Blog

Modelo de plano de aula: existe um modelo ideal?

  • SAE Digital
  • 3 semanas atrás
  • Atualizada em 27/08/2019
  • 7 min. de leitura
  •  
  • 484 visualizações

Uma grande dúvida (e uma grande crítica) comum a muitos professores é a existência de um modelo de plano de aula “correto”, ou ideal. No entanto, existem diferentes concepções sobre este importante documento e cada instituição de ensino ou cada professor aplica um formato que se adequa melhor à sua realidade. Afinal, existe um modelo de plano de aula ideal?

Já adiantamos que a resposta é: não, não existe um modelo ideal. A elaboração deste documento varia de acordo com uma série de fatores que passam pelo planejamento curricular da escola, pelos hábitos e práticas do professor, pela configuração e ritmo das turmas – entre inúmeros outros.

Neste texto vamos falar sobre qual é a finalidade e como elaborar um plano de aula. E apesar de não existir modelo de plano de aula ideal, também trouxemos alguns templates para inspirar os professores na elaboração de seus próprios planos de aula de acordo com a BNCC

Se você quiser ir direto para os modelos de plano de aula, clique aqui:

plano de aula sae digital

Mas, se quiser entender melhor sobre a sua finalidade e como aproveitar estes modelos dentro da sua realidade escolar, é só seguir a leitura do texto. Vamos lá?

O que é plano de aula?

O plano de aula é um documento, geralmente de autoria do professor, utilizado para detalhar e orientar a prática pedagógica acerca de determinado tema ou objeto de conhecimento. Ele funciona como uma espécie de “roteiro” para as aulas, especificando recursos, conhecimentos prévios, atividades avaliativas e de fixação, competências e habilidades que deverão ser desenvolvidas pelos estudantes naquele momento.

Ao contrário do planejamento, que é um documento abrangente (comumente redigido pela equipe pedagógica uma vez ao ano ou semestre), o plano de aula é bem mais específico. Ele deve estar alinhado às definições do planejamento – assim como à legislação nacional e local e do Projeto Político Pedagógico da instituição – mas é desenvolvido pontualmente, detalhando o trabalho pedagógico aula a aula.

Projeto político pedagógico sae digital

Por que o plano de aula é necessário?

O plano de aula é um documento de grande importância dentro do processo de ensino e aprendizagem. É a partir dele que o professor consegue sistematizar a sua prática pedagógica, organizar o cronograma de atividades, manter um registro das dificuldades e evolução da turma. Quer conhecer todos os benefícios de ter planos de aula bem estruturados? Confira a seguir!

O plano de aula é importante e necessário para:

• Sistematizar a prática pedagógica;
• Planejar e prever as situações em que se dará o processo de ensino e aprendizagem;
• Indicar as metodologias e preparar os materiais e recursos necessários;
• Organizar o cronograma das atividades que serão realizadas;
• Manter em mente os objetivos e resultados esperados dos alunos;
• Acompanhar e manter uma forma de registro da evolução da turma;
• Garantir que as práticas e o conteúdo lecionado estejam de acordo com as diretrizes nacionais e locais para a Educação Básica.

Existe um modelo de plano de aula ideal?

Como adiantamos no início do texto, não existe um modelo de plano de aula “correto” ou ideal. Mas por que isso não é um consenso entre professores e equipes pedagógicas?

O plano de aula precisa levar em conta a realidade da escola, a estrutura física e os recursos disponíveis, a prática do professor, o momento da turma. Até mesmo a frequência com que o plano de aula é redigido depende das normas da instituição de ensino e dos hábitos do professor. Logo, não é possível falar em um modelo de plano de aula ideal – ele deve se adequar à realidade de cada escola, e não o contrário.

Como elaborar um plano de aula?

Agora que já sabemos qual é a finalidade do plano de aula, vamos ver algumas dicas para elaborar um plano de acordo com a sua própria realidade escolar?

1. Descubra quais são as práticas da sua instituição
Se você ainda não tem essa informação, investigue junto aos gestores pedagógicos de sua escola quais são as normas e orientações da instituição para a elaboração dos planos de aula. 

“Como funciona este processo na escola?” “O professor deve elaborar os planos de aula sozinho ou com a ajuda do gestor pedagógico?” “Em quem momento e com que frequência o professor deve elaborar os planos de aula?” “Existe um modelo padrão, utilizado por todos os professores?” “Existe alguma orientação para trabalhar com temáticas inter ou multidisciplinares?”

2. Acompanhe a legislação e os documentos normativos
Certifique-se de que o seu plano de aula seja sempre um desdobramento do planejamento curricular da escola, município e estado. Além disso, é importante conhecer a fundo e seguir as diretrizes dos documentos normativos nacionais, como a Base Nacional Comum Curricular.

tudo sobre a bncc sae digital

3. Tenha em mãos um template para otimizar o tempo
Se a sua escola já tem um modelo padrão para a elaboração dos planos de aula, ótimo! Mas se você precisa construir um modelo de plano de aula do zero, procure otimizar a sua rotina produzindo um template com as informações básicas que ele deve conter para cada etapa de ensino. Dessa forma, fica mais fácil se organizar e acompanhar a evolução das turmas.

Para te ajudar, listamos alguns elementos que geralmente estão presentes em um plano de aula.

Identificação

• Nome do professor;
• Turma;
• Bimestre/Trimestre;
Carga horária;

Área do conhecimento e componente curricular de acordo com a BNCC (ou campos de experiências, no caso da Educação Infantil);

Competências específicas e habilidades de acordo com a BNCC (ou objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, para a Educação Infantil).

Encaminhamento metodológico

• Objetos de conhecimento;
• Conhecimento prévio necessário.

Recursos necessários

Procedimentos e atividades avaliativas

• Atividades de aplicação e fixação;
• Atividades de síntese e avaliação.

4. Aproveite as propostas do material didático ou do sistema de ensino
O material didático ou sistema de ensino podem ser grandes aliados do professor na elaboração do plano de aula. Confira se o seu material traz encaminhamentos metodológicos, sugestões de atividades, referências, propostas de avaliação e outros elementos que possam auxiliar na construção do plano de aula.

5. Considere as diferenças para cada etapa de ensino
Na hora de elaborar um plano de aula é preciso levar em conta as diretrizes educacionais para cada etapa de ensino (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio). Também é preciso estar atento às diferenças no desenvolvimento e nas habilidades das crianças e adolescentes ao longo de cada etapa, de forma que a proposta pedagógica esteja de acordo com a realidade da turma.

“O plano está de acordo com a legislação vigente para este segmento?” “Os alunos possuem o conhecimento prévio necessário para trabalhar a temática proposta?” “Os alunos possuem acesso e capacidade para utilizar os recursos estipulados pelo professor?” “Tenho estratégias para incluir os alunos portadores de deficiência ou com dificuldades de aprendizagem?”

Modelo de plano de aula de acordo com a BNCC

E então, pronto para elaborar o seu plano de aula? Trouxemos aqui um template e um modelo de plano de aula preenchido de acordo com a BNCC para cada segmento.

Estes modelos podem ser utilizados para reunir referências, sugestões e ideias de atividades, mas não devem ser replicados sem antes passar por uma análise crítica do professor e da equipe pedagógica.

“O plano está de acordo com o planejamento da escola?” “Será que este é o melhor formato dentro da minha realidade escolar?” 

Sinta-se à vontade para modificar os modelos de plano de aula conforme a sua necessidade!

Plano de aula – Educação Infantil

Plano de aula – Ensino Fundamental

Plano de aula – Ensino Médio

plano de aula sae digital

Tags

SAE Digital

Ver todos os artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *