string(0) ""

Pesquisas de satisfação na sua escola – Confira!


Realizar pesquisas de satisfação na escola é uma prática muito importante para as instituições de ensino. Por meio delas, pode-se obter subsídios para melhorar o processo de ensino e aprendizagem e garantir à família que a educação oferecida aos alunos é de qualidade.

Confira no post de hoje como e quando fazer essa pesquisa na sua escola!

Instagram SAE Digital

O que são pesquisas de satisfação?

Uma pesquisa de satisfação consiste em um questionário que coleta dados sobre a experiência dos clientes com o serviço oferecido pela instituição; trata-se de uma avaliação que indica o nível de satisfação e funciona como um feedback para verificar o que precisa ser melhorado.

Ela serve como uma ferramenta estratégica de gestão, pois aproxima os clientes da instituição e promove a fidelização, mostrando que a escola está disposta a atender às necessidades dos pais e dos alunos.

Com isso, é possível buscar constantemente por melhorias de forma assertiva, visto que a pesquisa indica exatamente o que é preciso para atender ao que os clientes esperam.

A instituição consegue avaliar se suas estratégias estão funcionando, identificar quais são os pontos positivos e quais precisam ser alterados, bem como receber sugestões do que pode aprimorar.

 

Leia mais:

O que é Gestão de Resultados Educacionais?

O que é Gestão da Inovação na Escola?

Por que realizar pesquisas de satisfação escolar?

A pesquisa de satisfação na escola reforça a ideia de que a melhoria do processo de ensino e aprendizagem depende da ação conjunta de toda a comunidade escolar, portanto, as famílias precisam participar dando sua opinião e sugestão.

Nesse sentido, ela pode servir também como um recurso de comunicação, pois dá espaço e voz aos membros da comunidade escolar, ao valorizar sua opinião e participação, fortalecendo os vínculos entre a escola e as famílias.

A comunicação com a família e sua proximidade com a instituição são fundamentais para que o trabalho da escola seja bem delineado às necessidades da comunidade e esteja sempre melhorando com a ajuda de todos os envolvidos.

Além disso, a escola, enquanto empresa, também pode crescer e atrair novos alunos, ao passo que passa a oferecer um ensino de mais qualidade aplicando o processo de melhorias constantes.

Ela também permite conhecer melhor o público-alvo e se adaptar às suas necessidades, permitindo a captação e a retenção de alunos, pois se apresenta com um diferencial em relação às escolas concorrentes.

Desse modo, a pesquisa de satisfação traz benefícios para todos – à escola, às famílias e aos próprios alunos, que juntos constroem uma educação com mais qualidade.

Pesquisas de satisfação na sua escola – Confira!

Como realizar uma pesquisa de satisfação na escola?

Para que a pesquisa de satisfação na escola seja assertiva, é preciso planejar! Por isso, observe a seguir as cinco etapas dessa pesquisa:

1.    Briefing

Inicialmente, é preciso definir os objetivos da pesquisa – geral e específicos – para obter exatamente o que se pretende saber. O objetivo geral, por exemplo, pode ser saber se os alunos e as famílias estão satisfeitos com a estrutura da escola. Já os objetivos específicos podem ser saber se eles estão satisfeitos com a sala de aula, com o refeitório, a biblioteca, o laboratório, entre outros.

Depois, é preciso definir se os dados serão obtidos por meio da resposta de um questionário escrito, por telefone, e-mail, site, caixa de sugestões ou outro meio de comunicação.

É preciso definir também quando será aplicada a pesquisa e qual o prazo para respondê-la. Além disso, a pessoa responsável pela divulgação, pela coleta de dados e por fornecer uma devolutiva da pesquisa também deve ser definida com antecedência.

2.   Estruturação

Após definir o que a escola quer saber, é possível elaborar perguntas que respondam diretamente às dúvidas. O ideal é que sejam perguntas objetivas, mas específicas.

É importante detalhar as perguntas para conhecer pontos específicos que devem ser alterados ou mantidos. Perguntas mais amplas podem ser feitas para saber se, de modo geral, os pais estão satisfeitos e o que ainda que é necessário melhorar.

Algumas dicas importantes na hora de elaborar as perguntas:

  • Utilizar uma linguagem adequada, objetiva e de fácil compreensão;
  • Não fazer perguntas muito extensas;
  • Evitar perguntas repetidas ou muito parecidas;
  • Não fazer muitas perguntas, pois isso dificulta a participação;
  • Fugir do assunto com perguntas descontextualizadas.

3.   Coleta de dados

Com as perguntas definidas, o próximo passo é aplicá-las! Para tanto, é preciso divulgar a pesquisa e convidar a todos para respondê-la, ressaltando a importância da participação de todos na melhoria do serviço prestado.

Quanto maior o número de respostas, melhor será o resultado. Sendo assim, a escola deve se comprometer a divulgar os resultados e a oferecer uma devolutiva após a finalização da pesquisa.

A avaliação diagnóstica pode auxiliar na obtenção de dados sobre o desempenho dos alunos, o que será válido para identificar possíveis déficits no processo de ensino e aprendizagem oferecido pela escola.

Ela também ajuda na identificação das causas de dificuldades específicas dos estudantes na assimilação do conteúdo. Isso pode contribuir para que a escola aperfeiçoe o processo de ensino e aprendizagem, com estratégias baseadas no diagnóstico obtido na avaliação.

Com base nesse diagnóstico, é possível que coordenadores, pedagogos e professores elaborem estratégias e planos de ações para atingir os objetivos esperados ao longo do ano.

4.   Análise dos dados

Após finalizar o período de coleta de dados, chega o momento de mensurar as respostas. As perguntas objetivas facilitam a geração de indicadores mais precisos, que sinalizam a quantidade de pessoas satisfeitas e insatisfeitas.

O ideal é separar os dados coletados e gerar estatísticas sobre o nível de satisfação, para ver se a maioria está satisfeita ou não. Essa análise que guiará os planos de ação a partir dos resultados.

A Gestão de Resultados Educacionais pode ajudar nesta tarefa, pois ela realiza o monitoramento e a avaliação de desempenho da escola relacionado à aprendizagem dos alunos.

Ela abrange processos e práticas de gestão para a melhoria dos resultados de desempenho da escola – rendimento, frequência e proficiência dos alunos. Além disso, oferece indicadores de qualidade a partir de:

  • Avaliações e busca contínua de melhoria do projeto pedagógico da escola;
  • Análises, divulgação e utilização dos resultados obtidos;
  • Níveis de satisfação da comunidade escolar;
  • Transparência de resultados.

5.   Devolutiva

Os resultados devem ser divulgados junto às propostas de melhorias por parte da escola e dos planos de ação, visando atender às necessidades expressas na pesquisa, assumindo o compromisso de solucionar as queixas.

O plano de ação escolar é um documento que irá reunir as atividades planejadas pela escola para atingir esse objetivo, guiando todas as ações em um processo contínuo de crescimento e melhoria dos seus produtos e serviços.

É importante ressaltar que os resultados podem apresentar respostas muito positivas, não só insatisfação, as quais devem igualmente ser reforçadas e divulgadas.

pesquisas de satisfação

Tipos de pesquisas de satisfação

Um dos modelos mais usuais de pesquisa de satisfação é o Net Promoter Score (NPS), que propõe perguntas quantitativas e objetivas sobre um determinado assunto, de modo que a resposta seja a partir de uma escala de 0 a 10.

Por exemplo: “Em uma escala de 0 a 10, qual o seu nível de satisfação com a escola?”. O participante responderá apenas um número.

Outra opção é estabelecer níveis de satisfação e solicitar ao respondente que indique o que melhor representa sua opinião, por exemplo:

“Qual o seu nível de satisfação com a escolar?”:

( ) Muito satisfeito;

( ) Satisfeito;

( ) Pouco satisfeito;

( ) Insatisfeito;

( ) Muito insatisfeito.

Desse modo, a pesquisa torna-se mais dinâmica e rápida de responder, além de gerar dados precisos sobre a satisfação dos clientes.

Como aplicar a pesquisa de satisfação?

A pesquisa pode ser feita e aplicada por meio de formulários digitais, como o Google Forms, que é um aplicativo de gerenciamento de pesquisas on-line e gratuito, que coleta e organiza informações sobre um tema específico.

É uma ferramenta simples e objetiva, que pode ser repassada por e-mail; basta acessar o link da pesquisa e responder às questões com a nota que considerar adequada.

Existem várias formas de aplicar a pesquisa, como em formulários impressos ou digitais, em aplicativos ou plataformas virtuais, disponibilizados por meio de redes sociais, e-mail ou ferramentas de comunicação on-line, entre outros. Cabe à escola definir a melhor forma de realizar a pesquisa.

Leia também: Quiz prevenção a Covid-19: Aprenda como fazer e baixe o modelo

Quando e qual o melhor período para realizar pesquisas de satisfação?

A pesquisa de satisfação pode ser realizada quando a escola perceber algumas situações preocupantes, como:

  • Baixo desempenho dos alunos;
  • Dificuldade na captação;
  • Alto índice de transferência;
  • Reclamações;
  • Falta da participação da família na escola;
  • Alta rotatividade dos colaboradores.

É também recomendado realizar a pesquisa de satisfação sempre que for solicitado um atendimento, para acompanhar a qualidade do trabalho e saber se o pedido do cliente foi solucionado, bem como prevenir futuras queixas.

A escola deve adotar como cultura institucional a pesquisa de satisfação, e não esperar que surjam reclamações ou problemas, para aferir a qualidade do seu serviço.

Linkedin SAE Digital

O que pode ser avaliado nas pesquisas de satisfação com pais e alunos?

Há muitos aspectos a serem avaliados em uma instituição de ensino, dada a complexidade das atividades envolvidas no processo de ensino e aprendizagem e na parte administrativa.

Alguns pontos importantes para avaliar podem ser:

  • Materiais didáticos;
  • Professores;
  • Metodologia de ensino;
  • Infraestrutura da escola;
  • Processo avaliativo;
  • Atendimento;
  • Gestão;
  • Recursos tecnológicos;
  • Carga horária;
  • Eventos escolares;
  • Número de alunos por sala;
  • Valores, missão e política institucional.

___________________________________________________________________

O SAE Digital pode te ajudar a melhorar o nível de satisfação dos clientes com os produtos e os serviços que oferece. Fale com um de nossos consultores e saiba mais!

Mantenha-se informado sobre as novidades na educação acompanhando o nosso blog e os conteúdos exclusivos em nossas redes sociais. Confira!

pesquisas de satisfação

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos