Letramento e Alfabetização: entenda as diferenças


Letramento e alfabetização são dois conceitos importantes da educação que envolvem o desenvolvimento da linguagem. Embora sejam semelhantes em alguns aspectos, principalmente quanto à escrita e à leitura, eles possuem diferenças quanto à maneira de trabalhá-las.

Cada um desses conceitos tem sua importância e seu papel na formação dos estudantes. Por isso, letramento e alfabetização são termos indissociáveis na teoria e nas práticas pedagógicas e devem ser trabalhados de forma paralela.

Youtube SAE Digital

O que é Letramento?

Letramento é a habilidade de saber ler e escrever, de acordo com o contexto das práticas sociais que envolvem a leitura e a escrita, as quais se pautam na linguagem enquanto produto cultural e social.

É o “conjunto de conhecimentos, atitudes e capacidades envolvidos no uso da língua em práticas sociais e necessários para uma participação ativa e competente na cultura escrita” (Magda Soares).

Refere-se ao domínio da linguagem, com base na leitura e da escrita, para que o indivíduo seja inserido na sociedade e possa atuar no mundo com as habilidades de interpretação e compreensão das palavras.

Sendo assim, o letramento vai muito além da habilidade de ler e escrever, é uma prática social que permite a interação entre as pessoas por meio da comunicação e da atuação no meio.

O letramento proporciona as seguintes habilidades:

  • Domínio da linguagem em todos os contextos;
  • Apropriação das práticas sociais de leitura e escrita;
  • Utilização adequada da leitura e da escrita nas práticas sociais;
  • Linguagem como ferramenta de interação com o meio;
  • Percepção da realidade por meio da leitura do mundo;
  • Produção de significados e sentidos a partir da leitura;
  • Elaboração de discursos;
  • Interpretação e compreensão de textos;
  • Proporciona reflexões.

O letramento é muito mais do que saber ler e escrever, é saber interpretar e compreender os textos, conferir sentido às coisas e ao mundo, bem como refletir e argumentar.

O que é Alfabetização?

A alfabetização diz respeito ao conhecimento e à aprendizagem da escrita alfabética, visando ao domínio do sistema alfabético e ortográfico, ou seja, à aquisição do sistema convencional da escrita.

É um processo no qual se aprende a codificar e decodificar os elementos que compõem a escrita, alicerçado no reconhecimento e na memorização das letras, das sílabas, das palavras e da formação de frases.

Sendo assim, considera-se uma pessoa alfabetizada aquela que conhece o sistema alfabético, o que a possibilita saber ler e escrever. Essa é a etapa básica da formação escolar e social de um indivíduo.

De acordo com a Unesco, a alfabetização é “um processo de aquisição de habilidades cognitivas básicas responsáveis por contribuir para o desenvolvimento socioeconômico da capacidade de conscientização social e da reflexão crítica como base de mudança pessoal e social”.

Para compreender melhor como funciona esse processo, a organização define quatro eixos a serem considerados:

  • A alfabetização é resultado de um processo de aquisição de habilidades específicas;
  • Ela é aplicada, praticada e situada de acordo com o contexto;
  • É composta de um processo de aprendizagem e aquisição de habilidades básicas que servirão como base para o aprendizado geral. O processo tem início, meio e fim, ou seja, primeiro é preciso aprender a ler e depois ler para escrever;
  • Compreende o domínio do texto – compreensão.

Leia mais:

Qual a Importância da Educação para o mundo?

Especialistas comentam sobre as tendências de educação

Quais as diferenças entre Letramento e Alfabetização?

O senso comum tende a considerar sinônimos a alfabetização e o letramento. Entretanto, embora sejam semelhantes e interajam entre si, são conceitos diferentes.

O letramento é um processo mais amplo, pois possibilita o desenvolvimento de habilidades, comportamentos e práticas de uso do sistema convencional da escrita na produção e na compreensão de textos inseridos nas práticas sociais que envolvem a leitura e a escrita.

Sendo assim, o processo de alfabetização é finito, enquanto o letramento é uma construção permanente, visto que ao longo da vida nos deparamos com diferentes discursos, que precisamos interpretar e atribuir sentidos.

A principal diferença entre ambos é que a alfabetização ensina a codificar e decodificar o sistema de escrita, enquanto o letramento ensina a dominar e utilizar a linguagem na prática social.

De modo geral, as diferenças entre eles envolvem:

  • Qualidade de domínio da leitura e da escrita;
  • Frequência no uso da leitura e da escrita no cotidiano;
  • Capacitação para lidar com as demandas sociais;
  • Capacidade de interpretação.

Tanto a alfabetização quanto o letramento são fundamentais para o desenvolvimento dos estudantes, pois sem o primeiro, não é possível adquirir o segundo. Entretanto, nem toda pessoa alfabetizada é letrada.

Sendo assim, o ideal seria alfabetizar letrando, ou seja, trabalhar os dois processos em sala de aula ao mesmo tempo, pois a competência leitora é requisito básico para aprender qualquer área do conhecimento.

Somente a capacidade de ler e escrever do aluno alfabetizado não garante a compreensão daquilo que está sendo ensinado na escola, o que compromete a qualidade da sua aprendizagem.

Desse modo, em vez de alfabetizar para depois letrar, é mais assertivo realizar os dois processos em conjunto, o que torna a aprendizagem mais significativa e facilita o desenvolvimento das competências e das habilidades para uma formação integral.

Letramento e Alfabetização

O que BNCC diz sobre Letramento e Alfabetização?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) define competências e habilidades voltadas à alfabetização, que deve ser concluída até o segundo ano do Ensino Fundamental.

De acordo com a Base, a alfabetização deve ser articulada ao letramento:

“Nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental, a ação pedagógica deve ter como foco a alfabetização, a fim de garantir amplas oportunidades para que os alunos se apropriem do sistema de escrita alfabética de modo articulado ao desenvolvimento de outras habilidades de leitura e de escrita e ao seu envolvimento em práticas diversificadas de letramentos”.

Garantir que o aluno seja alfabetizado precocemente amplia seu potencial cognitivo, pois o aproxima do letramento e favorece o desenvolvimento de habilidades e competências esperadas, além de oferecer maior autonomia e protagonismo na vida social.

A proposta é ensinar a ler e a escrever dentro de um contexto no qual a leitura e a escrita tenham sentido e sejam parte integrante da vida do aluno, para que ele esteja apto a atuar socialmente a partir da linguagem.

A Base também orienta que as práticas de letramento sejam desenvolvidas desde a Educação Infantil, principalmente no que se refere ao uso da linguagem como forma de interação social.

Na Educação Infantil, a BNCC destaca como fundamental explorar o falar e o ouvir por meio de situações e exercícios interativos e lúdicos. No que se refere à cultura da escrita, a Base apresenta os seguintes pontos:

  • A criança, naturalmente, manifesta curiosidade linguística acerca de textos escritos. Sozinha, ela constitui sua própria concepção de língua escrita e já é capaz de reconhecer a multiplicidade dos usos da escrita;
  • A partir dos conhecimentos e desejos manifestados pelas crianças, a imersão na cultura da escrita deve ser iniciada;
  • O contato precoce com a Literatura colabora para o desenvolvimento do gosto pela leitura e o estímulo à criatividade;
  • A familiaridade com textos escritos faz com que as crianças desenvolvam hipóteses sobre o escrever. Na maioria das vezes, os pequenos conseguem identificar a escrita como um sistema de representação da língua.

As atividades de alfabetização e letramento na Educação Infantil devem contemplar:

  • Situações de usos reais de leitura e escrita;
  • Apresentação do alfabeto de maneira lúdica;
  • Estímulo à consciência fonológica;
  • Apresentação constante de todo tipo de material escrito (livro, revista, panfleto etc.);
  • Incentivo a reflexões sobre o objeto de estudo.

Letramento e Alfabetização: entenda as diferenças

No Ensino Fundamental Anos Iniciais, a alfabetização faz parte do componente curricular da área de Linguagens, cuja ênfase da ação pedagógica deve estar na apropriação do sistema de escrita alfabético e no desenvolvimento de habilidades envolvidas na leitura e na escrita.

As experiências necessárias para proporcionar essa tarefa são divididas em quatro eixos:

  1. Oralidade: envolve o conhecimento da língua oral e estratégias de fala e escuta;
  2. Análise Linguística/Semiótica: sistematiza, de fato, a alfabetização e seu período de 5 anos (2 para a inserção e 3 para o desenvolvimento);
  3. Leitura/Escuta: o letramento ocorre por meio de uma progressiva adequação às estratégias de leitura em variados tipos de texto;
  4. Produção de texto: incorpora, progressivamente, estratégias de escrita de diferentes gêneros textuais.

As habilidades esperadas do aluno que é alfabetizado e possui referências de letramento são:

  • Diferenciar grafismos/desenhos (símbolos) de grafemas/letras (signos);
  • Desenvolver a capacidade de reconhecimento global de palavras, possibilitando a fluência na leitura;
  • Construir o conhecimento do alfabeto;
  • Identificar os sons que devem representar a escrita e como;
  • Construir a relação fonema-grafema: a percepção de que as letras estão representando certos sons da fala em contextos precisos;
  • Perceber a sílaba em sua variedade como contexto fonológico desta representação;
  • Compreender o modo de relação entre fonemas e grafemas, em uma língua específica.

Letramento e Alfabetização

___________________________________________________________________

Quer saber como o SAE Digital pode ajudar a sua escola a trabalhar a alfabetização e o letramento de acordo com a BNCC? Então fale com um de nossos assessores!

Acompanhe nosso blog para ter acesso a mais informações! Visite também nossas redes sociais para conferir conteúdos exclusivos, com dicas e atualidades!

Letramento e Alfabetização: entenda as diferenças

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos