Blog

Volta às aulas: como gestores e professores podem se preparar para o retorno das férias escolares

  • Fernanda Andreazzi
  • 1 ano atrás
  • Atualizada em 04/06/2018
  • 6 min. de leitura
  •  
  • 427 visualizações

Quem imagina que a escola para suas atividades durante os períodos de férias, não poderia estar mais enganado. Mesmo quando as crianças e adolescentes não estão preenchendo as salas de aula ou correndo pelo pátio, a escola não para! Além de ser a época do ano em que professores, gestores e toda a equipe da instituição de ensino aproveitam um merecido descanso, as férias escolares também são um momento de replanejamento e preparação para receber os alunos em um novo semestre ou ano letivo. Falando nisso, como anda o seu planejamento escolar para 2019?

Durante o período letivo, a comunidade escolar pode vir a perceber uma série de ajustes necessários à estrutura da instituição, seja ela física, administrativa ou pedagógica. Muitas vezes são demandas que se tornam evidentes apenas no dia a dia, durante o desenvolvimento das atividades, e mesmo que não houvesse planejamento anterior sobre elas, é preciso que sejam levadas em conta. Tudo aquilo que for percebido – e registrado – como necessário para o bom andamento da rotina escolar durante o semestre pode ser colocado em prática em períodos específicos durante o ano.

É durante as férias escolares que o gestor finalmente consegue uma brecha na rotina para avaliar tudo o que aconteceu durante os meses anteriores e tomar as decisões que indicarão o norte da instituição de ensino nos meses que estão por vir. Também é o momento em que os professores podem reavaliar suas práticas, planos de aula e avaliações, trocar experiências com os colegas e ajustar seu planejamento, visando a excelência do ensino.

Confira as dicas que preparamos para que tudo corra conforme o planejado na volta às aulas em sua escola!

1. Colocando a casa em ordem

As férias e recessos escolares são momentos ideais para executar as mudanças que são inviáveis enquanto alunos e funcionários estão circulando ininterruptamente pelos corredores e demais ambientes da escola. Tarefas como a manutenção de equipamentos e recursos tecnológicos, reparos nas carteiras e lousas, compra de suprimentos e equipamentos, pequenos reparos e até reformas para ampliação e melhoria dos ambientes escolares são alguns desses exemplos.

Lembre-se também de que é importante planejar e acompanhar de perto o andamento das atividades, a fim de prevenir atrasos e evitar que os processos coincidam com a volta às aulas, quando a circulação de pessoas pelos ambientes da escola volta ao normal.

2. Maior foco sobre a gestão administrativa

Um dos grandes desafios do gestor escolar é dividir a atenção entre a gestão pedagógica e a gestão administrativa da instituição. Por vezes, enquanto administra reuniões pedagógicas, reuniões de pais, conversas com alunos etc., o gestor pode acabar priorizando uma em detrimento da outra – especialmente no caso de instituições menores, onde o papel da gestão pedagógica e administrativa podem estar concentrados em uma mesma figura.

Por isso, o período que antecede a volta às aulas é também um momento de direcionar o foco sobre os processos administrativos da escola: planejamento, orçamento, gestão das equipes, comunicação, organização de processos e documentos etc. Além da gestão pedagógica e administrativa, você sabe quais são os outros 5 pilares da gestão escolar? Confira neste post!

3. Momento de revisitar o Projeto Político Pedagógico (PPP)

O Projeto Político Pedagógico é o documento que norteia todas as práticas de uma instituição de ensino. Ele contém desde a proposta curricular, as diretrizes, as metas até os planos de ação da escola para atingir seus objetivos em determinado espaço de tempo. Assim como a realidade da escola e do cenário em que ela está inserida, o PPP não é um documento estático, e está em constante transformação.

Veja como montar o PPP de sua escola.

Antes da volta às aulas, uma das tarefas mais importantes do gestor, dos professores e da equipe pedagógica é a revisão do Projeto Político Pedagógico. Esse processo é fundamental para verificar a evolução da escola de acordo com suas expectativas e do planejamento para o ano letivo, fazendo alterações que a equipe julgar necessárias.

Clique aqui e saiba como adequar o PPP de sua escola à Base Nacional Comum Curricular!

4. Troca de experiências entre professores

Junto a revisão do Projeto Político Pedagógico, a troca de experiências entre o corpo docente é essencial para aprimorar as práticas pedagógicas, planos de aula, formatos de avaliações e projetos, que só podem ser avaliados depois de colocados em prática com as turmas. Neste momento, os professores debatem acerca de práticas bem-sucedidas e aquilo que não funcionou tão bem no último ano ou semestre. É um exercício de constante aprimoramento para o processo de ensino-aprendizagem.

Leia este outro post e conheça 8 dicas para fazer das suas reuniões pedagógicas um sucesso! 

5. Investimento em qualificação para as equipes da escola

Não é fácil conciliar a rotina escolar com a profissionalização e a formação continuada do corpo docente, das outras equipes da instituição, ou mesmo do próprio gestor. Durante o período de férias, quando todos têm maior disponibilidade de tempo (e disposição!), é o momento certo para buscar cursos de atualização e dedicar-se à leitura de livros, artigos, periódicos, sites e blogs relacionados à educação. Esta prática pode, inclusive, enriquecer o debate nas reuniões de volta às aulas e trazer novas ideias e iniciativas para o começo do novo ano ou semestre letivo!

Para estes momentos de formação, é possível trazer pessoas de fora para enriquecer a troca de experiências. Fazer esta ponte fica ainda mais fácil se a sua escola tem parceria com um sistema de ensino que oferece um trabalho de assessoria pedagógica. Quer saber como o sistema de ensino pode contribuir para a formação continuada de todas as equipes da escola? Confira o post!

6. Volta às aulas: boas-vindas para novos alunos e colaboradores

Na volta às aulas, quando finalmente os corredores da escola voltam a ter mais vida e movimento, a equipe escolar deseja que os novos – e antigos – alunos e colaboradores sintam-se bem recebidos. Para isso, é possível desenvolver projetos de acolhida para serem trabalhados tanto nas salas de aula, junto aos professores, quanto nos demais ambientes de circulação da instituição. É uma oportunidade de criar laços com os recém-chegados e estreitar com aqueles que estão retornando para o início de um novo ciclo!

Listamos abaixo alguns pontos para prestar atenção nesse início de ano letivo. Vamos ver?

·       Dê uma atenção extra aos alunos novos

É importante ter um cuidado especial com os alunos novos na escola, principalmente no início do ano letivo. Nessa época, os novatos ainda estão mais tímidos e pouco enturmados.

Por isso, para solucionar essa questão, a escola pode preparar atividades de integração não somente durante as aulas, mas também durante os intervalos e a entrada/saída da escola.

·       Promova um momento de compartilhamentos de experiência entre as diferentes turmas

Quando as aulas começam, normalmente os estudantes estão cheios de energia e curiosidade sobre a nova série. Então, que tal matar um pouco dessa curiosidade das crianças? Chame estudantes que já passaram por aquela série para compartilhar como foi, quais foram os principais desafios e o que eles mais gostaram.

Esse bate-papo vai tirar várias dúvidas dos alunos e, com certeza, vai deixá-los mais animados e engajados pelo ano que está por vir. 

·       Aproxime-se da realidade de seus alunos e os transforme em protagonistas

Essa dica vale não só para a volta às aulas, mas sim para o ano todo. Com a presença das novas gerações nas escolas, é cada vez mais fundamental aproximar-se da realidade dos alunos e transforma-los em protagonistas da sociedade em que vivem, como propõe a BNCC.

Para isso, é importante explorar novos espaços de aprendizagem, aproximar o conteúdo e as explicações de práticas e exemplos do dia a dia dos estudantes, além, é claro, de inserir a tecnologia no processo educacional.

Quer conhecer algumas dicas para receber os seus alunos utilizando a tecnologia? Confira o nosso post sobre o assunto!

O que achou das dicas? Como a sua escola costuma se preparar para a volta às aulas? Conte para a gente nos comentários!

Banner E-book O guia essencial do gestor escolar

Texto atualizado em 22/10/18 por Fernanda Penteado.

Texto atualizado em 28/01/19 por Fernanda Andreazzi.

Tags

Fernanda Andreazzi

Ver todos os artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *