Volta às aulas: Como encantar seus alunos na escola

Apesar de estar estigmatizado que a volta às aulas é um momento muito conturbado na escola, com planejamento e organização esse período não precisa ser uma fase negativa ou uma fonte de estresse.

Pelo contrário, os primeiros dias de aula são fundamentais para a recepção e integração tanto dos novos alunos quanto daqueles que já conhecem a rotina da instituição, afinal muita coisa pode mudar na estrutura e na estratégia pedagógica no período de férias escolares.

Tal momento é importante para que os alunos estabeleçam seus primeiros vínculos com novos colegas, professores e funcionários – além de ficarem cientes de regras coletivas e conhecerem as instalações da instituição.

Para alcançar tais objetivos, é essencial a organização da rotina escolar e a preparação de atividades de acolhimento para o volta às aulas, o que demanda grande esforço de toda a equipe de gestores, educadores e colaboradores de apoio da escola. Aqui você encontrará diversas dicas de como encantar seus alunos no primeiro dia de aula.

 

Aulas suspensas? Confira como manter os alunos engajadosPreparando tudo para o volta às aulas

Antes de começar a construir planejamentos elaborados em quadros ou sair imprimindo folhetos de boas-vindas, saiba que uma ação simples pode fazer a diferença para que a recepção dos alunos seja um sucesso: criar uma lista com todas as ações necessárias nesses primeiros dias de aula. Aqui no blog temos uma matéria ensinando como organizar a escola para o início do ano letivo .

Sabendo tudo o que precisa ser feito, realize a distribuição de tarefas entre diretores, coordenadores, educadores e outros colaboradores que possam auxiliar nesse processo. É interessante definir os locais em que cada atividade será efetuada e quem serão os responsáveis por elas.

Outra atividade que não deve ser esquecida no volta às aulas é a identificação do ambiente escolar. Os corredores e as salas de aula precisam estar devidamente sinalizados com a direção e a localização exata de cada série, turma e período. Nesse sentido, listagens das turmas com nomes dos alunos e dos respectivos professores, bem como localização da sala de aula, ajudam bastante.

Uma observação pertinente é a necessidade de maior atenção para o atendimento à Educação Infantil, inclusive com mais pessoas dedicadas. As crianças pequenas costumam chorar nos primeiros dias de aula, já que para muitas delas essa é a primeira experiência longe da família. Se possível, é válido até combinar horários diferenciados de saída com os pais ou responsáveis daquelas crianças com maior dificuldade de adaptação.

Primeiros passos na escola, literalmente

Uma prática muito bem vista é a presença dos diretores e coordenadores no portão de entrada para receber os alunos. Isso mostra que os gestores são acessíveis, estão abertos para responder a dúvidas e interessados em proporcionar uma recepção adequada para os alunos. Contudo, o apoio de funcionários que conheçam as crianças e saibam lidar com aquelas que são novas no ambiente escolar é primordial.

Os demais colaboradores podem ficar posicionados em locais estratégicos, principalmente nos corredores, para ajudar a informar a localização das salas de aula, dos banheiros, dos bebedouros, da enfermaria, entre outros. Por sua vez, os professores podem aguardar seus alunos na porta da sala de aula, recepcionando-os com cordialidade e oferecendo algum material de boas-vindas nesse volta às aulas tão especial.

Manter um espaço adequado para a permanência dos pais também é bem positivo. Muitos deles podem buscar informações ou até mesmo desejar ficar nas dependências da escola no primeiro dia de aula com receio da dificuldade de adaptação das crianças. Mais do que demonstrar a preocupação da escola com o bem-estar de todos, essa pode ser mais uma oportunidade de conversar e alinhar expectativas com os pais, além de apresentar a instituição e a proposta pedagógica, por exemplo.

Recepcionando os alunos para um novo ano letivo

Com os alunos dentro da escola, é chegada a hora de os professores se apresentarem, explicitarem as expectativas para o ano letivo, o que será ensinado e como serão as avaliações e outras atividades pertencentes à rotina escolar. Claro, isso deve ser feito de maneira comedida para que os alunos não se assustem. A ideia aqui é fazer apenas uma introdução ao ambiente escolar.

O próximo passo é colocar em prática as atividades de recepção programadas para os alunos. O principal objetivo dessas ações é promover o entrosamento das crianças, especialmente daquelas que são novatas na instituição.

A criação de atividades em grupos que misturem alunos de diferentes idades podem ser interessantes para essa socialização integrada. Você pode criar ações que juntem alunos com interesses em comum, como equipes de esportes variados, companhias de teatro, equipes para controlar a rádio escolar no intervalo e o que mais for possível dentro das possibilidades estruturais da escola.

Volta às aulas: Tour pela escola

Todos os alunos precisam conhecer as dependências da escola. Portanto, um tour pela área útil e controlada da instituição é essencial. Esse passeio normalmente é feito por cada turma, e os alunos veteranos devidamente identificados podem guiar partes do passeio ou o tour todo, sendo mais uma forma de integração e reconhecimento.

Volta às aulas: Crachá personalizado

Dependendo da faixa etária dos alunos, a identificação dos colegas pode ser facilitada com o uso de crachás. Essa prática pode ficar muito mais divertida quando esses itens são personalizados. Imprima modelos e permita a cada criança que customize o seu, sendo uma primeira forma de expressão e de aproximação entre os novos colegas de classe.

Volta às aulas: Dinâmicas de grupo

Uma das maneiras mais eficientes de promover a integração é a realização de dinâmicas de grupo. A criatividade do professor é que determina qual a melhor maneira de abordar a socialização dos alunos com base na idade média para a série, por exemplo.

Tomando como base o exemplo do crachá personalizado, uma sugestão de prática é o Stop do nome. Funciona assim:

  1. Os alunos colocam seus crachás em uma caixa;
  2. As crianças sentam formando uma roda, e o educador fica com um apito;
  3. A caixa com os crachás vai passando até que o professor apite;
  4. O aluno que ficou com a caixa nas mãos deve abri-la, pegar um crachá e dizer em voz alta alguma qualidade ou característica do colega sorteado para que os outros adivinhem quem é.

Obviamente, a adoção de crachás personalizados com alunos com idade mais avançada não terá a mesma eficiência do que com os pequenos. Mas essa relação de identificação e descobrimento pode ser trabalhada de outra forma, como na dinâmica a seguir:

  1. Sem se identificar, os alunos devem escrever 3 curiosidades sobre si mesmos em um papel. Exemplo: “Tenho 2 cachorros” / “Nasci na cidade x” / “Gosto de cantar nas horas vagas” / “Tenho medo de barata”;
  2. Os papéis devem ser dobrados, recolhidos e reunidos em uma caixa ou sacola;
  3. Cada aluno deve se levantar, retirar um papel aleatoriamente da caixa ou sacola e ler em voz alta uma curiosidade de cada vez;
  4. Os demais alunos da turma devem tentar adivinhar a quem pertencem aquelas curiosidades.

 

Aulas suspensas? Confira como manter os alunos engajadosConsolidando a integração dos alunos na escola

Tudo o que vimos até aqui tende a ser executado no primeiro ou nos primeiros dias de aula. Contudo, é importante que os gestores e educadores se preocupem com a consolidação desse trabalho inicial de integração dos alunos com seus colegas e com a escola.

Portanto, busque realizar atividades após algumas semanas do início do ano letivo para que as relações construídas nessas primeiras ações sejam fortalecidas. Um piquenique ou um lanche programado após o primeiro mês de aula, por exemplo, pode ser um evento conciliador e fortificante para a socialização de todos.

Essas são apenas algumas sugestões de organização, planejamento e atividades existentes dentro do material pedagógico do SAE Digital. Nele, os gestores e professores encontram ações descritas com objetivo, tempo estimado de realização, material necessário para execução, passo a passo de como fazer e muito mais.

Caso tenha interesse em saber mais detalhes sobre o sistema de ensino que acredita na transformação do mundo por meio da educação e da tecnologia, clique aqui e fale com um dos consultores especializados.

Até a próxima!

Aulas suspensas? Confira como manter os alunos engajados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessos