 é uma referência à Revolução 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, que se refere à incorporação do mundo físico ao digital através da evolução dos recursos tecnológicos.

A sociedade está em constante transformação, e com ela a Revolução 3.0, que desencadeou os avanços tecnológicos de maneira mais intensa a partir de 1970.

Desde então, a tecnologia vem sendo incorporada na sociedade gradativamente. Devido ao aperfeiçoamento de hardwares, softwares e as redes de computadores, surgiu a Revolução 4.0, caracterizada pelo uso intenso de tecnologias digitais e o acesso em tempo real às informações.

Vivemos na era digital, em que os recursos tecnológicos são aplicados nas mais diversas áreas para facilitar nosso dia a dia. Contudo, não estão totalmente integrados à escola. A educação precisa se adequar à nova geração e transformar o modelo clássico de ensinar.

Sendo assim, é necessário incluir a tecnologia no currículo escolar, explorar seus benefícios e aplicá-los no processo de ensino e aprendizagem, bem como interagir com todas as áreas de conhecimento.

Os jovens estudantes já têm a tecnologia integrada à sua vida cotidiana e esperam isso também da escola, então as instituições precisam atender a essas necessidades para acompanhar as mudanças e evoluir.

A base para esse processo são as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), que consistem em um conjunto de recursos tecnológicos utilizados de maneira integrada, a partir da inteligência artificial, robótica, telecomunicação, entre outras.

Para que isso seja possível na educação, as tecnologias precisam ser utilizadas como ferramentas pedagógicas inovadoras que transformem as práticas educativas para facilitar o ensino com os recursos oferecidos.

Metodologias Ativas — Como inseri-las hoje na sua escola

Diante desse cenário, a Educação 4.0 tem a proposta de incorporar a tecnologia como recurso pedagógico para aproximar as atividades realizadas em sala de aula à realidade dos alunos.

O que é a Educação 4.0?

A Educação 4.0 é uma referência à Revolução 4.0, ou Quarta Revolução Industrial. A tecnologia está cada vez mais inserida no dia a dia da sociedade, pela rede mundial de computadores, automação, impressão 3D, digitalização, processamento de dados em massa e inteligência artificial, e as escolas precisam se adaptar a isso.

“Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes”, diz Klaus Schwab, autor do livro “A Quarta Revolução Industrial”.

A Educação 4.0 faz parte dessa revolução e promete transformar a forma como adquirimos e transmitimos conhecimento, reestruturando a experiência de aprendizagem por meio da tecnologia.

Os conceitos que embasam esse novo modelo de educação são o learning by doing, que significa aprender fazendo pela própria experiência, e a cultura maker, que propõe o faça você mesmo.

A ideia é utilizar os recursos tecnológicos como ferramentas de interação, pois as vivências coletivas estimulam a criatividade e as competências socioemocionais, que são fundamentais no desenvolvimento global dos alunos.

Esse modelo proporciona a autonomia dos alunos e a responsabilidade de participar de forma ativa de sua educação, não somente recebendo o conhecimento pronto do professor.

Pilares da Educação 4.0

A proposta se baseia em quatro referenciais teórico-tecnológicos que buscam um processo de ensino continuado, que permite que os interesses dos alunos sejam considerados e abordados no processo de aprendizagem.

Cada um tem um objetivo específico para atingir esse fim:

  • Modelo sistêmico: avaliar o contexto atual e estabelecer estratégias para construir um plano de inovação efetivo.
  • Mudança do senso comum: utilizar referenciais teóricos que abordem a educação de um ponto de vista científico e tecnológico, permitindo uma base concreta para aplicar em sala de aula.
  • Engenharia e gestão do conhecimento: analisar as competências e habilidades dos alunos.
  • Cibercultura: preparar o ambiente de aprendizagem para oferecer de forma eficaz o novo modelo de educação.

Como funciona?

Para se adequar às mudanças decorrentes da quarta revolução industrial, as escolas precisam utilizar os recursos disponíveis e adaptá-los ao sistema de ensino com o intuito de facilitar o processo de ensino e aprendizagem.

As soluções propostas incluem a conectividade dos sistemas para facilitar o acesso ao conhecimento, a inteligência artificial, as novas mídias, a análise e a interpretação de grandes volumes de dados, a velocidade e a atualização constante das habilidades e conhecimento.

A introdução da Educação 4.0 nas escolas necessita de dispositivos eletrônicos, como computadores, tablets e smartphones, para compartilhar vídeos, jogos, sistemas e aplicações multidisciplinares. Portanto, é preciso preparar o ambiente escolar que ofereça todos esses recursos.

O funcionamento desse modelo só será eficaz se estiverem alinhados os recursos tecnológicos e as propostas pedagógicas, por isso é importante uma estratégia bem alinhada.

O modelo é pautado nas metodologias ativas, que consistem em estimular a participação ativa dos estudantes no desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem. Saiba um pouco mais as escolas inovadoras aqui.

As metodologias ativas propõem a realização de projetos como estratégia, pois envolvem elaboração, integração, interação, criatividade e competências socioemocionais, e vão além das atividades de sala de aula.

A proposta é desenvolver a autonomia dos alunos dentro e fora de sala de aula, pois as vivências dessas atividades os preparam para o mundo, além da aquisição de conhecimento teórico.

Dentro das metodologias ativas temos:

  • Ensino híbrido: propõe alternar entre ensino presencial e remoto, proporcionando a experiência de aprendizagem em ambos os ambientes e dominando cada vez mais a esfera digital.
  • Cultura maker: visa estimular a autonomia dos alunos a partir do “faça você mesmo”, participando ativamente da construção do próprio conhecimento.
  • Realização de projetos: elaboração de projetos para solucionar um problema que envolva questões sociais, utilizando os conhecimentos obtidos em sala de aula e aplicando na realidade concreta, o que consolida a aprendizagem.
  • STEAM: sigla em inglês que se refere às áreas da Ciência, Tecnologia, Engenharia, Matemática e Arte. A ideia é integrá-las na educação para auxiliar de forma prática na aprendizagem.

 

Leitura sugerida: Tecnologia na educação: 6 tendências para as escolas

Base Nacional Curricular Comum — BNCC e Educação 4.0

A Educação 4.0 já está no Plano Nacional de Educação desenvolvido pela Base Nacional Curricular Comum (BNCC), de acordo com um documento que define os modelos essenciais de aprendizagem que os estudantes devem desenvolver ao longo da educação básica.

As 10 competências gerais exigidas pela BNCC para alcançar esse objetivo são:

  • Conhecimento: explorar os conhecimentos sobre os mundos físico, social, cultural e digital, de modo a aprender a lidar com a realidade, continuar aprendendo e colaborar com a sociedade.
  • Pensamento científico e criativo: estimular a curiosidade intelectual e criatividade a partir das ciências, para investigar, causar, elaborar e testar hipóteses, além de formular e resolver problemas.
  • Repertório cultural: vivenciar a diversidade cultural e artística, na prática.
  • Comunicação: utilizar diversas linguagens para expressar-se e partilhar informações, experiências e ideias, e produzir sentimentos que levem ao entendimento mútuo.
  • Cultura digital: explorar as tecnologias digitais para comunicar-se, acessar e produzir informações e conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria.
  • Trabalho e projeto de vida: valorizar as experiências e aprendizados para entender o mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas à cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, criticidade e responsabilidade.
  • Argumentação: aprender a argumentar com base em fatos confiáveis para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns, com base em direitos humanos, consciência socioambiental, consumo responsável e ética.
  • Autoconhecimento e autocuidado: conhecer a si mesmo para cuidar da sua saúde física e emocional, reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.
  • Empatia e cooperação: estimular o diálogo e a resolução de conflitos para promover a coletividade e o respeito, com acolhimento e valorização da diversidade, sem preconceitos de qualquer natureza.
  • Responsabilidade e cidadania: agir de modo responsável para tomar decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Metodologias Ativas — Como inseri-las hoje na sua escola

O que devemos esperar da Educação 4.0?

O novo modelo de educação vai transformar e já tem transformado a forma de ensinar e aprender. De forma gradual, ele vai se estabelecendo, a partir de uma transição do modelo anterior.

A proposta da Educação 4.0 atende a todas as necessidades da sociedade atual, pois a inovação que oferece permite usufruir dos recursos de forma a facilitar a educação de modo geral, desde os processos pedagógicos à gestão.

Entretanto, para que isso aconteça, é preciso que toda a comunidade escolar seja capacitada para ter as habilidades e competências necessárias e poder aplicar o novo modelo.

Os desafios a serem superados para colocar em prática a Educação 4.0 incluem adequar o modelo aos alunos, a participação dos responsáveis, a adesão das tecnologias por parte da equipe e a aceitação da comunidade.

O que a pandemia já antecipou da Educação 4.0?

A pandemia fez com que a rotina das escolas mudasse totalmente, pois, devido ao isolamento social, os alunos têm tido que estudar em casa e utilizar recursos digitais para dar continuidade aos estudos e não perderem o ano letivo.

Os alunos têm assistido aulas on-line, realizando atividades em ambientes virtuais, utilizando aplicativos, programas de computador, livros digitais, entre outros, e se adaptando com o ensino à distância.

Essa mudança repentina pegou a todos de surpresa, pois esse novo modelo de tecnologia estava gradualmente sendo introduzido nas escolas e foi preciso que todos se comprometessem para fazer funcionar no momento atual.

Sendo assim, a pandemia acabou favorecendo a implantação da Educação 4.0 e toda a comunidade escolar tem se beneficiado com esse modelo, já que ele atende a todas as necessidades que esse momento requer.

Conheça o SAE Digital 4.0Clique aqui para agendar uma reunião remota.

educação 4.0

Como promover os conceitos da Educação 4.0 em minha escola?

A marca da Educação 4.0 é a inovação, que propõe utilizar os recursos tecnológicos para aprimorar o processo de ensino e aprendizagem, e se aproximar da realidade dos alunos.

Com isso, a tecnologia na educação veio para transformar o modelo tradicional de ensino, pois entende que a sociedade muda a cada instante e a escola precisa acompanhar o desenvolvimento e evolução.

As escolas inovadoras têm a proposta de abordar a educação de forma ampla, envolvendo não somente a transmissão de conhecimento, mas também as habilidades sociais, emocionais e comportamentais, além de todo o contexto da vida dos alunos.

Para que isso ocorra, é preciso que as aulas sejam mais dinâmicas e que os alunos desenvolvam autonomia, vivenciem na prática os conteúdos e os apliquem na vida cotidiana.

Nesse cenário, os professores atuam como mediadores do saber e facilitadores da construção do conhecimento alcançada pelo próprio aluno, de forma contextualizada, integrada e multidisciplinar.

As escolas inovadoras acreditam que a aprendizagem pode acontecer em qualquer lugar, não somente em sala de aula, como na quadra de esportes, no jardim, em casa e na comunidade de modo geral.

Diante dessa inovação, as tecnologias educacionais servem como ferramenta para melhorar o aprendizado dos estudantes e estimular o desenvolvimento global como cidadãos na sociedade.

O Sistema de Ensino SAE Digital ajuda a sua escola a ser inovadora e se adequar a Educação 4.0, pois oferece produtos e serviços que implementam a Tecnologia Educacional.

Nossa proposta é utilizar recursos tecnológicos para fins pedagógicos, ao trazermos para a educação — seja dentro ou fora de sala de aula — práticas inovadoras, que facilitem e potencializem o processo de ensino e aprendizagem.

Escolas inovadoras têm a missão de desenvolver as habilidades essenciais para futuros profissionais, que serão os responsáveis pela evolução de indústrias, tecnologias, agricultura, comunicação, meio ambiente e da própria educação.

As competências e habilidades necessárias que as escolas devem promover para os seus alunos são:

  • Criatividade para solucionar problemas.
  • Pensamento científico e crítico.
  • Habilidade de negociação, o que envolve flexibilidade e empatia.
  • Capacidade de trabalhar em equipes multidisciplinares.
  • Atitudes voltadas ao empreendedorismo.
  • Facilidade para adotar novas tecnologias.

O SAE Digital tem o compromisso de oferecer para a sua escola todas as ferramentas necessárias para uma Educação 4.0. Para fazer parte da inovação e transformar a educação através da tecnologia, fale com um de nossos especialistas e tenha o melhor Sistema de Ensino para seus alunos.

Continue acompanhando nosso blog e redes sociais (Facebook / Instagram) para saber das novidades e ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo da educação.

educação 4.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos