Dia do Estudante na escola: veja como celebrar


Mais do que uma data comemorativa no calendário escolar, o Dia do Estudante na escola, celebrado em 11 de agosto, deve ser um período de reflexão, debates e muita ação em prol do futuro da educação e do desenvolvimento nas escolas de nossas crianças e adolescentes. Por isso, cabe às instituições de ensino fazer desse momento uma grande oportunidade para inspirar os alunos, além de incentivar o seu protagonismo no processo de aprendizagem e produção do conhecimento.

Vale a pena lembrar que o acesso à educação é um direito de todos os brasileiros e deve ser prioridade em qualquer governo, pois a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 205, traz o seguinte texto:

“A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.

Por essas e outras razões, é fundamental que o Dia do Estudante seja também sinônimo de laços reforçados na escola. Nesta fase pós-pandemia, cabe aos gestores, professores e demais profissionais de educação promover o acolhimento necessário no espaço escolar para que a retomada das atividades presenciais seja repleta de êxito.

Atualmente, um dos principais desafios é fazer com que os estudantes vejam a escola como uma grande parceira e aliada para novas descobertas. Diante do boom tecnológico e dos impactos trazidos pelo coronavírus para toda a sociedade, essa busca pelo engajamento de crianças e jovens nas rotinas escolares se intensificou. Entende-se que a sala de aula deve ser percebida como um espaço de inovação e de preparação para voos ainda maiores dos estudantes.

Como surgiu o Dia do Estudante?

O ano de 2022 marca o 95º aniversário do Dia do Estudante. A data nasceu em 1927 para comemorar o centenário da criação dos primeiros cursos de graduação no Brasil.

Para relembrar detalhes desse feito histórico que foi o início do ensino superior brasileiro, é preciso voltar ao dia 11 de agosto de 1827. Nesse dia, o então imperador do Brasil, Dom Pedro I, assinou um decreto que criava as duas primeiras faculdades do país: a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco, e a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo. Não à toa, nessa data também é comemorado o Dia do Advogado.

Em 1937, dez anos depois da criação do Dia do Estudante, foi fundada a União Nacional dos Estudantes (UNE), considerada essencial para reforçar a importância do 11 de agosto. Por meio da organização estudantil, é assegurado também um primordial espaço de representatividade e de luta por avanços mais que necessários à educação.

O que comemorar no Dia do Estudante?

Desde a sua oficialização, o Dia do Estudante constituiu uma data inspiradora para grandes avanços voltados à educação. Além disso, a data se tornou um marco para reforçar a importância do estudo na vida dos cidadãos e como instrumento para empreender ações relacionadas ao desenvolvimento do país.

No dia 11 de agosto de 1937, na Casa do Estudante do Brasil, no Rio de Janeiro, foi consolidado o projeto e as diretrizes que norteiam a UNE. Desde então, congressos anuais e articulações políticas ou com outros movimentos passaram a fazer parte das rotinas da entidade, que teve papel de destaque no auge da Segunda Guerra Mundial ao se posicionar contra a política nazista de Hitler.

Apesar de inúmeros percalços, entende-se que a educação brasileira tem obtido importantes conquistas desde a criação do Dia do Estudante. Uma delas é a Lei das Cotas, que completa 10 anos em 2022. Por meio dessa política afirmativa, equívocos históricos puderam ser corrigidos e o acesso ao ensino superior se tornou menos desigual.

Prova disso é que, entre 2010 e 2019, o número de alunos negros no ensino superior aumentou 400%, de acordo com dados do site Quero Bolsa. Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2018, intitulado “Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil”, também demonstrou o sucesso da Lei das Cotas.

De acordo com o estudo do IBGE, os negros representavam, naquele ano, 50,3% dos alunos de faculdades e universidades públicas do país. Foi a primeira vez na história que pretos e pardos ocuparam o primeiro lugar nesse ranking.

Mesmo com tantas vitórias, há muito ainda o que melhorar e evoluir para vencer o racismo estrutural vigente no país, onde pretos e pardos representam 56% da população, como apontou levantamento do IBGE. O Dia do Estudante pode ser visto como um momento mais do que recomendado para calorosas discussões em busca de políticas públicas e novos avanços nesse sentido.

Tudo sobre o Ensino Religioso e a BNCC

Por que o Dia do Estudante é tão importante?

O Dia do Estudante na escola é importante para reforçar direitos e deveres dos alunos, sobretudo no que se refere à garantia de uma formação completa de meninos e meninas, salientando a importância da prática da cidadania e expandindo a visão deles sobre o mundo, além de permitir o desenvolvimento de competências socioemocionais fundamentais para as transformações verificadas no planeta neste século XXI. Compreender as suas próprias particularidades e ser capaz de estabelecer as mais diferentes relações, respeitando e aceitando a diversidade, é um importante passo para as mudanças necessárias na nossa realidade, assim como para assegurar o futuro de todos nós.

Entre os direitos dos estudantes, destacam-se:

  • Em suas atividades na escola, contar com a adequada orientação educacional, psicopedagógica e pedagógica;
  • Ter acesso a um ensino de qualidade, de acordo com as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC);
  • Em sala de aula e em outros espaços de aprendizado, como os laboratórios de informática e as bibliotecas, ter acesso à internet e a outras ferramentas fundamentais para o processo de ensino e aprendizagem.

No caso dos deveres, todo estudante deve:

  • Buscar conhecimentos complementares e revisar os conteúdos diariamente;
  • Ser inquieto, proativo e não se satisfazer apenas com a explicação dos professores;
  • Prestar atenção às aulas e interagir constantemente, mas sempre respeitando as opiniões contrárias às suas, sabendo conviver com as diferenças e não fazer delas motivo para julgamentos, bullying e outras ações que atrapalham a boa convivência.

O Dia do Estudante na escola é desafiador na atualidade. A chamada “Geração Z”, também conhecida como a geração dos nativos digitais, tem a tecnologia como suporte básico para o seu desenvolvimento cognitivo.

Nesse cenário, a escola deve levar em consideração a capacidade de esses alunos fazerem muitas coisas ao mesmo tempo. Além disso, eles têm uma postura mais autônoma e ativa na busca de informações.

A tecnologia é, de fato, essencial para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes. Às escolas, fica o compromisso de ampliar o processo de ensino-aprendizagem para muito além da absorção de conhecimento prático. É preciso ensinar a pensar e a se comunicar, além de assegurar que os alunos façam sínteses e elaborações para a resolução de problemas.

Em outras palavras, os processos de produção de conhecimento e de formação dos estudantes têm que ir muito além dos conteúdos tradicionais. Faz-se necessária, dessa forma, uma nova escola, capaz de oferecer soluções educacionais realmente eficientes e que tenha em seu radar as principais tendências do mercado de trabalho e do mundo globalizado

Por essas e outras razões, as ferramentas tecnológicas tornaram-se aliadas dos professores para assegurar o sucesso do processo de aprendizado. Unir o ensino de qualidade à tecnologia educacional é essencial para garantir o desenvolvimento de inúmeras competências, além de estimular o pensamento crítico, a flexibilidade e a responsabilidade.

Aliás, essa é uma das questões norteadoras da BNCC, que considera a tecnologia como fator fundamental do processo de ensino e aprendizagem. Se você busca soluções modernas para implantar em sala de aula, conheça os diferenciais de tecnologia educacional que o SAE Digital oferece para a sua escola.

Como trabalhar o Dia do Estudante na escola?

1.    Reforce o sentimento de pertencimento

O Dia do Estudante na escola deve ser um momento de gerar engajamento, aproximação e apropriação do espaço escolar. Sentir-se parte da instituição é fundamental para que o aluno vá além das suas obrigações.

Ao tornar-se agente ativo, ele passa a encarar a sala de aula como uma extensão da sua vida. É um espaço em que relações são criadas, desenvolvidas e fortalecidas.

Investir na produção de murais ou na pintura de paredes da escola, por meio de um processo de criação coletiva que envolva toda a comunidade escolar, pode trazer resultados muito interessantes.

2.    Abra espaço para o protagonismo infantojuvenil

Que tal fazer com que os próprios alunos compartilhem experiências em eventos ou workshops bastante dinâmicos? Isso pode ser feito, por exemplo, por meio de dicas de produção de vídeos para a internet ou pela criação de um espaço para revelar talentos culinários escondidos nas salas de aula. Essas trocas inspiradoras costumam gerar grandes transformações.

3.    Uma gincana cultural solidária é sempre bem-vinda

A escola faz parte de uma comunidade maior e é interessante que os seus principais agentes tenham capacidade de olhar além do que acontece entre os seus muros. Isso significa, por exemplo, mobilizar todos em prol de uma creche, um orfanato, um hospital pediátrico, uma entidade protetora de animais, asilos, entre outros grupos ou lugares que possam ser impactados positivamente pela união de todos os alunos.

A gincana cultural, além de divertida e rica em aprendizados, pode propiciar a arrecadação de alimentos, roupas ou outros materiais que farão a diferença na vida de muita gente e até mesmo de cães e gatos. Estimular a solidariedade nunca é demais!

4.    Concursos variados são sempre bem-vindos

O Dia do Estudante na escola também pode ter espaço para potencializar talentos nas mais diferentes áreas. Além de promover concursos de redação, por que não estimular potenciais pesquisadores a apresentar propostas que possam tornar as rotinas no ambiente escolar mais sustentáveis?

5.    Aproveite as inúmeras possibilidades das redes sociais

É preciso estar com os alunos nos lugares onde eles preferem estar, como o ambiente digital. Por isso, é possível promover ações virtuais que movimentem o Dia do Estudante na escola. Crie hashtags para a data, distribua prêmios, bolsas e descontos variados. Aposte em quizzes, vídeos e outras propostas que possam gerar interatividade.

Além de todas essas ideias, o Dia do Estudante na escola pode ter uma programação esportiva variada e com atividades voltadas também ao bem-estar e à saúde mental. Nesta fase de retorno ao ambiente escolar, é uma forma de combater o sedentarismo e promover a integração entre as turmas.

Catálogo 2023

Dica: você sabia que a música pode ser uma aliada e tanto na hora de estudar? Isso porque ela contribui para a concentração. Além de conferir o artigo bacana sobre isso publicado no blog do SAE Digital, pense ainda em formas de utilizar essa manifestação artística para ações no Dia do Estudante na escola. Que tal, por exemplo, dar espaço a talentos musicais de diferentes séries?

Com todas essas dicas, o Dia do Estudante na escola pode ser muito rico e interessante. É essencial aproveitar essa data para potencializar competências e habilidades, além de fazer com que os alunos criem vínculos ainda mais duradouros com a instituição de ensino. Pense nisso, abra espaço à criatividade e mãos à obra!

Para incrementar ainda mais a rotina dos estudantes na sala de aula, conte com o SAE Digital. Desenvolvemos soluções para a sua escola oferecer uma educação de qualidade e com os melhores recursos de tecnologia digital (AVA, livro digital, entre outras ferramentas). Entre em contato para conhecer os nossos produtos e serviços. Fale com um de nossos assessores.

Visite também o nosso blog para conferir mais artigos relacionados ao universo da educação. Acompanhe também as nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos