Dicas para estudar em casa durante a quarentena do Coronavírus

Com o avanço do novo Coronavírus, escolas tiveram as aulas suspensas. Mas estar distante do ambiente escolar não deve afastar os alunos dos estudos. Com algumas dicas e ações simples é possível estudar em casa de maneira adequada.

Levantamentos apontam que atualmente mais de 1 bilhão de estudantes estão afastados das salas de aula em 115 países devido ao fechamento das instituições de ensino, desde o Ensino Infantil até o Superior, por causa da proliferação da COVID-19, doença causada por esse agente patogênico.

Inclusive, nesta matéria trazemos sugestões de ações para conscientizar alunos, professores, gestores, funcionários, pais ou responsáveis, e comunidade sobre a prevenção da doença nas instituições de ensino e, consequentemente, em outros ambientes que esses envolvidos frequentem.

Então, vamos ver como uma rotina de Educação a Distância (EaD) pode ajudar você e seus alunos ou filhos neste momento conturbado a estudar em casa. Precisamos unir forças para combater essa epidemia, mas sem permitir que ela atrase o desenvolvimento dos estudantes.

Mas antes, vale reforçar que o SAE Digital está promovendo uma ação para colaborar com as escolas, os estudantes e a educação do Brasil. Desde o dia 23/03, o sistema de ensino está disponibilizando diariamente diversos conteúdos para todos os alunos do país – desde o 1º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio. Ao todo, serão mais de 1.000 videoaulas no seu canal do YouTube, além de diversos materiais complementares. Não deixe de conferir tudo sobre como o SAE Digital pode facilitar o seu aprendizado longe da sala de aula.

Videoaulas para o Ensino Fundamental – Confira aqui

1. Prepare um local para estudar em casa

A princípio pode não parecer, mas ter um local destinado para os estudos pode fazer muita diferença no processo de ensino-aprendizagem. Nem sempre é possível ter um escritório (ou uma sala) todo equipado para isso, contudo, o uso de mesa e cadeira confortáveis é o suficiente para evitar o cansaço antecipado e dores devido à má postura, mais comum quando atividades são realizadas no sofá ou na cama, por exemplo.

Além disso, um ambiente calmo, limpo e sem muito ruído e grandes distrações (como TV, videogame e poltrona) colabora para a melhor concentração. Nos momentos de estudo, deixe de lado o celular para acompanhar redes sociais (use-o apenas se necessário para pesquisas relacionadas ao tema estudado) e também os animais de estimação.

Para facilitar o dia a dia, assim como na escola, é importante manter o material a ser utilizado organizado e acessível. Dessa forma, o dia de estudo rende muito mais, não só na quantidade de horas dedicadas a isso, mas também na qualidade de assimilação de novos conhecimentos.

2. Mantenha um plano de estudos para estudar em casa

As instituições de ensino montam projetos político-pedagógicos (mais conhecidos como PPP) e planos de aula com o objetivo de orientar os conhecimentos e assuntos a serem abordados para cada disciplina em cada série pelos professores em sala de aula. Isso faz com que o processo de ensino-aprendizagem tenha um melhor aproveitamento.

Obviamente, esse nível de detalhamento é difícil de ser construído em casa sem o auxílio de profissionais capacitados. Muitas escolas estão entregando orientações prontas para alunos e familiares seguirem nesse período de afastamento e estudarem em casa. Mas se a sua escola não foi uma delas, não se preocupe.

Uma forma de ter um guia de estudos é acompanhar os conteúdos que estão sendo disponibilizados  pelo SAE Digital para todo e qualquer interessado, tanto da rede privada quanto da pública de ensino, conforme comentamos anteriormente. Lembrando que esses materiais abrangem todas as séries do Ensino Infantil ao Ensino Médio.

Aproveitando, outra dica importante é manter uma rotina parecida como a que teria indo para a escola. Ou seja, é importante continuar acordando no mesmo horário, fazendo refeições em períodos parecidos e colocando roupa adequada – nada de ficar de pijama para estudar. Não se deve deixar de lado o consumo de alimentos saudáveis e muita água, além de ter tempos de descanso, brincadeiras e atividades físicas.

3. Na dúvida, peça ajuda!

Inevitavelmente, os primeiros dias serão um período de adaptação para estudar em casa, e isso não é uma situação das mais simples, pois a maioria dos alunos está acostumada com um cenário de ensino presencial. Assim, é normal o surgimento de muitas dúvidas nessa fase de distanciamento da escola.

Mas assim como quando presente no ambiente escolar, o estudante não precisa ter medo ou vergonha de solicitar ajuda. Está com dificuldade para se adequar ao estudo em casa? Precisa de esclarecimento em alguma atividade proposta? Peça apoio para professores que tenham se colocado à disposição por mensagens de texto, voz ou até mesmo chamadas de vídeo. A internet também é sempre uma ferramenta interessante para sanar dúvidas mais pontuais.

Aqui é importante deixar um recado para os pais ou responsáveis. Os familiares podem facilitar muito esse processo de adaptação, mostrando interesse pelas tarefas que estão sendo realizadas e se colocando à disposição para ajudar sempre que possível.

Além disso, sabemos que essa é uma transição complicada também para as escolas. Por isso, no serviços disponibilizados para colaborar com a educação no Brasil, o SAE Digital também colocará à disposição sua solução de assessoria pedagógica para consultas de gestores e coordenadores.

4. Faça da tecnologia uma aliada nos estudos em casa

Embora uma epidemia não seja a situação que gostaríamos de estar vivendo, não há momento mais apropriado para fazer uso da tecnologia como uma verdadeira aliada na hora de estudar. E nesse sentido, estamos nos referindo a muito mais do que apenas fazer buscas na internet.

Como já mencionado, o SAE Digital está disponibilizando algumas de suas ferramentas de tecnologia educacional. Entre elas, você encontra as videoaulas que estão sendo publicadas no YouTube e os materiais de apoio  com atividades variadas e exercícios complementares.

Além disso, O SAE Digital pensando nas necessidades das escolas privadas com a suspensão das aulas na rede de ensino, está oferecendo a algumas escolas selecionadas a oportunidade de acesso gratuito a ferramentas que podem ajudar no ensino a distância.  Para saber mais, solicite o contato de um dos nossos consultores educacionais.

Videoaulas para o Ensino Fundamental – Confira aqui

Por fim, vale salientar que filmes e séries podem ser conteúdos complementares ao aprendizado de livros digitais e videoaulas. Existem diversos documentários e produções de cunho educacional e informativo em serviços de TV por assinatura e de streaming, como Netflix, Amazon Prime Video e Globoplay. Inclusive, alguns desses serviços estão veiculando diversos conteúdos “fechados” neste período de quarentena.

Esperamos que essas dicas possam ajudar você a estudar ou colaborar com pais, professores e gestores que procuram caminhos para que seus filhos e alunos não deixem de estudar mesmo distantes da escola. Até a próxima!

 

Videoaulas para o Ensino Fundamental – Confira aqui

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos