A importância da Literatura na Educação Infantil

A Literatura é fundamental para a formação de qualquer pessoa, não só no tocante à sua capacidade intelectual, mas também cultural e para a formação de cidadãos mais conscientes. A literatura na Educação Infantil tem grande importância e o hábito da leitura não deve estar presente apenas na vida adulta.

Introduzir a leitura desde a primeira infância é estimular a educação para além dos ensinamentos dos hábitos culturais elementares, é realizar também a mediação do repertório artístico-cultural da criança – algo que muitas vezes acaba negligenciado aos pequenos, ou deixado a cargo unicamente das mídias, devido à rotina de trabalho, afazeres da casa e falta de tempo livre.

Colégio Amplação e SAE Digital: uma parceria inovadora!

Para o professor Jardiel Loretto Filho, executivo editorial do SAE Digital, os conhecimentos historicamente produzidos pela humanidade por meio de conjuntos de conceitos, informações, dados, fatos e procedimentos precisam estar muito bem planejados e introduzidos no currículo escolar, sendo fundamentais para o desenvolvimento cognitivo e reflexivo dos estudantes.

Contudo, os conhecimentos “técnicos” não devem suplantar o contato das crianças com o mundo das artes. Essas trilhas precisam estar desbravando novas mentes juntas, dialogando e se complementando. Portanto, os alunos necessitam ser expostos a produções artístico-culturais para que percebam melhor o mundo à sua volta.

 

Aproveite e assista também o Webinário: O lado bom da quarentena: Descobrindo o mundo das Artes na Educação Infantil e Anos Iniciais – realizado com o Prof. Jardiel Loretto Filho, você vai adorar! 😊

 

Para entendermos melhor a importância da literatura na Educação Infantil e o desenvolvimento do hábito de leitura nas crianças, que deve ter influência de educadores e familiares, trouxemos nesta matéria diversos apontamentos do professor Jardiel Loretto Filho. Vamos debatê-los?

A importância da literatura na Educação Infantil

A Literatura e o hábito da leitura contribuem com o desenvolvimento de crianças desde a primeira infância, impactando na sua formação pessoal e, futuramente, profissional. Ler é sinônimo de despertar diferentes habilidades, promovendo:

  • O desenvolvimento de capacidades cognitivas superiores, fundamentais para o desenvolvimento e para a aprendizagem, como a atenção voluntária, da percepção, da memória e da abstração.
  • A ampliação do repertório imagético e do exercício da imaginação e da criatividade
  • O aprimoramento da expressão, da linguagem e a ampliação do repertório linguístico.
  • A possibilidade do aluno acessar novos mundos, culturas e paisagens distintas
  • Reflexões sobre fenômenos naturais e sociais de seu cotidiano e da realidade do mundo.
  • O aperfeiçoamento da capacidade de formular hipóteses plausíveis, pesquisar, investigar
  • O estabelecimento de novas relações e conclusões inteligentes
  • O pensamento complexo.
  • Valores éticos fundamentais para o exercício consciente da cidadania.

Essa combinação de habilidades contribuirá com a trajetória escolar das crianças, tornando-as mais humanas, mais atentas, mais conscientes, mais empáticas, mais solidárias e mais respeitosas, que saberão lidar com as questões de forma ética e tratar suas emoções ao longo do seu desenvolvimento e amadurecimento.

A literatura na Educação Infantil coloca o estudante em uma posição “privilegiada” no que diz respeito ao exercício de sua cidadania, à leitura crítica da sociedade e à construção de seu projeto de vida. Ela é fundamental para a formação de nossas crianças, porque as acompanhará por toda a sua trajetória escolar e de vida.

O hábito de leitura expandirá seus horizontes e sua forma de ver e sentir o mundo, dando aos jovens a oportunidade de acessar um universo que ela não conhece sem precisar sair do lugar. Toda boa obra carrega em si um lugar, uma cultura, uma história, uma época.

Mais do que isso, as palavras podem fazer com que os pequenos tenham o sentimento de pertencimento de grupo, algo indispensável no desenvolvimento infantil, de segurança e autoconfiança – o que melhora a autoestima e potencializa a formação de cidadãos mais ativos e, consequentemente, uma sociedade mais consciente e crítica.

O papel da escola e da família na formação de leitores

De acordo com pesquisas do Instituto Pró-livro, os professores são vistos como detentores de papel muito relevante na formação leitora de crianças e jovens, juntamente com algum membro da família. E esse é o cenário ideal, havendo a corresponsabilidade entre a família e a escola nessa empreitada de aprendizado.

A instituição de ensino possui o papel de apresentação do acervo literário e artístico, realizando ainda a mediação da compreensão e apreciação dessas obras da literatura na Educação Infantil. A principal função da escola nesse sentido é colocar as crianças em contato com esse tipo de “conteúdo”, o qual faz parte de todo currículo escolar e merece destaque, segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A família é tão ou mais importante nessa caminhada, pois fica responsável por manter esse contato do aluno com a Literatura fora dos muros da escola, fazendo com que o hábito da leitura integre a vida pessoal dos pequenos leitores. É em momentos prazerosos no âmbito familiar que será construída uma relação afetiva e subjetiva da criança com os livros, garantindo que ela se torne uma apreciadora da Literatura e de Artes em diferentes perspectivas.

Isso colabora para a formação de sua identidade, de seu caráter e de suas habilidades socioemocionais. Portanto, pais, mães e responsáveis devem destinar uma atenção para criar uma rotina de leitura para os pequenos, introduzindo-a de forma natural. Essa aproximação não deve ser imposta e precisa considerar o tempo de atenção de cada criança, respeitando esse limite de foco que ela possui.

Outra dica importante é observar assuntos que chamam a atenção dela, usando esses temas como estímulo de interesse para a leitura. Convide seu filho ou filha para ler com você ou para você, faça perguntas sobre o enredo e estimule conversas em torno da história lida.

Colégio Amplação e SAE Digital: uma parceria inovadora!

Dicas para montar um acervo literário para as crianças

A internet e as diferentes plataformas digitais ampliaram muito o acesso à obras de arte e literárias. Hoje, virtualmente e com poucos cliques, é possível acessar diversos museus do mundo, conhecer grandes artistas de todos os tempos, ouvir as músicas clássicas que antes eram reservadas a concertos restritos ou ler composições de autores consagrados das Literaturas nacional e internacional.

Apesar de os livros digitais (também conhecidos como e-books) estarem amplamente difundidos, sendo que muitas obras literárias estão disponíveis gratuitamente por estarem sob domínio público, incluindo várias fábulas e contos clássicos, os livros impressos cumprem um papel muito importante no processo de formação leitora.

O contato físico para as crianças, que ainda fazem uso dos sentidos para apreender e descobrir o mundo, é imprescindível para a importância da literatura na Educação Infantil. Assim, sempre que possível, sugerimos que compre um livro para o seu filho e o eduque a manusear esse objeto, sendo esse mais um passo de aprendizado.

📙 Confira a seguir algumas dicas para montar um acervo literário infantil. 📙

  • Estímulo visual para crianças pequenas: para os menores, que ainda não têm a linguagem muito desenvolvida e tampouco leem, procure por narrativas de imagens – aqueles livros que contam histórias somente por meio de ilustrações. Esses elementos visuais vão servir como estimuladores da imaginação e da criatividade de crianças de todas as idades. Uma atividade bem interessante é mostrar as ilustrações às crianças para que elas criem uma ou várias histórias próprias. Caso a criança ainda não tenha a linguagem desenvolvida para isso, você pode ser o narrador e ir alternando os enredos a cada nova leitura.

 

  • Obras adaptadas: para aqueles que já possuem um domínio melhor da leitura, aposte nos clássicos de fábulas, lendas e contos – como “A cigarra e formiga”, “Chapeuzinho Vermelho”, “Os três porquinhos”, “Branca de Neve”, “Pinóquio”, “Peter Pan” e outros. Eles inserem a criança no universo da cultura universal. Algumas dessas obras originalmente são longas, podendo não deter a atenção de crianças menores, embora já estejam alfabetizadas. Contudo, há boas adaptações para todas elas por meio de livros ilustrados.

 

  • Introdução aos poemas: os poemas são obras com linguagem trabalhada com muito rigor, tendo cada palavra selecionada com muito cuidado. Ainda que a criança já leia, é muito importante que ela conheça a cadência e o ritmo inerentes a um determinado poema, o que pode dificultar o entendimento delas num primeiro contato. Dessa forma, você pode ir lendo para ela e demonstrando essa característica desse gênero textual. Em seguida, ela já pode começar a ler à sua maneira. Com esse ciclo de interação, aos poucos ela compreenderá essa cadência particular dos textos. Os poemas são indicados para qualquer idade, mas, naturalmente, há os mais apropriados para as crianças menores e outros para os maiores.

 

  • Produção cultural nacional: o folclore e a cultura popular brasileira não devem ser negligenciados às crianças, pois são de crucial importância para a sua integração com a cultura do nosso país e com a sua identidade como brasileiros. Permita que seus filhos tenham o prazer de conhecer o Saci Pererê, a Mula-sem-cabeça, o Curupira, bem como o Pedro Malasartes, o Jeca Tatu e a Cuca.

 

Que tal conferir uma lista completa de obras literárias indicadas pelo Prof. Jardiel Loretto Filho?

Clique aqui:  Lista de Obras Indicadas – Jardiel Loretto Filho

 

A leitura deve ser um momento prazeroso

Vale salientar ainda que a Literatura na Educação Infantil e a Arte como um todo não devem ser usadas como pretexto para o ensino de conteúdos de outras disciplinas. Obras artísticas até podem atuar como ponto de partida para o ensino de seus próprios componentes e estruturas, mas fazer com que elas tenham apenas essa finalidade é deturpar a essência da relação que deve ser construída.

Os livros precisam ser explorados em casa como algo cotidiano, como parte da rotina da família, e não como unicamente um momento de ensino e aprendizagem. Leia, se possível diariamente, um bom livro para a criança. Mesmo que ela não tenha a linguagem muito desenvolvida, ela terá muito prazer em ouvir você lendo para ela e perceberá essa demonstração de afeto.

Mais do que ler bons livros, apresente pinturas clássicas e contemporâneas (todo o acervo do mundo está disponível na internet), mostre bons filmes e boas animações (há muitas delas no YouTube e serviços de streaming) e apresente músicas clássicas e de outros gêneros universais, como o Jazz, o Blues, o Tango, o Bolero, o Samba, o Forró, a Bossa Nova e tantos outros que ampliarão o seu repertório cultural.

Unindo a Literatura com tecnologias educacionais

Como se não bastasse tudo isso, a Literatura colabora com o protagonismo juvenil, que é envolvimento do estudante em atividades que vão além do seu universo pessoal e familiar, gerando efeitos na vida em sociedade. E muito disso passa pelo uso de tecnologias educacionais relevantes, como as ferramentas presentes nas soluções do sistema de ensino do SAE Digital.

Dentre esses mecanismos facilitadores de aprendizagem do Ambiente de Aprendizagem Virtual (AVA), está a Plataforma Literária para o Ensino Fundamental. Ela consiste em uma base de questões, vídeos e avaliações sobre obras importantes da Literatura, auxiliando os professores dentro e fora de sala a dar encaminhamentos metodológicos para cada livro didático e propostas de contextualização literária. Conheça mais detalhes sobre essa plataforma assistindo ao vídeo abaixo!

Caso queira conhecer tudo o que o SAE Digital pode oferecer para a sua escola, fale com um dos nossos especialistas clicando aqui. Além disso, não deixe de acompanhar nosso blog para ficar por dentro das novidades do mundo da Educação. Até a próxima!

Colégio Amplação e SAE Digital: uma parceria inovadora!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos