Blog

Professores das escolas parceiras do SAE Digital comentam tema da prova de redação do ENEM

  • Adriana Rodrigues
  • 1 semana atrás
  • Atualizada em 07/11/2019
  • 5 min. de leitura
  •  
  • 323 visualizações

A prova de redação do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio (2019) foi realizada no último domingo, 3 de novembro, em todo o Brasil. Professores das escolas parceiras do SAE Digital foram convidados a comentar o tema da redação deste ano: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

A prova contou com alguns textos motivadores, que têm como objetivo embasar a construção da redação e auxiliar o estudante a desenvolver um texto dissertativo-argumentativo, o qual deveria apresentar uma proposta de intervenção que respeitasse os direitos humanos. As opiniões dos alunos foram controversas, uma vez que o tema da redação deste ano se distanciou muito dos temas abordados nos anos anteriores.

Professores das escolas parceiras do SAE Digital comentam tema da prova de redação do ENEM

Tema da prova de redação do Enem 2019

Para a professora Eliane Limonti da Fonseca, proprietária do Cursinho Sapiência, em Santos – SP, e parceira do SAE Digital, “apesar dos inúmeros problemas sociais gritantes no país, como o Movimento Antivacinação, a epidemia da depressão e dos casos de suicídio ou a violência nas escolas, a prova de redação do Enem este ano apresentou uma outra abordagem: a arte.”

Eliane ainda comentou que “o aluno deveria ter abordado o preço para ir ao cinema, que ainda é tão caro em algumas regiões do Brasil; o acesso, ainda centralizado nos centros urbanos e não no interior do país ou nas áreas periféricas e, ainda, abordar a importância da arte cinematográfica. Caberia uma reflexão sobre a sétima arte, bem como sobre o direito ao lazer, tão raro em um país como o nosso. Também poderia ser comentada a dificuldade de pessoas com deficiência em frequentar os cinemas que, muitas vezes, não adaptados às necessidades especiais.”

A professora de redação Andréa Vecchia, do Colégio Ipê, localizado em Assis – SP, explicou que o tema da prova de redação do Enem deste ano foi encarado como uma “surpresa” pelos alunos. “Foi cabal a abordagem na área da cultura, uma vez que se distancia de temas anteriores, além de levar em consideração as pertinentes remodelações que a Ancine atravessou neste ano. A expectativa por um tema mais complexo talvez tenha sido a maior dificuldade diante de um tema simples e abrangente como este.”

Já para o professor de redação João Filipe de Souza Magnani, do Pré-Vestibular Acesso, localizado em Curitiba – PR, o tema escolhido para a prova de redação do Enem não gerou polêmicas entre os estudantes, mas também não deixou de surpreender. “Em meio a discussões a respeito do possível cancelamento da Ancine, é de se admirar que o tema fosse justamente cinema.” De modo geral, o professor João Filipe gostou muito da proposta, pois coloca em debate o acesso à cultura. “Há quem tenha dito que esse debate está muito distante da realidade de tantos candidatos; no entanto vejo aí a confirmação da pertinência da proposta. Se está longe de tanta gente, é sinal de que precisamos democratizar o seu acesso”, comenta João Filipe.

Por fim, o professor ainda tranquiliza os candidatos que discorreram sobre o extinto Ministério da Cultura e reforça que o comentário não deve prejudicar a nota na prova de redação do Enem.

Muitos alunos se perguntam no momento de estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como sua nota será calculada. Além dos estudantes, muitos professores e gestores pedagógicos também tentam compreender como esse cálculo é feito, ou seja, o que é a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Quer saber mais ? Clique aqui.

 

Primeiro dia de provas do Enem

No primeiro dia de prova do Enem uma das principais reclamações dos alunos, de acordo com Joseney Rigon, Coordenador do Pré-Vestibular do Colégio Ipê, localizado em Assis – SP, foi a questão do tempo de prova. “O problema do tempo: ler, interpretar e responder 90 questões com enunciados longos, além de elaborar uma redação, exige bastante tempo. Certamente, muitos alunos tiveram problemas para finalizar a prova dentro do horário estabelecido.”

  

Prova de Linguagens do Enem

Segundo a professora Eliane, do Curso Sapiência, “esperava-se este ano, mediante à fala do INEP, uma linha mais tradicional na prova de linguagens do Enem. Entretanto, a prova manteve sua linha na cobrança de textos de gêneros diversos, suas interpretações, pouca Literatura e quase nenhum elemento da gramática normativa.”

 

Prova de Ciências Humanas do Enem

Para o Professor Joseney, do Colégio Ipê, “sobre a prova de humanidades do Enem 2019, a maior crítica que pode ser feita é na distribuição do conteúdo: não foram cobradas questões sobre a Era Vargas, nem sobre a Ditadura Militar (1964-1985) no Brasil.  Por outro lado, foram muitas as questões que envolveram filosofia e sociologia. E apesar da ausência de temas considerados polêmicos, apareceram várias questões com temática social, como quilombos, trabalho análogo à escravidão, hospitalidade, intolerância religiosa, SUS, Declaração Universal dos Direitos, fome etc.”

Já para a professora Eliane, do Curso Sapiência, a prova de humanidades trouxe mudanças consideráveis. Para a professora, já era esperado que temas polêmicos como ditaduras, manifestações e revoltas não fossem abordados e que a Filosofia e a Sociologia fossem o fio condutor de toda a prova. “Como estas disciplinas não são tão abordadas com profundidade em muitas escolas, isso, com certeza, trouxe ao aluno alguma dificuldade ao realizar as interpretações dos textos, que por si só não eram suficientes para realizar as questões. Ao abordar Kant, Maquiavel, Foucault e Hannah Arendt, o MEC deixa claro que existem muitas formas de guiar um aluno ao pensamento crítico e que podemos ir além das ideias marxistas tão criticadas pelo governo atual”, afirma Eliane.

 

Segundo dia de provas do Enem

Para o Coordenador do Pré-Vestibular do Colégio Ipê de Assis, Professor Joseney Rigon a prova de Ciências da Natureza não trouxe grandes novidades. “Em Física, algumas questões dependeram de decorar fórmulas não muito usuais, como: o período de partículas em trajetória dentro de campo magnético”, completa Rigon.

Ainda de acordo com o professor, a qualidade da prova de Física poderia ter sido muito melhor. Algumas questões estão sujeitas a anulação, como “a questão dos pneus das bicicletas que fazia uma afirmação de proporcionalidade entre massa e volume, mas não levava em conta a diferença de pressão”, afirma Rigon.

 

E você? O que achou da prova de redação do Enem 2019? Deixe seu comentário sobre a prova!

Agora que você já sabe tudo da prova de redação do ENEM 2019, que tal conhecer o Sistema de Ensino que oferece os melhores recursos digitais e ferramentas para melhorar o desempenho dos alunos nas provas do Enem?

Professores das escolas parceiras do SAE Digital comentam tema da prova de redação do ENEM

Tags

Adriana Rodrigues

Ver todos os artigos

2 respostas para “Professores das escolas parceiras do SAE Digital comentam tema da prova de redação do ENEM”

  1. Dalvice disse:

    Gostei muito,tema diferente,precisa sim ser mais valorizado,a nossa cultura ser mais explorada pelos novo jovens,eu adoro cinema,antes tinha na minha cidade,a gente tinha mais lazer e passar um final de semana legal.Bom isso vir em debate,taí gostei!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *